BANCO ALIMENTAR contra a fome tem agendada ação de recolha de alimentos para 29 e 30 de Novembro

   A iniciativa da ONG é coordenada em Nelas pela Associação do Folhadal, com a colaboração dos Escuteiros locais. Neste momento aceitam-se voluntários, que todos os anos são decisivos para o sucesso da ação, que no ano passado recolheu cerca de 5 toneladas de alimentos. Para este ano, a expectativa é menor “devido à crise” como contou ao nosso jornal o tesoureiro da Associação do Folhadal, Rui Barros.
  Têm colaborado também os jovens atletas do Sport Lisboa e Nelas, a Associação Nelas Solidária, os Bombeiros e o Clube Caça e Pesca.

29 comentários em “BANCO ALIMENTAR contra a fome tem agendada ação de recolha de alimentos para 29 e 30 de Novembro”

  1. Mais uma excelente iniciativa do banco alimentar que merece toda a nossa colaboração,mas,parece-me que a forma como esses alimentos são distribuidos no nosso concelho deveria ser repensada,sendo necessario o envolvimento de outras entidades na identificação dos verdadeiros necessitados evitando discricionaridade,compadrio e alguns equivocos.
    Para que nos possamos sentir felizes com a dadiva que efetuamos precisamos saber que os que precisam são os UNICOS beneficiarios da mesma.
    Como diria alguém….vale a pena pensar nisto!

    1. Nada mais desengraçado do que um engraçado sem ter piada nenhuma, caro anónimo das 00:23!

    2. A Jonet é efectivamente muito desengraçada quando diz que gosta mais da caridade do que da solidariedade ou quando se julga no direito de determinar quantos bifes cada portugues deve comer.

    3. A sua resposta é a resposta da "Esquerda Caviar" que fala sempre com o papo cheio, e não a dos que recorrem ao Banco Alimentar!

  2. Os meu reparos!!! senhor João Rego pelo atestado que passou às pessoas do Banco Alimentar de Nelas, Valha-o Deus.
    Quem é que lá quer por para acabar com o compadrio?
    Naturalmente será o seu amigo presidente da Câmara? Para arranjar mais uns créditos, para recuperar a hecatombe

  3. Como se sentirá com o comentário do senhor João Rego, a instituição NELAS SOLIDÁRIA, em que a sua representante é uma digna colaboradora para o bem estar dos mais desprotegidos e uma ilustre militante do partido do senhor João Rego, PSD, Arlete Garcia, irmã de um notável deputado do PSD, Vaz Freixo.

    1. Já se percebeu, está a chover em Mangualde,esqueceste-te foi de dizer que é um ex deputado de quem já disseste cobras e lagartos.

    2. Tiro na água. Há vida para além do Marques, meu caro. A sua crítica foi infeliz. Ponto. è isso que aqui se comenta. Quero lá saber do Marques.

  4. O senhor João Rego não recomenta o comentário das 11:59, ou já deu conta em quem deu o tiro!

  5. Anonimos e mais anonimos,que falta de coragem!
    Simplesmente disse e digo que a identificação dos verdadeiros carenciados
    deve ser feita por varias entidades e pessoas,não ataquei ninguem,mas sei que por vezes a distribuição de bens não é bem feita.

    1. Ui… quer ver que o meu caro nunca aqui comentou como "anónimo"??? Eh, eh, eh, eh (ui que barrigada de riso…).

  6. Senhor João Rego, quando afirmou: evitando-se o compadrio, referia-se então a quem?
    Claramente a pessoas do seu concelho!
    Tenha algum cuidado nos seus escritos, que por vezes não era necessário insultar quem de uma forma voluntária ajuda o próximo, ou o senhor não sabe o que isso.
    Quanto ao anonimato, ainda bem que estes comentários são publicados, sem identificação, porque se o fizesse bem sei os riscos que corria e o senhor sabe que eu sei.

    1. Senhora Anónima,o tempo em que se perseguia as pessoas pela opinião acabou em 2013,eu sei que a senhora não sabe o que isso era, porque se colou ao poder e fazia parte do sistema instituído.
      Aos que não querem perceber volto a dizer que não ataquei ninguém, simplesmente sei de injustiças na atribuição de bens,nomeadamente aqui em Santar,Percebeu?ou precisa que repita?
      Não aceito lições de ninguém em termos de Solidariedade e aos anónimos que atacam gratuitamente fiquem a saber que ninguém me cala!

    2. Epá, gosto deste homem. Raramente tem duvidas e nunca se engana. Ganda homem. Ele até sabe quem são os anónimos e o seu género. Muito bem. Temos homem. E gosto quando se enerva. É de macho "Percebeu? ou precisa que repita?".
      Ah, e registo com agrado que já passou do registo passado de laranja, "à la cavaco", para a sua condição atual de rosinha "à lá Manuel Alegre", do "A mim ninguém me cala". Carrega Rego.

  7. Não é sinal de pouco siso.
    Dão-me gozo e fazem-me rir, e muito, os termos injustiças e solidariedade aplicados pela individualidade que foi!

    1. Estás enganado com o numero da porta,não há volta a dar,sem a capa cobardolas do anonimato,estarei sempre disponivel para opinar e debater temas fundamentais para a minha terra.
      A mim ninguém me condiciona,percebeu?

  8. O SENHOR JOÃO REGO COMEÇA A FICAR PREOCUPADO COM O BANCO ALIMENTAR, PARA NÓS A PREOCUPAÇÃO E AQUELE SENHOR FICAR PREOCUPADO.

  9. Ouça bem senhor joão rego!
    Não dou o nome porque tenho medo!
    Mas digo-lhe já vi muito avarentos, ricos e arrogantes a ficar na miséria e alguns habitantes de Nelas, sofreram infelizmente essa desgraça.
    A arrogancia quere-se como o sal na comida, apenas o necessário.

  10. Infelizmente até há bem pouco tempo chovia para os lados de nelas, Praça do Municipio e em simultâneo para os lados de Santar.
    Como referi hoje só chove para os lados de Santar.
    O comentador do regime senhor joão rego, arroga-se um homem de coragem e que não usa o anonimato.
    Como que se nós acreditamos em tal mentira.
    Há escritos nesta pagina que são da autoria do comentador regimista sem a sua assinatura, e aquilo que eu estou a dizer brevemente se confirmará.

  11. Peço-vos por favor! Peço-vos pelas alminhas, não me lesionem o ponta de lança joão rego.

Os comentários estão encerrados.