Reunião de Câmara de ontem com muitas novidades, acusações, casos e elogios ao nosso jornal

Foi mais uma reunião de Câmara agitada em Nelas. Borges da Silva e Manuel Marques voltaram a trocar diversas acusações, com o presidente da Câmara, mais uma vez, a denunciar de forma incisiva e quantificada com rigor, o estado “calamitoso” em que o anterior executivo deixou as finanças municipais, culpabilizando principalmente Manuel Marques pela situação e “poupando” claramente a sua antecessora Isaura Pedro.
Marques acusou o seu antagonista de não cumprir o prazo para envio dos documentos aos vereadores. Em causa estava a discussão e votação das grandes opções do plano e orçamento para 2015 (que  acabaram por ser aprovados, mas mais uma vez sem a presença do vereador do PS, Adelino Amaral – justificou a sua falta com motivos profissionais). O vereador do CDS/PP, como forma de protesto, abandonou a reunião na discussão daqueles pontos, sentando-se na assistência (onde ainda acusou o deputado municipal do PS, António Sousa, com quem tem trocado duras acusações, de que “se não fosse eu não tinhas o que comer”). Marques fez chegar à nossa redação a justificação para esta atitude, que entregou na própria reunião a Borges da Silva, onde acusa o presidente da Câmara de “ditadura pidesca e atitude persecutória”.

Pelo meio ainda houve lugar para o nosso jornal ouvir rasgados elogios por parte de Borges da Silva e Manuel Marques : ambos enalteceram o papel que tem desempenhado no concelho, fomentando a discussão e dando eco ao que de mais relevante vai acontecendo, respeitando o pluralismo, com Marques a afirmar que “o senhor não vai conseguir manipular o jornal”.

Na parte mais importante da reunião, Borges da Silva, demonstrando um profundo conhecimento dos “dossiês autárquicos” – que grande contraste com o passado recente – foi dando conta dos grandes projetos para 2015 e do atual estado das finanças municipais. Assim, a criação das novas lojas de cidadão em Nelas (e talvez Canas e Santar), como forma de transferir diversos serviços municipais, cujas unidades irão encerrar em Nelas (finanças, segurança social, conservatória), as grandes opções em termos de investimento para 2015, onde se destaca a nova ETAR de Canas (1 milhão de euros, com financiamento de 85% por parte do programa P.O.V.T.), que terá que estar concluída até Dezembro de 2015, e os números do orçamento de 2015, onde se destaca o reforço da receita proveninente do IMI, que se assume já como uma das principais da autarquia (cerca de 2 milhões de euros), foram os grandes destaques. Borges da Silva assumiu, relativamente ao IMI, que “além da impossibilidade legal de o baixar, assumimos que é também uma decisão de gestão, porque, neste momento, sem esta receita, não conseguimos retirar a câmara da situação de desequilíbrio financeiro e o que pretendemos é chegar ao final do mandato e rasgar o contrato do PAEL, para podermos voltar a ser autónomos administrativa e financeiramente”.

Desenvolvimento desta notícia na edição impressa do seu jornal.

29 comentários a "Reunião de Câmara de ontem com muitas novidades, acusações, casos e elogios ao nosso jornal"

  1. "ditadura pidesca e atitude persecutória".!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    eheheheheheheheheheheheheheheheh

  2. O senhor ex-bastonário da Ordem dos Advogados Dr Marinho Pinto disse há dias que estava disposto a fazer strep mostrando os seus honorários. Era bom para que todos percebessemos o porquê de tanta canseira, tanto empenho, tanto comunicado, que vistos aos olhos públicos até cansam, que fosse dito quanto ganha um vereador com todas as alcavalas e quanto ganha um funcionário de uma Câmara.
    Talzez fosse possivel compreeder uma parte do problema. O que os faz correr. E não venham para cá com amores ao Concelho, porque se os cargos camarários fossem de borla porventura não se assistiria a isto. A outra parte do problema que faz correr tanta gente são os chamados ódiozinhos de estimação. É tempo de se deixarem disso.
    Embora não tendo votado na Senhora Dra Isaura Pedro, uma coisa já deu para ver. A senhora perdeu e saiu de cena. E isso é louvável. Óbviamente a oposição não deve sair de cena, deve fazer oposição, mas caramba como deve ser, com lisura.
    O senhor vereador Artur Jorge, por exemplo tem um comportamento que se enaltece. Porque não ser ele o candidato do PSD nas próximas eleições? Ora aí está um nome que pode avançar. Chega de "borbulhas" na politica concelhia. Quer-se paz, urbanidade e uma politica de afectos mesmo nas divergências. Chega de politica politiqueira, de trauliteirismo

    • Caro amigo Artur Jorge está na hora de se assumir como candidato a candidato. Como PSD não aceito que seja qualquer um a ser o nosso candidato. O PSD depois da nossa amiga Isaura que com os seus defeitos concerteza porque todos os têm que era uma senhora, não vai agora apresentar exactamente o contrário dessa Senhora. Não votaremos de qualquer maneira. Queremos alguem com perfil urbano, que se dê com toda a gente com meiguisse e carinho. Como deve ser, afinal. É a sua hora. Não tenha receio.
      Há lugar para muitos candidatos. Um por partido. Não tenha medo. E continue nas Assembleias a comportar-se como tão bem sabe fazer. Viva o PSD de Nelas

    • concordo, avança artur jorge

    • O sr Artur Jorge seria uma boa aposta do PSD.

    • Avança Artur Jorge. Não te deixes ultrapassar por um piqueno partido. Se querem coligações o candidato deve ser do nosso partido. Avança porque se arranja uma equipa para te acompanhar. Não nos passa pela cabeça que uma coligação tenha como candidato um elemento do partido mais piqueno. Os PSD de Nelas não aceitam

    • Artur, já que estamos em recomendações, deixo-te um conselho: não faças coligações com o Partido Socialista e não aceites a interferência de Borges da Silva, seria uma humilhação para o nosso partido ele ser cabeça-de-lista e o seu descrédito também. Há matéria qualificada na nossa Secção, tens de saber rastrear e toma cuidade com o Seixas e seus seguidores

    • Tambem apoio Artur Jorge como o candidato do PSD à CMN. É preciso um tempo novo. Velhos hábitos velhas coligações só trouxeram prejuizo ao nosso partido e à CMN. Não queremos mais um nº2 a mandar e a Presidente a cortar fitas. Queremos um PSD a governar EFECTIVAMENTE a CMN. Quem quizer bolota que trepe através do seu partido.´Às costas do PSD nunca mais. Coligações só depois das eleições. Antes é dar boleia a quem nos pode roer a corda. Viva o PSD livre e independente. Abaixo as coligações que nos têm prejudicado (como se vê no governo). O PSD que aibra os olhos. Para ganharmos não precisamos de coligações, como ainda agora se viu nas últimas eleições. Sózinhos ganhamos mesmo em tempo de crise. Coligações nunca mais.

    • Partido mais "piqueno", mas com o melhor candidato. Ai não querem coligações? Ainda bem. Pois vão ver quem é o mais "piqueno". Se querem coligações têm que aceitar o nosso candidato que é melhor(mais experiente). Quem precisa não escolhe. Só aceita.

    • Como vê o Dr. Marinho como demagogo que é fala muito mas faz pouco!
      http://portadaloja.blogspot.pt/2014/10/marinho-e-pinto-o-stripper-que-esconde.html

  3. Era também muito bom saber, quanto ganha um técnico superior de proteção civil e um vereador?

  4. Borges da Silva quer criar uma delegação da Câmara Municipal de Nelas em Canas de Senhorim

  5. "Borbulhas" é a alcunha de um grande militante do PSD.

  6. É simplesmente louvável a postura do jornal folha do centro de nelas, e ainda bem que aqueles dois protagonistas políticos lhe reconhecem esse mérito.

  7. Meu Caro e ilustre Senhor Comentador das 9:30 do dia 09 de outubro de 2014.
    Diz sabiamente o nosso Povo que: "mais cego é aquele que não quer ver do que aquele que não vê"
    Também diz sabiamente o nosso Povo : " Bem prega o Frei Tomás, faz o que ele diz e não o que ele faz"
    Pelo seu comentário, demonstra grande ignorância sobre a vida social, coletiva e politica do seu concelho.
    Mesmo não estando presente, quem não se recorda da imprensa escrita e falada da politica terrorista contra o poder Socialista, então, instalado na Câmara Municipal de Nelas?
    Quem não se recorda da politica terrorista em Nelas contra as pessoas e suas vidas particulares?
    Quem não se recorda dos ataques suezes de um jornal, que de informação nada tinha?
    Quem não se recorda nos processos judiciais que envolveram os figuras de então do partido socialista?
    Termino dizendo também como diz sabiamente o nosso Povo: "Contra factos não há argumentos"
    Mesmo para terminar: Pense, reflita e ponha a mão na consciência se efetivamente a tiver!

  8. Será tempo do Sr,Presidente se lembrar da Lapa e fazer cá alguma coisa pois ainda não fez nada só fechou a escola e não estar a espera da FLL,
    Que não se esqueça das promessas feitas na Campanha .

    • Não ter feito nada na Lapa é verdade. Agora ter fechado a escola é mentira. Quem fechou a escola da Lapa foi o Governo e a Junta que nada fez para que alguns alunos ficassem na Lapa e não em outras terras (nunca esquecer que crianças de elementos da Junta não foram matriculados na Lapa). Que culpa tem a CMN por exemplo que o neto do presidente da junta fosse matriculado fora da Lapa? Os Lapenses andaram a dormir

    • Não é neto mas sim neta, meu caro comentador.

    • E o jardim escola!!!!!!
      A ver vemos de quem será a culpa!!!!!!!!!!!

    • Lá está o comentador das 14.14 a tentar deturpar os factos. FACTOS: o governo só cumpriu a lei, feita aliás pelo anterior governo. FACTO 2: A junta tem culpa sim. FACTO 3: Mas a Câmara também. Irra para o catraio.

  9. Qual jornal? O Correio de Nelas? Se é esse que má memória para algumas pessoas do concelho e até mesmo do concelho em geral!

  10. Ao Comentador das 10:53
    Desculpem os leitores, estou-me nas tintas para as politicas, são todos iguais.
    Mas concordo contudo que escreveu, só pessoas de grande parcialidade e interesses podem proferir comentário das 9:30 do dia 09/10/2014.

  11. Sou do PS se o Artur se candidatar a cm de Nelas, terá o meu voto, pessoa educada e não arrogante tudo ao contrário do atual inquilino da casa amarela.

  12. Bem lembrado! Foi mesmo o partido "piqueno" que levou os laranjinhas ao poder. Mesmo na altura a coligação em 2005, Borges da Silva e Luis Pinheiro, é certo que a outra coligação PPD/PSD e CDS-PP, só ganharam ao Partido Socialista de Lopes Correia por 115 votos, se não fosse os votos do partido "pequeno" gostar de ver essa vitória. Já não sei quem andas às costa de quem, se é o partido "pequeno" às costas do grande, se é o grande às costas do "pequeno". os números falam por sim e muito mais falam por si, quando o seixas em 2001, apenas elegeu dois (2) vereadores, o tal grande partido.

  13. Aos militantes e simpatizantes do PSD e CDS-PP, por favor não vamos entrar em querelas, isso é a estratégia de Borges da Silva para desestabilizar a oposição, deixando-a desunida.

  14. O BS foi o responsavel pela vitoria da Dr. Isaura Pedro com a sua estratégia com Canas. Agora faz igual, mas com a diferença que já e reconhecido pela população.Eu votei nele, mas neste momento é triste ver e reconhecer que são iguais aos outros.

  15. Diz o senhor Pinheiro que o sr Marques apresentou precocemente a sua candidatura a candidato. É verdade, tambem concordamos. Isso só aconteceu porque houve uma clara tentativa de marcar território e afastar qualquer concorrente vindo da área do PSD. Sabendo que está ligado ao partido como alguem já disse o mais "piqueno", jamais poderia deixar para o último minuto o anuncio dessa candidatura porque o aparecimento de um candidato laranja imediatamente o tornava apenas candidato do dito "piqueno" partido. Com esta precoce entrada tentou-se arrumar os PSDs candidatáveis. Ora não se está a ver como essa estratégia poderá ter êxito. Um Artur jorge, um Osvaldo e muitos outros têm todo o direito e porventura ambição legitima em serem candidatos. E terão os seus apoiantes que se revêem num outro estilo de conduta. O PSD certamente que não se vai deixar condicionar e muito menos colocar de joelhos. O PSD quer regressar ao comando da CMN e por isso vai ter que estudar bem esse dossier do candidato com mais possibilidades. E as ultimas eleições mostraram que isso é possivel, mesmo concorrendo sózinho. Coligações podem sempre existir no pós eleições e até podem ser com o dito "piqueno" partido ou seja com o agora já candidato. É muito diferente para o PSD ter um presidente do partido mais pequeno da coligação e ter uma coligação com o presidente do partido maior. Alguem do PSD aceitaria que no tempo da Dra Isaura o presidente e o vice presidente estivessem trocados? Nem o PSD nem a DRa Isaura aceitariam essa situação contra-natura. Só haveria um a aceitar, como se percebe por todas e mais uma razões.
    Mas há um dado novo que se cheira no ambiente politico concelhio. Esta entrevista dada pelo sr Pinheiro não é por acaso. E pelo que se sabe dessa entrevista dada por um individuo que já anda nisto há muitos anos, é possível imaginar algo como o seguinte. Borges da Silva regressa ao seu partido o PSD e com o apoio em Canas dado pelo sr Pinheiro ganhará com facilidade. É um cenário para meditar.
    Mas sobre isto como bom socialista falaremos mais tarde.
    Nelas XXII

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies