Sub10 do SLNelas empatam 1-1 com o Académico de Viseu na 4ªjornada da Fase Final dos Campeões

Recebemos na 4ª jornada o Académico de Viseu, 2º classificado da série centro na fase de grupos.
Convocámos 12 atletas, Afonso, Boto, Daniel, Henrique, Marcelo (Gr.), Marco, Martinho (Cap,), Rafa (Gr.), Ricardo, Simão, Tiago F., e Tomás.
Após o desaire na jornada anterior em Repeses, a nossa equipa preparou-se durante a semana para tentar vencer o histórico clube visiense e apresentámos como equipa inicial, Rafa (Gr.), Daniel, Martinho (Cap.), Simão, Tiago F., Tomás e Boto.
Entrámos no jogo ao ataque, conquistámos 2 cantos, obtivemos um livre direto que o Tomás fez a bola rasar a barra, mas aos 11 minutos, na primeira vez que o Académico rematou à nossa baliza, fez o 1-0 através de um remate potente de fora da área.
Os níveis de confiança já não andavam altos, com esta situação a equipa ficou ansiosa, a construção ofensiva não aparecia, a bola parecia que queimava nos pés dos jogadores e o jogo ficou algo confuso. O Simão teve um livre direto que passou perto do poste e aos 20 minutos, novamente num livre de muito longe, ainda no nosso meio campo, bateu a bola alta, bateu à frente do guarda-redes e entrou. Estava conseguido o empate e até ao final da 1ª parte não houve mais nada de relevante.
Durante o intervalo, a equipa procurou sossegar, adaptámos algumas posições e tentámos que os níveis de confiança aumentassem.
Durante a 2ª parte, apesar da atitude dos nossos jogadores, da entrega ao jogo, as jogadas continuavam a não sair nas melhores condições. Nesta fase do jogo, o Académico de Viseu beneficiou de 5 livres diretos (!) nas imediações da nossa área que acabaram por não dar em nada, pois a bola ou ficava na nossa defesa, ou passava ao lado da baliza. Estes livres surgiam de jogadas banais, que no outro meio campo raramente eram marcados! Uma dualidade de critério que ninguém percebeu.
Por três vezes (Boto, Tomás e Henrique) tivemos possibilidade de almejar a baliza contrária, mas a falta de discernimento dos nossos jogadores e o acerto do guarda-redes contrário acabaram por não permitir a obtenção de um segundo golo.
Um jogo que terminou com um empate a um golo e que acabou por ser justo. Penaliza a nossa equipa que jogava em casa e que não conseguiu produzir o futebol ofensivo a que nos habituou na fase de grupos. Jogámos mais com o coração do que com a cabeça. A rever no próximo jogo.
Na 5ª jornada, teremos uma deslocação a Santa Comba Dão para defrontar os Pinguinzinhos, equipa que ainda não pontuou nesta fase final dos campeões e que na fase de grupos ficou atrás de nós.
Com o apoio da nossa Torcida Nelense, a equipa irá mostrar a sua real imagem e praticar novamente o futebol ofensivo que a caracteriza.
Bancada Nelense

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies