Já pensou em ser enólogo por um dia ?

– Esta é uma das propostas da Quinta da Lixa. 
O primeiro hotel vínico da região dos vinhos verdes está a ser construído pela Quinta da Lixa, entre Amarante e Felgueiras, e vai dar emprego a 26 pessoas, adiantou à Lusa fonte do projeto.
Óscar Meireles, administrador da empresa com sede na Lixa, Felgueiras, explicou que a região “vai passar a contar com o primeiro hotel de charme”, com uma ligação direta à vitivinicultura, através da Quinta da Lixa, um dos maiores produtores e exportadores de vinho verde.
“A ideia é criarmos sinergias em torno da nossa marca. O hotel era a ferramenta que nos faltava”, afirmou, recordando que a empresa está a receber nas suas instalações cerca de 2.600 turistas por ano, em visitas planeadas.
A partir de abril, observou, os apreciadores do enoturismo poderão contar com alojamento, numa unidade com preocupações ecológicas.
Os turistas que regressam da região do Douro em direção ao Porto, a maioria estrangeiros, poderão ser potenciais hóspedes, explicou.
O novo espaço representa um investimento de quatro milhões de euros e estará preparado para proporcionar aos clientes a possibilidade de colher as uvas, podar, vinificar e engarrafar, beneficiando de um conjunto de equipamentos espalhados pela propriedade, incluindo uma adega experimental e sala de provas.
“No hotel, quem quiser, pode ser enólogo por um dia. O turista pode fazer o seu próprio vinho”, comentou.
A unidade hoteleira, de quatro estrelas, aproveita antigos edifícios de uma propriedade agrícola, designada Quinta de Sanguinhedo, totalmente remodelados, com cerca de 30 hectares, 20 dos quais com vinhas de várias castas.
Aquela área é repartida por territórios dos concelhos de Amarante e Felgueiras, correspondendo às freguesias de Telões e Borba de Godim, respetivamente.
A unidade de alojamento designar-se-á “Monverde – Wine Experience Hotel”, vai ter 30 quartos, 15 dos quais na casa nascente e 14 na casa poente, para além de um apartamento e equipamentos de apoio, com destaque para um SPA vínico.
A Quinta da Lixa comercializa quatro milhões de garrafas por ano, contando com 76 hectares de vinha. Cerca de 50% da produção destina-se à exportação.
Em 2013, investiu quatro milhões de euros numa nova linha de produção e na aquisição de outra propriedade agrícola.
O investimento permitiu triplicar a produção.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies