Eventual aumento da factura da água em Nelas vai estar em cima da mesa

– Manuel Marques defende que o custo da água deveria era baixar  

      Foi na reunião de Câmara da última Quarta Feira, que o assunto foi abordado pelo presidente da autarquia, Borges da Silva, que irá estudar a hipótese de repercutir no consumidor o encargo com a taxa de recursos hídricos (extração e lançamento de água na natureza), que a autarquia não pagou desde 2009 – na parte do lançamento da água. Borges da Silva pretende assim pagar e renegociar a dívida atual (cerca de 100 mil euros) para a liquidar faseadamente em 2015, tendo para o efeito também incluído esta situação na proposta que efetuou, ainda para mais quando pode “colocar em causa o financiamento das duas novas ETAR´S, no valor de 1,7 milhões de euros”, como adiantou, pois “não podemos ter dívidas ao estado”. Assim, o estudo sobre uma possível revisão das tabelas de água e saneamento, irá ser feito pelo atual executivo, que tem registado alguma “pressão” por parte da Entidade Reguladora da Água para o efeito. O autarca ainda referiu que neste momento está “obrigado”, devido ao PAEL, a “maximizar as receitas da Câmara”, ou seja, colocou a possibilidade de ser “obrigado” a repercutir no consumidor esta taxa.
     Manuel Marques, vereador do CDS/PP, votou contra a proposta de mandatar o presidente da Câmara para estudar a possibilidade de repercutir no consumidor esta taxa, rejeitando quaisquer argumentos de aumento de taxas no concelho, ao afirmar que “o Sr. só quer aumentar as taxas para o máximo,  arrecadando dinheiro a rodos, com o argumento do PAEL – eu oponho-me a isso”. Marques acabou por concordar no entanto com o pagamento da taxa por parte da autarquia (e renegociação da dívida) embora considere que deva depois “interpor ação no Tribunal” para eventualmente reaver este valor.
    Marques ainda referiu que “a poupança de água que o nosso executivo conseguiu por via das auditorias que mandámos efetuar, em torno de 150 mil euros, permitem também já uma significativa poupança para a autarquia” e terminou indo mais além ao propor “o Sr. deveria era baixar o preço da água para os munícipes”. A proposta acabou por ver aprovada apenas com o voto contra de Manuel Marques e 6 votos a favor.

9 comentários a "Eventual aumento da factura da água em Nelas vai estar em cima da mesa"

  1. a entidade reguladora não passa de um grupo que se faz pagar muito bem, no fundo um "negócio" REGULAR, regula o dinheiro para o bolso dos administradores, Espero que se esta proposta da câmara for avante, a ASSEMBLEIA MUNICIPAL lhe dê umaa resposta clara CHUMBO E PELA 1ª VEZ sejam capazes de usar o direito de voto a bem dos municipes.
    Ainda digo à câmara: NÃO VOS BASTA O "ASSASSINO" AUMENTO DO IMI EM 300 %?

  2. Se isso acontecer haverá um protesto popular, já não basta a miséria e desemprego. Faço um apelo ao dr Marques e o Adelino para estarem ao lado dos mais pobres.

  3. A última ceia ?

  4. Para o presidente da câmara tudo serve para aumentar os impostos.
    Quando prometeu baixá-los

  5. A votação desta proposta na câmara é demonstrativa da falta de respeito pelos eleitores tanto do Ps como do Psd,
    grandes amizade para CASTIGAR AINDA MAIS quem neles votou – será que os eleitores votaram para que lhes aumentassem os valores a pagar pela agua e saneamento?
    O Povo precisa de saber desta intenção, é preciso divulgar por todos que não vêm aos blogs e consequentemente pelos mais desprotegidos, que vão ter menos rendimento com estes aumentos.
    Como diz o 1º comentador, não vos chega a receita do IMI passar de € 1.000.000 para € 3.000.000?
    Parabéns ao vereador que votou contra e que os seus colegas dos "todos juntos por nelas" ignoraram
    o que se passa? adaptaram-se a comer à mesa do orçamento?

  6. Como é possivel irem aumentar a agua? Não chega não baixar o IMI como promoteu, e depois vem dizer que a lei não permite. Tudo mentira, só nao baixa porque não quer. Sempre são mais uns euros para gastar e o povo que se lixe já está habituado a pagar logo estão calados e depois com uns jantares e umas festas calam-se os outros. Nunca me senti tão mal a viver em Nelas. As limpezas não chegam, isso fazem as juntas de freguesia….

  7. Percebe-se que há um problema para resolver. Também se percebe que é mais uma "herança" (daí a cumplicidade do PSD), mas que diabo, o povo já não tem "carga a mais"? A taxa do IMI e da Derrama, que aumentaram, não podem servir para "tapar" esta questão? Parece o paleio do Coelho "não há outra solução…". Há sim senhor. apontei uma, os edis façam o favor de arranjar outras. É para isso que lá estão. TODOS eles.
    Nota final: o Adelino e o Alexandre, tão de esquerda que são, e tão críticos com a política de austeridade do Governo e apoiam estas medidas? Estranhos homens de esquerda estes que nós temos… O Borges e a Relva, são de direita, PSD, cedidos/emprestados ao PS que parece que não tinha gente para os cargos, o Artur é outro de direita, a Rita, bem a Rita é uma socialista emprestada/cedida ao PSD, nem é de esquerda nem de direita. A assembleia Municipal? vai votar no que lhe disserem. Ou seja, os MUNÍCIPES É QUE VÃO PAGAR.

  8. Em 2013, a Câmara de Nelas reduziu a fatura da água em mais de 150.000,00€ anuais o que corresponde a uma redução mensal de 12.500.00€
    Quer isto dizer que: com a redução de dois meses daria lugar ao pagamento da Taxa de Recurso Hidricos de um ano.
    E não venham com a história esfarrapada do PAEL, porque à data do contrato, a redução ainda não fazia parte das contas.
    Portanto, a Câmara que paga as taxas, com o aumento das receitas, sem as repercutir nos consumidores.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies