GNR reuniu com a EDM para avaliar atentado biológico derivado das 200 toneladas de urânio armazenadas na Urgeiriça

A GNR já se reuniu com a empresa pública (EDM) responsável pelas cerca de 200 toneladas de urânio armazenadas sem plano de segurança nas antigas minas da Urgeiriça, na zona centro do país. A investigação do programa “Sexta às 9”, demonstrou que este material altamente radioativo tem potencial para provocar um atentado biológico de grandes dimensões. Especialistas em segurança interna confirmaram que esta é uma vulnerabilidade inaceitável na atual conjuntura de ameaça terrorista que mantém a Europa em alerta. No dia em que Portugal ficou a saber que morreu mais um jihadista português, vítima de bombardeamentos junto à Turquia, a GNR informou que já se reuniu com a empresa responsável pelo urânio para avaliar e estabelecer um plano de segurança para as instalações.
RTP on line

2 comentários a "GNR reuniu com a EDM para avaliar atentado biológico derivado das 200 toneladas de urânio armazenadas na Urgeiriça"

  1. O maior atentado ambiental está em Nelas.

  2. Ou em Vila Nova?

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies