MINISTRO DO AMBIENTE assegura : “ÁGUA vai aumentar para a larga maioria da população”

“Não tenho ilusões. Há uma larguíssima maioria da população que enfrentará aumentos nas tarifas” afirma o ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, em entrevista à Antena 1 e Económico, que argumenta que “temos um sector que não é sustentável”, “temos tarifas no litoral que são três vezes inferiores às do interior” e “temos proveitos que são 35% inferiores aos custos”. Não admira assim que o sistema gere “défices tarifários crónicos de 600 milhões de euros” e dívida dos municípios de 500 milhões”.
É com estes números que o governo justifica alterações no sector que conduzirão a uma redução do número de empresas do grupo Águas de Portugal de 19 para 5 empresas, uma alteração das tarifas para impedir défices e, garante, um melhor sistema de planeamento de investimentos. Uma das consequências da fusão entre empresas será a subida das tarifas onde hoje são mais baixas, no litoral, num ajustamento que criará uma tarifa única no país, com acontece com energia ou gás.
“É evidente que que no interior existem custos superiores ao litoral, não só porque a infra-estruturação é mais cara, como existe um número de clientes para as infra-estruturas inferior” o que explica que hoje  a água no litoral tenha um custo três vezes inferior à do litoral, uma situação que não se justifica diz o ministro: “Porque razão se deve perenizar” esta situação quando, por exemplo, “temos o preço da electricidade e gás canalizado igual”, defende.

1 comentário a "MINISTRO DO AMBIENTE assegura : “ÁGUA vai aumentar para a larga maioria da população”"

  1. cá está o PSD-governo a fazer empresas com os dinheiros públicos, castigando os consumidores e aumentando as remunerações dos administradores e o número de boys

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies