“Uma formação superior para o futuro” é o mote para sessão de esclarecimento no Politécnico de Viseu

O Secretário de Estado do Ensino Superior, Professor José Ferreira Gomes, continua, esta semana, uma série de sessões de esclarecimento sobre os cursos Técnicos Superiores Profissionais, TeSP – “Uma formação superior para o futuro”, no âmbito do périplo, iniciado a 4 de maio, que percorrerá todos os Institutos Politécnicos e Escolas Superiores Politécnicas não integradas com esta oferta. Amanhã, 19 de maio, estará presente, pelas 10h00, no Instituto Politécnico de Setúbal, e à tarde, pelas 15h00, estará presente no Instituto Politécnico de Beja.
No dia 20, pelas 10h00, será a vez do Instituto Politécnico de Santarém, e no dia 21, também pelas 10h00, será a vez do Instituto Politécnico de Viseu
Esta campanha de esclarecimento é organizada em articulação com a Direção-Geral do Ensino Superior e os Institutos Politécnicos e unidades orgânicas de ensino superior politécnico integradas em universidades públicas e as sessões de esclarecimento são dedicadas em especial aos estudantes, mas também a pais, escolas secundárias e profissionais e a todos os agentes económicos, locais e autárquicos, cujo envolvimento possa beneficiar esta nova oferta formativa de nível superior.
Os TeSP são uma nova oferta de formação superior, exclusiva de Institutos Superiores Politécnicos e unidades orgânicas de ensino superior politécnico integradas em universidades. Trata-se de uma formação com a duração de quatro semestres letivos e a única com um perfil de formação de nível 5 na classificação ISCED da OCDE. Têm 120 créditos e integram uma componente de formação geral e científica, uma de formação técnica e outra de formação em contexto de trabalho, através de um estágio obrigatório com uma duração não inferior a um semestre.
Estes novos cursos começaram a ser lecionados no ano letivo de 2014-2015, tendo sido inicialmente aprovadas 94 ofertas no ensino superior politécnico público e privado. Para o próximo ano letivo, de 2015-2016, as instituições submeteram 478 pedidos de registo de novos cursos à aprovação da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), a quem compete a decisão sobre o pedido de registo nos termos do Decreto-Lei n.º 43/2014, de 18 de março. Neste momento são já 143 as ofertas registadas, em áreas tão diversas como Multimédia, Gestão de PME, Ambiente, Informática, Eletricidade, Eletrónica, Química, Hotelaria, Restauração, Turismo, Desporto, Viticultura, Aquacultura ou Equinicultura.
Um dos principais objetivos destes novos cursos é atender às necessidades de formação expressas pelo mercado de trabalho nas regiões em que são ministrados, tendo uma forte ligação ao tecido empresarial local, em articulação fina com o ensino politécnico presente em cada região. Espera-se dos TeSP que atraiam novos públicos para o ensino superior, não só jovens como adultos, e, em particular, os alunos que tenham completado o ensino profissional e queiram prosseguir estudos numa linha de proximidade com a vida profissional. A continuação dos estudos para licenciatura é uma hipótese sempre em aberto para estes estudantes.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies