MONUMENTO megalítico descoberto em Carregal do Sal

Foi recentemente descoberto mais um monumento megalítico no Concelho.
Depois do alerta dado por um popular, morador em Fiais da Telha, o arqueólogo do Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria, procedeu a uma cuidada e minuciosa análise a um amontoado de pedras, localizado junto a uma antiga pedreira, num local designado Troviscos.
Após uma investigação mais aprofundada, o técnico concluiu que as pedras eram afinal esteios de uma mamoa pertencentes portanto a um Dólmen, agora designado Dólmen de Troviscos.
O monumento localiza-se no topo da vertente norte do Rio Mondego, em pleno Planalto do Ameal, no lugar de Fiais da Telha, Freguesia de Oliveira do Conde
Esta nova descoberta arqueológica – sepultura pré-histórica – é um dólmen de câmara poligonal simples e corredor curto, já sem tampa de cobertura e envolto numa mamoa com cerca de 13 metros de diâmetro. Na Câmara são ainda visíveis cinco esteios, admitindo-se que a mesma possa ter oito a nove. O corredor possui cerca de 4 metros. Tal como os restantes monumentos daquela Necrópole megalítica, o Dólmen de Troviscos poderá remontar ao período Neolítico (IV milénio a.C.).
De salientar que na área envolvente foram recolhidos à superfície fragmentos de cerâmica manual pré-histórica, de tipo Ameal, restos de talhe em quartzo e um movente de mó manual.
A cerca de 200 metros para sul foi ainda detetado um afloramento granítico de grandes dimensões com cerca de três dezenas de fossetes (covinhas escavadas na rocha) e uma pequena mamoa a cerca de 60 metros para sul do Dólmen de Troviscos, cujo monumento, bastante destruído, poderá corresponder a uma Cista da Idade do Bronze.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies