ESPECIAL – XXIV Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital : ENTREVISTA com o Presidente da Ancose, Manuel Marques

Sendo a ANCOSE a instituição responsável, por delegação do estado, pelo melhoramento genético da raça Bordaleira – Serra da Estrela, pode fazer-nos um ponto de situação sobre a vossa ação e quais os fatores mais críticos com que se debatem neste momento ? 
Cada vez mais se verifica que o melhoramento animal, para apuramento da raça genética, seja ela qual for, é importante para os criadores, isto no âmbito geral de melhoramento e não só na Raça Serra da Estrela.
Com o melhoramento consegue-se apurar os melhores animais, que por sua vez, o produtor poderá tirar a melhor rentabilidade.
Já no meu mandato, a Ancose conseguiu licenciar o seu Centro de Colheita de Sémen de Pequenos Ruminantes, o que nos permite fazer a inseminação artificial, através de reprodutores devidamente selecionados.
Temos a ambição que através deste Centro possamos vir a exportar os sémenes aí produzidos.
As questões mais criticas é a substancial redução do efetivo animal na região de denominação de origem Serra da Estrela e a não aplicação do leite  dos animais selecionados, na produção do Queijo Serra da Estrela. 
Ainda há bem pouco tempo, foram exportados para Angola, borregos adquiridos aos nossos associados, oriundos da seleção do melhoramento.
Fale-nos um pouco do papel da Associação na produção do produto de excelência que é o Queijo Serra da Estrela e como vê, na atualidade, a situação económica de pastores, queijarias e outros operadores neste mercado …
A associação tudo tem feito para que o QSE seja um produto se excelência. Temos uma queijaria tecnológica, com técnicos experimentados que dão todo o apoio aos nossos associados.
Foi para nós um grande orgulho o QSE ser considerado uma das sete maravilhas da gastronomia Portuguesa.
Não podemos deixar extinguir este produto, que desde tempos imemoriais já era produzido na Região da Serra da Estrela, basta recordarmo-nos que já Gil Vicente falava neste delicioso produto.
Contudo, nem tudo é um mar de rosas quanto ao QSE, e aqui refiro-me ao Processo de Certificação, que quer queiram quer não, terá que ser alterado, tornando o serviço mais barato para os produtores.
Sabemos que têm alguns projetos para concretizar no curto/médio prazo – fale-nos um pouco deles, assim como da recente inauguração da requalificação da queijaria …
Temos alguns projetos em carteira, um deles está inicialmente e institucionalmente a ser tratado com o senhor Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, como compreenderá não me vou referir a ele referir. 
Quanto à queijaria ela sofreu obras de requalificação que ultrapassaram o valor de mais de 30 mil euros. 
Quero em breve colocar em funcionamento o mini laboratório que existe na ANCOSE, que servirá de apoio analítico às queijarias dos nossos associados.
Que importância atribuiu à FESTA DO QUEIJO Serra da Estrela e que nível de relacionamento mantém com a autarquia de Oliveira do Hospital, nomeadamente com o seu Presidente ? 
São 18 os concelhos que compõem a Região Demarcada de Produção de QSE – com todos os seus Presidentes da Câmara mantemos uma relação institucional e de amizade. A partir de Outubro de 2013, isso deixou de acontecer com o Presidente de Câmara do meu Concelho, o de Nelas.
Todos os restantes Presidentes de Câmara se preocupam com os seus concidadãos e reconhecem o trabalho efetuado pelos seus munícipes no desenvolvimento da ovinicultura e a consequente criação de riqueza no seu concelho.
Reconhecem também o trabalho desenvolvido pela ANCOSE nos serviços prestados nos eus concelhos. Por isso, quando necessitam da ANCOSE, ela diz sempre PRESENTE.
Quanto ao Senhor Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, não serei certamente a melhor pessoa para falar no Prof. José Carlos Alexandrino, tenho por este Homem, (H), uma amizade imensurável, que já vem desde sensivelmente do ano de 1992.
O Prof. José Carlos Alexandrino tem um carinho especial pela ANCOSE sempre nos ajudando em tudo que lhe é possível, e a ANCOSE muito lhe deve.
Quanto aos eventos FESTA do QUEIJO, elas são de extrema importância para à promoção dos produtos da fileira Serra da Estrela.
Em meu nome pessoal e na qualidade de Presidente da ANCOSE, quero prestar nesta entrevista uma homenagem a todos os 17 Presidentes de Câmara, que de uma forma amiga nos têm ajudado nesta tarefa.
A ANCOSE está de boa saúde e recomenda-se ? 
Já lá vai o tempo que a ANCOSE me tirava o sono, essencialmente por duas razões, a falta de dinheiro para efetuar pagamentos, designadamente ordenados  e os avais pessoais, bancários, que eu lá detinha, que chegou aos 180 mil euros – hoje isto está ultrapassado.
Mais dois ou três anos e a ANCOSE navegará em águas calmas.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies