Bombeiros de Canas em roteiro de treinos pela ilha da Madeira

    O corpo de Bombeiros de Canas de Senhorim, deslocou-se nos últimos dias à Ilha da Madeira, para importantes treinos, onde puderam apreender diversas novas técnicas de combate a incêndios. Aqui damos a conhecer o relato, na primeira pessoa, desta enriquecedora experiência : 
Primeiro dia de treino – 17 de Novembro
Quando chegamos ao Funchal fomos recebidos no aeroporto por o chefe da equipa de resgate dos bombeiros Madeirenses, depois de instalados no quartel recebemos as boas vindas do comandante. 
A abertura do treino operacional foi feita pelo Presidente do Serviço Regional de Protecção Civil. 
Durante a tarde estivemos em exercícios na casa escola dos bombeiros Madeirenses onde treinamos novas técnicas de progressão vertical e relembramos outras.
Este primeiro dia de treino serviu para conhecermos o grupo de trabalho que é constituído pela equipa de resgate dos bombeiros voluntários madeirenses; enfermeiro Carlos Freitas do Emir e o grupo de formadores do SRPC IP RAM.
Segundo dia de treino – 18 de Novembro 
Com condições atmosféricas adversas de vento e chuva, o grupo de trabalho deslocou-se para a área de atuação dos bombeiros Municipais de Machico.
Fomos para um local de difícil acesso onde acabamos por ter de deixar os veículos e progredir cerca de 1 km apeado, este local é conhecido como ” Boca do Risco”
Este segundo dia consistiu em treino do sistema de desmultiplicação, maca cesto e maca Kong, vantagens mecânicas de desmultiplicação de forças, técnicas de progressão com maca em parede e aplicação do sistema Stef.
Devido a distância percorrida por trilhos apeado e o peso do material começamos a entender a tendência que estes homens têm em simplificar o material a usar nas desmultiplicações, no sistema Stef e nas amarrações, mas sempre cumprindo normas de segurança.
Este grupo foi constituído pela equipa de resgate dos bombeiros voluntários de Canas de Senhorim; equipa de resgate dos bombeiros voluntários Madeirenses; enfermeiro Carlos Freitas do Emir; Osvaldo Perestrelo dos Bombeiros Voluntários de Santana; Pabulo Freitas dos Bombeiros Municipais de Santa Cruz e o grupo de formadores do SRPC IP RAM.
Terceiro dia de treino – 19 de Novembro
Hoje foi mais um dia de treino operacional.
O teatro de operações inicialmente previsto era no Curral das Fereiras/Eira do Serrado-Curral do Empeno, situado a 1500 mts. de altitude.
Devido às condições meteorológicas não permitirem este treino, foi implementado um plano alternativo e fomos da alta montanha para a orla marítima situado no miradouro da Ribeira Brava.
Este dia consistiu em treino de técnicas de tensagem de corda; Técnicas de resgate em aéreo/implantação de tirolinas (tirolesa); Técnicas de utilização do monopé/cana de pesca; Sistema de anti-retorno e passagem de nó em aparelhos; Utilização do Torno EVAK 500.
Este grupo foi constituído pela equipa de resgate dos bombeiros voluntários de Canas de Senhorim; equipa de resgate dos bombeiros voluntários Madeirenses; equipa de resgate dos bombeiros voluntários bombeiros de Câmara de Lobos; enfermeiro Carlos Freitas do EMIR; José Cipriano dos bombeiros voluntários da Calheta; Duarte Pio dos bombeiros voluntários da Ribeira Brava e o grupo de formadores do SRPC IP RAM.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies