Rafael Moreira : quando a vida é mais forte …

   NÃO PERCA também na Edição impressa do seu jornal uma GRANDE ENTREVISTA com o Rafael Moreira.

Folhadal, manhã fria de Janeiro. São 11 horas e o sol tenta despertar a povoação. Não se vê viv’alma nas ruas, mas alguém nos recebe com um sorriso contagiante em sua casa. “Olá, bem vindos”, diz o jovem Rafael Moreira, que sofreu um Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) em 2012 num bar em S. Romão quando, numa zaragata, foi atingido acidentalmente com uma garrafa na cabeça.
Desde então a sua vida mudou. A vida da sua família também. Tratamentos em Cuba, prioridades mudadas, colocação de um ginásio em casa, crescimento “à força” da sua irmã Beatriz, de 12 anos.
Porém, tudo isso é superado pela união forte da família, que vai buscar forças onde por vezes elas não existem.
O Rafael transpira vida por todos os lados. “É um verdadeiro guerreiro e muito inteligente”, diz-nos a mãe, Cristina. “Às vezes sou eu que lhe dou forças”, confidencia-nos o Rafael, cujos movimentos ou «falhas» estão constantemente a ser observados e corrigidos pelo pai.
Cuba tem-se revelado uma excelente decisão para a recuperação do Rafael que em dois meses evoluiu bastante na sua motricidade. “Devia continuar, mas as despesas são muito grandes”, confessam-nos os pais, que ainda não asseguraram a manutenção dos tratamentos.
Em cima da mesa estão também a hidroginástica nas Caldas da Felgueira ou a ida a um centro de recuperação na Tocha. Opções de recurso se os meios financeiros forem insuficientes. 
O “Rafa” continua imune a estas dificuldades, mantendo sempre a sua boa disposição e a paixão pelo Benfica. Ele que chegou a ser futebolista federado no S.L. Nelas. A determinação com que encara os desafios que tem pela frente é louvável, não desistindo do curso de engenharia química, cuja inscrição espera renovar em Coimbra, entretanto interrompida após o TCE. Todos os dias evolui no «ginásio» improvisado em sua casa, lutando por uma maior autossuficiência.
Os apoios, espontâneos, começaram a chegar nos últimos tempos, nunca tendo existido um apelo da família nesse sentido que, contudo, agradece bastante a onda de solidariedade que se foi gerando. É que o Rafael esteve e estará sempre em primeiro lugar. Compreende-se. Quando se vê a sua coragem, alegria e força de viver, as decisões são muito simples. Quem não faria o mesmo?…
Jorge Pereira

2 comentários a "Rafael Moreira : quando a vida é mais forte …"

  1. Para festas e carnavais, ja há dinheiro… estes políticos e outros tudo farinha do mesmo saco, este jovem é o futuro da sociedade e tem que ser ajudado!

  2. Prefere-se gastar dinheiro em propaganda politica do que ajudar quem precisa.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies