Tinto Reserva 2012 e Branco Encruzado/Malvasia 2013 (TITULAR) em prova com Luís Pinheiro na TABERNA DO CHEF

   O histórico do PSD fez-nos importantes revelações sobre o atual momento do seu partido em Nelas. Enquanto brindávamos ao DÃO, Luís Pinheiro, embora assumindo a excelente relação que mantém com Manuel Marques, de quem diz ser também “amigo”, critica a postura assumida pelo atual vereador do CDS/PP, pois “assumiu prematuramente a candidatura à Câmara”. “Ainda é muito cedo e temos é que trabalhar em prol do concelho, em vez de andar já a pensar em eleições – faltam 3 anos”, referiu-nos.
   Sobre o seu papel no PSD local, assegurou-nos que será um importante ator no processo eleitoral, que se prevê ocorrer durante o mês de Novembro, dando um claro sinal de participação ativa na cenário político local, não descartando nenhuma situação, mas sempre dentro do PSD : “muito, mas muito dificilmente sairia do PSD”. Luís Pinheiro, recorde-se, é dos poucos políticos mais relevantes do concelho que nunca mudou de partido.

4 comentários em “Tinto Reserva 2012 e Branco Encruzado/Malvasia 2013 (TITULAR) em prova com Luís Pinheiro na TABERNA DO CHEF”

  1. Grande estratégia de LP e não tenho dúvidas que ela vai colher frutos.
    E só resta pedir para que o LP, seja mesmo o número 2 de BS

  2. Ilustríssimo politico e cidadão e conterrâneo, professor Luis Pinheiro.
    Naturalmente que o senhor professor não precisa conselheiro politico muito menos de advogado. Pois, quanto a esta última profissão, vossemecê, não arranjaria melhor, que o seu amigo de longa data "Borges da Silva.
    Deixe-me apenas fazer-lhe um humilde reparo pela sua afirmação: "assumiu prematuramente a candidatura à Câmara". "Ainda é muito cedo e temos é que trabalhar em prol do concelho, em vez de andar já a pensar em eleições – faltam 3 anos",
    Quem se assume candidato, deixa de trabalhar em prol de um concelho ou das populações?
    Pela postura democrática que sempre lhe reconheci, que se pressupõe não permitir uma oposição com o sentido de alternância, não lhe ficará muito bem! E isso sim, aproxima-o perigosamente do seu amigo Borges da Silva.
    Um canense apartidário, que lutará sempre de uma forma apolítica pela terra que nos viu crescer a ambos.

Os comentários estão encerrados.