Fumo e Hipocrisia (ou como criar a onda e surfá-la não é para todos e ainda bem)

Muito se tem dito e passado à volta de uma hipotética subida dos valores da água cobrados no concelho de Nelas.
Não querendo entrar em aspectos relacionados com questões estilísticas utilizadas em termos de debate político, que cada um escolhe as que bem entende e é capaz de usar, gostava de tentar levantar a poeira com que alguns tentam ludibriar os munícipes/eleitores.
Não esteve em cima da mesa a hipótese de subida das tarifas da água.
Aquilo que a CM de Nelas deliberou em 29 de Outubro do ano transacto foi, apenas e só (e quem quiser confirmar o que realmente foi dito que leia a acta (http://www.cm-nelas.pt/index.php/actas-cmn/finish/112-actas-2014/1756-reuniao-de-29-de-outubro-2014) nas paginas 35, 36 e 37 mas também as 30, 31, 32, 33 e 34 que isto das verdades parcelares cada um escolhe a que quer) a adequação dos actuais regulamentos e a elaboração de um novo de saneamento (obrigatório há anos mas que a CMN não tem) dando cumprimento a determinações da ERSAR que obriga (e muito bem) que todos os custos associados ao serviço disponibilizado – ler água nas torneiras de nossa casa, saneamento básico e recolha de lixo – sejam individualmente discriminados (a agua, a contratação da empresa de recolha do lixo, os serviços administrativos e, claro está a taxa de recursos hídricos (que os mais curiosos podem ler em http://www.apambiente.pt/index.php?ref=16&subref=7&sub2ref=11&sub3ref=128), etc,. Ora o anterior executivo, como fez com tantas outras coisas, decidiu não pagar a componente relativa aos efluentes da TRH, desde pelo menos 2008, legando um encargo para o futuro de mais de 100 mil euros e que obviamente seremos todos a pagar.
Depois desta adequação de regulamentos quando receber a factura da água saberá quanto desse valor vai para cada uma das componentes do serviço. Esta obrigação vem sendo preparada desde 2009 e o Decreto-Lei 114/2014, de 21 de Junho, regulamentou definitivamente esta questão.
Foi isso que foi decidido em reunião de Câmara a 29 de Outubro. Isso e mandatar o Presidente da Câmara a negociar a tal divida para que não fosse paga de uma única vez. De um executivo de sete apenas e só o vereador do CDS votou contra (leu bem, os dois do PSD votaram favoravelmente). Decorre da Lei referida que todos os custos devem ser descriminados. Decorre da Lei que a TRH deve ser repercutida no consumidor final. Julgamos, e aqui estou de acordo como o vereador Marques, que há folga para não aumentar as tarifas ao consumidor e é por isso que iremos lutar. Caso não estejamos enganados provaremos que afinal, como no IMI, era o executivo do qual Manuel Marques fazia parte que cobrava um valor exagerado pela água a todos os munícipes.
O que o vereador Marques também não diz é que não tinha qualquer custo com manutenção de ETARS já que nenhuma funcionava. O que Manuel Marques omite é que o não pagamento da taxa de recursos hídricos sujeita a CM (e portanto todos os munícipes que pagam impostos) a coimas e multas. O que o vereador Marques não sabe é que este não pagamento e esta dívida impede a CM de beneficiar de fundos comunitários. Uso o verbo saber porque nunca os utilizou (os fundos) para tratar do ambiente do concelho ou melhorar o sistema de abastecimento de água que bem precisa como sabem grande parte dos seus munícipes quando querem água e ela não corre. Marques & Cia preferiram fugir às suas obrigações e “empurrar com a barriga”, “varrer para baixo do tapete” e logo se via. Um modus operandi usual no grupo.
Ao contrário do que agora é dito pelo Sr. Vereador Manuel Marques o que foi votado foi a adequação dos regulamentos e dos tarifários às determinações da ERSAR e não qualquer aumento das taxas. Nunca esteve em cima da mesa, nem está, o aumento das tarifas e este executivo irá obviamente tudo fazer para que agora e no futuro elas não sejam aumentadas.
Nesta questão aquática uma das poucas coisas que tenho de louvar no executivo do qual o Sr. Vereador Marques fazia parte, foi a auditoria que encomendaram ao sistema de abastecimento de água e que levou a que a CM de Mangualde assumisse uma dívida de 300 mil euros a Nelas, fruto de consumos debitados mas que efectivamente estavam a ser feitos no concelho vizinho. Como não vi esse mesmo executivo a baixar as tarifas como, usando a lógica que agora na oposição defende, deveria ter feito, acredito, como referi anteriormente, que há “folga” para manter ou baixar o custo final. 
Não me choca a oposição. Como democrata que sou considero-a essencial desde que a exercida com seriedade e dignidade. É assim que tento pautar a minha conduta e exercer o cargo para o qual fui eleito. Ela, oposição, é efectivamente indispensável para corrigir os erros que qualquer ser humano comete e ajudar-nos a melhorar a nossa acção e, com isso, o concelho em que vivemos. Isso mesmo disse, em sede própria, ao dito Vereador mas, enganar descaramente todos os eleitores, lançando factos que não correspondem à verdade, para se tentar manter à tona, não é sério e não passa de uma deselegância para com todos os concidadãos.
Mas não esqueçamos que este Vereador do CDS, partido que quando na oposição se diz “dos reformados”, “dos contribuintes”, “da lavoura”, e tantos outros epítetos, foi o mesmo que votou ainda antes do plano de reequilíbrio financeiro e do programa de apoio à economia local (PAEL) que assinaram – ler declarou a falência da Câmara Municipal de Nelas – subiu o IMI para o máximo, impedindo pela assinatura dos contratos que referi, qualquer executivo que lhe sucedesse de o alterar antes de baixar o excesso de endividamento que legou a todos os cidadãos do concelho. Neste particular Marques copia descaradamente o líder nacional do seu actual partido.
Se Marques é contra a subida das tarifas da água então que vote contra se isso lhe for apresentado e diga porque raio assim vota. Mas que seja coerente e sincrono na acção. Alguém que está estacionado na CMN há 31 anos devia respeitar mais os seus concidadãos. O Vereador Marques que agora é contra o IMI foi o mesmo que o aumentou? O Vereador Marques que agora é contra a instalação de uma suinicultura em Algeraz (e ainda bem que é) é o mesmo que queria instalar “doesse a quem doesse” a PGG na Ponte Seca? O Vereador Marques que agora é contra o aumento das tarifas da água foi o mesmo que acumulou dívidas de 103 mil euros em taxa de recursos hídricos? Quem quer ser tomado por uma pessoa séria tem indubitavelmente de comportar-se como tal. Quem é autarca não deve tomar por parvos ou ignorantes os seus concidadãos.

Alexandre Borges – página pessoal do facebook

33 comentários a "Fumo e Hipocrisia (ou como criar a onda e surfá-la não é para todos e ainda bem)"

  1. Não consegue caro vereador alexandre borges que não quisesse repercutir a taxa nos consumidores finais!

  2. Ou seja: a água vai mesmo aumentar!

  3. O seu patrão não responde vem o vereador em ponta de lança

  4. Não foi o Marques que prometeu baixar o IMI. Foram vocês, o BS e toda a sua equipa.
    E afinal Nelas não devia água a Mangualde como vocês também fizeram passar…
    Mentiras, só mentiras…

  5. Ah senhor vereador o Dec-Lei n,º 114/2014, de 21 de junho, entrou em vigor no seu mandato.A sua lenga lenga confirma-se aumentar a água e os culpados foram os sacanas do anterior executivo. Pois claro.

  6. E verdade senhor comentador das 20:39
    O senhor vereador alexandre borges tambem deve ser politicamente sério, quanto arrecadou ele da Câmara Municipal de Mangualde de um crédito de água que o anterior executivo lhe lá deixou?

  7. Senhor Doutor Alexandre Borges, se a lei determina inserir a Taxa na fatura da água, vocemecê tem bom remédio baixa o preço da água por escalão e depois cumpre então a lei repercute a taxa na água.
    Vá lá tenha essa coragem e assim o preço da água fica no mesmo valor.

  8. Comentem mas antes leiam o que o homem escreve.

  9. Nunca esteve em cima da mesa, nem está, o aumento das tarifas e este executivo irá obviamente tudo fazer para que agora e no futuro elas não sejam aumentadas.
    Comento: simplesmente mentira

  10. Mas afinal quem devia água a quem?
    A mim disseram-me que era Nelas a Mangualde e agora vem-se a saber que existia um crédito de 300 mil euros para Nelas!
    300 mil euros dá para pagar 3 anos de Taxa…
    Não me enganem nem roubem mais

  11. O QUE DIZ A LEI
    Aprovação dos tarifários Artigo 67.º

    1. O tarifário do serviço de abastecimento de água é aprovado pela/o câmara municipal/conselho diretivo da associação de municípios até ao termo do ano civil anterior àquele a que respeite. (poderá ser necessário incluir uma norma transitória, caso esta disposição implique uma alteração da data de aprovação dos tarifários)

  12. Então o que diz o camarada Adelino? Estamos a aguardar os próximos capítulos! Mas digo em abono da verdade que acredito no Marques!

  13. "Quem é autarca não deve tomar por parvos ou ignorantes os seus concidadãos."
    Deve falar por experiência própria já que mentiram descaradamente com promessas e promessas…
    Querem é fotografias e já agora pelo meio vão aumentar a água.

  14. E esses 300.000,00€ foram recebidos por este executivo liderado por Borges da Silva, mais 150.000,00€ por ano a menos na faturação façam as contas se estão ou não em condições de baixar o preço da água?
    Só mais tarde é que Borges da Silva deu conta que deu um tiro no pé quando quiz repercutir a taxa no preço da água.

  15. dr. alexandre borges, de fumo sabe vossa excelência e de areia parece-me que tambem, por que quer arrumar com ela para os os nossos olhos, mas vocemecê não vai conseguir. Ai não vai nãoooooo!

  16. Curioso gente que dá como certa algo que os prejudica para dar razão a quem os enganou anos a fio.

  17. vamos ver o resultado disto que será: aumento da factura da àgua a pagar por todos os municipes.

  18. Resta-nos a esperança do vereador de Vila Ruiva votar contra e denunciar as contas que a água dá.

  19. Concordo senhor comentador das 8:48
    Só nos resta isso, e os Borgilistas terem algum receio de perda de votos e não avançarem com a medida, por que caso contrário já estava.
    Eles já sabem o lucro que a água dá.
    Com a taxa servia para aumentar a água, condenando o anterior regime de Isaura Pedro/Manuel Marques

  20. GATO ESCONDIDO COM RABO DE FORA
    Alexandre Borges" Depois desta adequação de regulamentos quando receber a factura da água saberá quanto desse valor vai para cada uma das componentes do serviço. Esta obrigação vem sendo preparada desde 2009 e o Decreto-Lei 114/2014, de 21 de Junho, regulamentou definitivamente esta questão."
    Se isto foi regulamentado definitivamente, como diz o senhor vereador, em 21 de JUNHO, como quer ele que a Isaura Pedro tivesse adaptado os regulamentos. Mais uma inverdade!!!
    O anterior executivo tudo fez para não aumentar o preço da água e quase que posso afirmar que se preparava para a baixar de pois do trabalho efetuado pela auditoria e pelos Serviços.
    Mas, por que não perguntará Alexandre Borges aos técnicos responsáveis da câmara Municipal sobre tudo isto, em vez de vir a público dizer inverdades.
    O senhor até é tido como um homem de verdades, será que por osmose se está a transformar?

  21. Dr. Alexandre Borges quer um conselho amigo? Não se envolva na guerra deles, o Senhor Presidente da Câmara, já que arranjou esta tramoia que se defenda, deixe-se estar no seu cantinho!!!!!!!!!!!!!!!!

  22. Concordo o Dr. Alexandre é um homem bom, ja trabalhei com ele, ele para reagir a isto tudo é por que foi pressionado.

  23. Quem se arvora em arauto da intelectualidade por vezes perde-se no fumo do protagonismo. E quem se julga dono da verdade também. Em algumas questões tem razão, senhor vereador, em outras é "muita areia". Já aqui muitos comentadores apontaram algumas incongruências no seu texto do facebook (é esta a sua forma de comunicação com o povo que o elegeu? Faz-me lembrar alguém…). Pode, e deve, opinar oficialmente como autarca que é, com responsabilidades de vice-presidente. Ou quem opinou foi o cidadão e não o vice-presidente?

  24. Palavras do vereador Alexandre Borges.:"""Decorre da Lei que a TRH deve ser repercutida no consumidor final."""
    O que quer dizer senhor vice-presidente com esta sua frase "DECORRE DA LEI QUE A TRH DEVE SER REPERCUTIDA NO CONSUMIDOR"
    O que quer dizer """ REPERCUTIR" no dicionário da língua Portuguesa, já agora leia o dicionário da Coimbra Editora e envie-nos o significado.
    Sabe! eu ainda fiquei na dúvida o que queria dizer tal palavra, perguntei a um professor universitário da Católica de Viseu, onde me disse que fazer REPERCUTIR, era aumentar com os valores correspondentes ao da taxa, pelo menos.
    Depois o vereador de Vila Ruiva é que entendeu mal, e afirmando Vossa Excelência: """Quem quer ser tomado por uma pessoa séria tem indubitavelmente de comportar-se como tal. Quem é autarca não deve tomar por parvos ou ignorantes os seus concidadãos."""""
    De si pode falar de seriedade não fale dos outros!!!!!

  25. Senhor vice-presidente, pergunte ao seu Presidente, Borges da Silva, se ele está o não arrependido ter falado isto na reunião de de 29 de de outubro de 2014.
    Depois dessa pergunta diga-nos alguma coisinha da resposta.
    O Povo do concelho agradece.

  26. Esta onda sobre água que se levantou no concelho ia passar tipo as da praia de Mangualde mas graças a MM tornou-se numa de Peniche que não passa despercebido a ninguém.
    Surfa lá esta!

  27. Senhor Comentador das 22:30
    Alguem tem que trespassar a fumaça, as inverdades e não deixar tapar o Sol com a peneira.
    Via verde já mais haverá, em democracia é tão digno ser poder como oposição.
    Por isso, eu louvo a atitude dos Partidos da Oposição, do mais pequeno ao maior na Assembleia da Republica.

  28. Gostaria por intermédio deste espaço que é de liberdade e não há lápis azul, e já que a liberdade de imprensa está na ordem do dia que o senhor vice presidente da câmara de Nelas, dissesse o que fez até agora na vida, onde andou encostado, qual a sua experiência de vida e política e que fez por Nelas, qual o seu curriculum e qual o motivo que apareceu aqui em Nelas tipo " para-quedas"! Je suis charlie!

  29. O senhor vice presidente da Câmara Municipal de Nelas, verificou que a verdade do seu presidente, sobre a história da água era demasiado fraca para a sua defesa, então passou ao ataque, voltando a falar na PGG à Ponte Sca e no IMI, se ele tudo fizesse para que ele baixasse é que era um grande autarca e ao lado do Povo.

  30. Mesmo com esta dívida não foram feitas candidaturas a fundos comunitários e aprovadas?
    Ou as tais futuras etars não são financiadas? E não sendo financiadas não são feitas?

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies