ORDEM de DESPEJO no Grande Hotel da Felgueira estará alegadamente a ser negociada

    É uma informação que acabámos de obter, ainda não oficialmente. A ordem de despejo do Tribunal para o Grande Hotel da Felgueira, devido a alegadas rendas em dívida ao Fundo do Turismo (proprietário da unidade), estaria para ser executada, mas o arrendatário da unidade – o Grupo Patris Capital, estará ainda a tentar encontrar uma solução negocial que impeça o encerramento do hotel, o que terá alegadamente suspendido a ordem de despejo. A situação parece estar assim num impasse, pois ao que tudo indica não estarão a ser aceites reservas : a consulta no maior site de reservas de hotéis na internet – www.booking.com – impossibilita qualquer reserva.
    Outra hipótese é o encerramento ser apenas temporário, até ser encontrada uma solução, o que coincide com o encerramento temporário das Termas.
      O nosso jornal já pediu um esclarecimento ao Diretor Geral do Hotel. 

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies