NACO sobe ao palco com obras musicais de Fernando António dos Santos

O NACO apresenta, no próximo sábado, dia 17, pelas 21:30h, um Concerto com Fernando António dos Santos, na Escola do Teatro.

Compositor, pianista e produtor musical, o músico português trará um Concerto dividido em duas partes: “O Homem Mais Rico do Mundo” e “A Fada da Música”.Sobre Fernando António dos Santos:”O músico português Fernando António dos Santos ocupa o número 1 da tabela londrina de música clássica da Reverbnation desde dia

19 de Julho. Pianista, compositor e produtor musical, este português liderou no ano passado a tabela instrumental de Londres na mesma plataforma de música independente e conquista assim um reconhecimento acrescido, No mundo da música, Fernando António dos Santos, também conhecido Doio Kaosos, é pianista, compositor e produtor musical, apaixonado pela animação 3D, e com uma maturidade artística que lhe permite fazer da música uma viagem dos sentidos e do espírito ao mais belo e vibrante dos mundos. Nos últimos anos tem conquistado lugares cimeiros em tabelas internacionais de música independente, com álbuns de sonoridades clássica e world fusion como Aragón El Griffin, Dream Astronaut, Tuvalu, Mikdash e Two Butterflies Out Of The Metro, chegando mesmo ao número 5 da Classical Chart de Nova Iorque, antes de liderar tabelas londrinas na plataforma Reverbnation, que aloja mais de 3.04 milhões de projectos musicais.Fernando António dos Santos tem dado a conhecer o seu trabalho original em Londres e participou como músico de improvisação em performances de Teatro Playback no New Diorama Theatre, no âmbito da World Playback Week (Maio de 2012), ainda na Childreach International (Julho de 2012), na performance intitulada “We are the Heroes and Heroinesof our Generation”, organizada pela London Playback Theatre para angariação de fundos para um grupo de teatro do Sri Lanka (Junho de 2012), e em eventos com múltiplas expressões artísticas.Ao longo de mais de 20 anos de carreira trabalhou com nomes de referência da música portuguesa – Lena D’Agua (na formação dos Beatnicks), Lara Li, Cândida Branca Flor, Carlos Paião (Vamos Lá Cambada) e Raul Indipwo (Sô Santo) – e fez parte das bandas Doyo, Davinci, Zanzibar (álbum “Terra De Ninguém”) e ainda da banda alemã Waveband. É, contudo, como compositor e produtor independente que Fernando melhor e mais livremente cria, motivo pelo qual pretende agora mostrar o seu trabalho ao vivo em Portugal e na diáspora”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies