Intermarché entrega cinco equipamentos de proteção individual aos Bombeiros de Nelas

Os Bombeiros de Nelas foram uma das 51 corporações a quem o Grupo Os Mosqueteiros ofereceu cinco equipamentos individuais de combate a incêndios. A campanha “Vamos Proteger os nossos Heróis”, que decorreu entre os dias 1 e 31 de agosto de 2014, permitiu angariar 255 equipamentos individuais completos de combate a incêndios florestais, compostos por bota florestal, luvas, cógula, fato de proteção florestal (Calças e Dólman), capacete e sweatshirt
Durante 31 dias, milhares de portugueses passaram pelas lojas Intermarché, Bricomarché e Roady e contribuíram para “proteger os nossos heróis” ao comprar um íman no valor de 0,50€. O valor angariado reverteu, na totalidade, para a compra de equipamentos individuais de combate a incêndios florestais, contribuindo assim para melhorar a segurança e proteção dos Bombeiros Portugueses. 
Não podíamos estar mais orgulhosos perante os resultados desta iniciativa”, afirma Tânia Cuco, responsável pela área de Responsabilidade Social do Grupo Os Mosqueteiros. “Esta é uma causa muito nobre para o Grupo Os Mosqueteiros e os resultados apenas comprovam que também os portugueses reconhecem e valorizam o trabalho destes heróis”. 
Além dos Bombeiros de Nelas, outras 50 corporações foram contempladas com oferta de equipamentos individuais –  Alcabideche, Covilhã, Estoril, Miranda do Douro, Valença, Lagos, Torres Novas, São Martinho do Porto, Serpa, Vialonga, Alcobaça, Sobral de Monte Agraço, Sines, Pataias, Portimão, Castro Verde, Vieira de Leiria, Moita, Viana do Alentejo, Vendas Novas, Arrifana, Condeixa a Nova, Fundão, Paredes de Coura, Baião, Felgueiras, Satão, Nelas, Belmonte, Seia, Vila Verde, Vila Praia de Âncora, Tábua, Albergaria a Velha, Mondim de Basto, Malveira, Carvalhos, Peso da Régua, Elvas, Setúbal, Portalegre, Ourém, Oliveira de Azeméis, Fafe, Alcabideche, Estoril, Valença, Miranda do Douro, Covilhã, Viseu, Guimarães, Paredes, Benavente, Porto Salvo e Viana do Castelo.  
Esta não é a primeira iniciativa conjunta entre o Grupo Os Mosqueteiros e a Liga dos Bombeiros Portugueses. Entre 2005 e 2007, o Grupo angariou cerca de 50 viaturas de combate a incêndio, através de uma campanha de angariação de fundos. Este verão, a causa foi recuperada e o apelo resultou na angariação de 255 equipamentos individuais de combate a incêndios florestais.
  
A relação entre o Grupo Os Mosqueteiros e os Bombeiros já é longa. Para além do apoio regular que é dado às diversas corporações, esta campanha, pela dimensão que teve, foi uma importante ajuda na aquisição e renovação de equipamentos de proteção individual de combate ao incêndio florestal”, afirma Jaime Carlos Marta Soares, Presidente da Liga de Bombeiros Portugueses.
Recorde-se que o Grupo Os Mosqueteiros é um dos maiores grupos de Distribuição mundiais multi-insígnia que opera em seis países europeus. Em Portugal está presente desde 1989, contando atualmente com 297 pontos de venda distribuídos por 183 concelhos. Pelo seu modelo de gestão diferenciador, o Grupo conta na sua estrutura com 243 empresários independentes que são donos e responsáveis, na íntegra, pela gestão de cada ponto de venda. Em 2013 o volume de negócios do Grupo em Portugal foi de 2,1 mil milhões de euros.

6 comentários a "Intermarché entrega cinco equipamentos de proteção individual aos Bombeiros de Nelas"

  1. esquecerem-se dos Bombeiros de Canas é normal? os Canenses também se devem esquecer de comprar no intermarché, boicote total.

    • Terá sido a única corporação excluída do país? Pensei que toda a ajuda era bem vinda e a pensar muito na população e na mãe terra. Se houver um grande fogo em Canas, será que os Bombeiros de Nelas não vão ajudar? Lembro-me de ir ao Intermarché de Nelas buscar mantimentos para os Bombeiros no Caramulo. Será que esses mantimentos eram só para Bombeiros de Nelas???? Era melhor se calhar que ninguém desse nada a ninguém?

    • caro anónimo,

      e diga-me: se houver fogo em nelas os bombeiros de Canas não vão ajudar? em nelas ou qualquer outro lugar, os bombeiros vão; no caso em apreço o normal seria dividir pelas 2 corporações do concelho, mas o que se há-de fazer, o concelho é nelas e de nelas e para nelas….. nada nem ninguém corrige a descriminação que vos corre nas veias. BOM NATAL

    • Nossa Senhora. Até onde vai o cego separatismo radical. Quando alguma instituição dá material aos Bombeiros de Canas ou de Nelas devemos todos aplaudir veementemente. Quantas vezes são os bombeiros de Canas agraciados e ninguém fica com ódio por causa disso. Arrolarem os bombeiros e beneméritos para uma causa separatista é abjecto. Força bombeiros. De canas e de Nelas.
      Munícipe atento.

    • oh ilustre clarividente,
      o cego separatismo verifica-se na distribuição dos dinheiros públicos feito pela câmara de nelas, vá lá ver caro anónimo e deixe-se desses "ais Nossa Senhora" e leia as atribuições e competências das autarquias e já agora analise o comportamento do municipio para com os Bombeiros de Canas.

    • oh ilustre vidente, aconselho um curto intenso de literacia. Antes, aproveite e leia melhor o texto. E já agora, a notícia. Sobre o que é? "Ai Nossa Senhora" é sobre um donativo de um grupo comercial a uma instituição humanitária. Ponto. Reação do ilustre agitador: "boicote total".
      Deu para perceber o paradoxo?
      Munícipe atento.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies