ÚLTIMA HORA : CIM Viseu Dão Lafões rejeita mudança da sede para Viseu (11 votos contra e 3 a favor)

De acordo com o presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, José Morgado, a proposta de transferência da sede para a Casa do Adro, em Viseu, foi rejeitada por 11 dos 14 municípios.
“S. Pedro do Sul absteve-se e votaram contra Viseu e Sátão, na reunião de terça-feira”, acrescentou.
Em maio de 2014, o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, propôs à CIM Viseu Dão Lafões a transferência da sua sede, que funciona em espaço do edifício do novo ciclo da ACERT, em Tondela, para Viseu.
“Entendemos fazer chegar uma carta ao presidente da CIM Viseu Dão Lafões a disponibilizar a Casa do Adro, no coração da cidade de Viseu, para vir a sede da comunidade. Este é, de facto, um sinal que a cidade-região pode dar nesta matéria”, alegou, na altura.
A proposta de cedência da Casa do Adro surgiu na sequência da nova legislação sobre as Assembleias Distritais e a disponibilidade do património existente, que diz que a Casa do Adro – património da Assembleia Distrital de Viseu – poderá ser alocada à comunidade intermunicipal em que está inserida ou ao próprio município em que está instalada.
O presidente da CIM Viseu Dão Lafões congratulou-se com a manutenção da sede no município de Tondela, num edifício “com ótimas instalações” e “sem custos, pois a Câmara de Tondela prescindiu do valor do aluguer do espaço, já em novembro do ano passado”.
“Por uma questão de coesão regional, não pode centrar-se tudo em Viseu. Foi uma decisão do Conselho por votação expressiva e, na minha opinião, a sede da CIM fica muito bem em Tondela”, apontou.
Sobre a Casa do Adro, evidencia que “a sua entrega será uma mais-valia para a CIM Viseu Dão Lafões”, que lhe dará “um uso condigno”.
“A Assembleia Intermunicipal poderá reunir nesta nova propriedade, à qual lhe poderemos dar uso também em termos de formação, já que tem sido sempre necessário recorrer a casas emprestadas para este efeito”, concluiu.
Integram a CIM Viseu Dão Lafões os municípios de Carregal do Sal, Castro Daire, Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do castelo, Santa Comba Dão, S. Pedro do Sul, Sátão, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela (distrito de Viseu) e Aguiar da Beira (distrito da Guarda).

RTP on line

Foto : Via Rápida de outra Assembleia em 2014

1 comentário a "ÚLTIMA HORA : CIM Viseu Dão Lafões rejeita mudança da sede para Viseu (11 votos contra e 3 a favor)"

  1. Parabéns a quem votou para que a cede da CIM Dão Lafões se manter onde está: A descentralização tão apregoado,não é para centralizar tudo nas capitais actuais Capitais de Distrito.
    O Presidente da Câmara de Viseu se quer desenvolver o seu concelho, que por sinal é dos mais pobres do Distrito por só e investir na cidade , que o faça procurando captar para Viseu novas indústrias, como fazem os seu colegas dos outros concelhos.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies