Maria sofre de leucemia desde o primeiro ano de idade e luta com grande tenacidade pela vida

– Sessões de quimioterapia têm sido frequentes e esta menina Nelense até comprimidos para dormir tem que tomar
Maria já passou 10 meses da sua ainda muito jovem vida em camas de hospitais, depois de lhe ter sido diagnosticada uma leucemia, quando completou um ano de idade. A estória comovente desta menina nascida em Nelas, já levou à organização de um evento solidário de dança coletiva (zumba) em Vila Nova de Poiares. Cerca de 500 pessoas dançaram pela Maria que não podia estar mais feliz. Aliás, apesar da agrura que carrega, o sorriso estampado no seu rosto é uma constante … e é contagiante.
A leucemia linfoblástica aguda foi detetada após febres altas e persistentes que indicaram algo de grave: depois de exames e dias de internamento no hospital de Viseu, só no Pediátrico de Coimbra seria tratada.
“A 4 de junho começou a fazer quimioterapia infantil, o que lhe causava pancreatite. Por isso, há cerca de três meses teve que iniciar a quimioterapia de adulto”, revelou-nos a mãe, Olga Patrícia, que trabalha numa IPSS.
Quando se confirmou a notícia, os pais – cuja primeira filha nasceu sem vida há seis anos – ficaram consternados.
“Ela luta. Até parece que não é doente. Só quando voltamos ao hospital é que ela, mais triste, me pergunta: “Mamã, há doutor?”, conta a mãe. “Mas é uma vencedora. É ela que nos dá forças”.

A Zumba solidária em Vila Nova de Poiares

A luta e determinação da Maria e dos seus pais sensibilizaram Mafalda Santos, fisioterapeuta e instrutora de zumba. Por ocasião das comemorações do Dia Mundial do Voluntariado, o grupo que representa deslocou-se ao Pediátrico para fazer uma demostração. “A Maria estava lá e foi tocante a forma como interagiu durante a nossa atuação”, relatou a instrutora.
Mafalda apercebeu-se que os pais – a Olga, de 29 anos, é auxiliar de ação educativa, e o pai Rui Alexandre, de 27, é operário fabril – estavam a passar por algumas dificuldades, sobrevivendo essencialmente da solidariedade prestada por família e amigos.
Foi assim que surgiu a ideia de realizar o evento de zumba. As receitas revertem, em partes iguais, para a família da Maria e para associação Acreditar de Coimbra, que presta apoio às famílias das crianças internadas nos hospitais do distrito.
“Todos os dias, eu vejo o sofrimento de outras crianças. Não é só a Maria…”, confessa Olga, que nos confidenciou que desde logo “fui sensível a isso, para dividir a receita desta maravilhosa ação solidária”. A iniciativa contou com a presença solidária de vários instrutores de zumba, de representantes de marcas, de centenas de pessoas que quiseram estar presentes. Mas tudo isto ficou a dever-se ao voluntarismo e à dedicação de Mafalda Santos. 
Relativamente a outros apoios, Olga Patrícia fala-nos do autocarro cedido pela Câmara de Nelas para a ida a Poiares. “Ainda assim solicitei também à Assistente Social alguma apoio financeiro, mas fui informada que a Câmara não tem dinheiro, logo não podia ajudar”, acrescentou.

5 comentários a "Maria sofre de leucemia desde o primeiro ano de idade e luta com grande tenacidade pela vida"

  1. Força Olga. Essa luta trará resultados positivos. Estou com a tua causa

  2. Publiquei no google+ esta notícia, algumas pessoas questionaram como podem ajudar. Que tal abrir uma conta solidária? Digam alguma coisa.

  3. A Maria é uma lutadora! Linda e alegre nestas fotos! Um beijinho especial e muita força…
    Divulguem como podemos contribuir com alguma ajuda.

  4. Com muito orgulho, posso afirmar que este evento foi efetivamente um sucesso para a causa que solidária que apoiamos de corpo e alma! Já foi entregue os respetivos valores a doce Maria e a Acreditar! Quem quiser continuar ajudar a linda Maria poderá faze-lo através do NIB 0018.0003.37061694020.11. Um grande bem haja a todos relembro que não se tratou de uma competição e muito menos de rivalidades, mas sim de uma causa muito nobre, que deverá servir de lição para cada um de nós. Hoje é a Maria, amanhã posso ser EU, ou qualquer um de nós, só quando nos entregamos as causas de corpo e alma e que realmente atribuímos o devido valor. Olga Rui Olgarui Patricia estarei sempre á vossa disposição para a ajudar a Maria, faz parte da minha família. Relembro algumas palavras do Beto Perez criador do ZUMBA, existe espaço para todos os instrutores, todos são diferentes, todos são especiais, cada um tem o seu mérito desde que sejam credenciados todos têm o seu devido valor, o zumba não é rivalidade mas união, partilha e gosto pela vida! A TODOS SEM EXEPÇÃO QUE CONTRIBUIRAM PARA ESTA CAUSA, UM ABRAÇO DO TAMANHO DO MUNDO, sem vocês nada teria sido possível para a ternurenta Maria e para a Acreditar. Vamos Acreditar num mundo melhor, sem cobardias e desrespeitos, cada pessoa tem o seu próprio valor! Um beijinho gigantesco para a doçe e afável Maria! heart emoticon

  5. Obrigado José Miguel pelo apoio que dá às grandes causas. Além do apoio à Maria o apoio à Acreditar é muito importante. Só quem passa por essas situações sabe o que representa muitas vezes uma simples palavra e um abraço. Obrigado de Novo

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies