Manuel Marques dirige carta aos associados da Ancose de Nelas em que acusa a Câmara de ter sido a única a não apoiar os concursos que promoveu

– Alexandre Borges, vice presidente da autarquia, refere que foi indeferido o apoio, por ter havido o entendimento que seria um “apoio financeiro, para um evento a realizar fora do concelho de Nelas”

“Pensei algumas vezes se deveria ou não enviar-lhe estes documentos para que tenha conhecimento como se tratam e perseguem associações, por causa das pessoas que as representam”, pode ler-se na introdução da comunicação que Manuel Marques, vereador do CDS/PP, fez aos 130 associados da Ancose em Nelas.
“Há mais de 20 que a ANCOSE organiza os seus encontros de ovinicultura e tem sido habitual pedir às 18 Câmaras da Região Demarcada da Serra da Estrela, um pequeno patrocínio, que normalmente se traduz pela oferta de uma pequena taça – todas elas Câmara sem exceção, fizeram chegar à nossa associação vários trofeus, os quais são distribuídos pelos nossos associados, únicos participantes nos concursos, revela, para acusar a autarquia de Nelas de “indeferir a oferta de uma pequena taça, como habitualmente se vinha fazendo ainda desde do tempo do Presidente da Câmara Dr. José Correia, que sempre custou ao nosso Município a importância de sensivelmente 20 €”.
“Não! a nossa autarquia preferiu desprezar, quem de uma forma abnegada se organizou, para defender os nossos pastores e os agricultores em geral, dizendo que não tinha dinheiro para comprar a taça”, atirou Manuel Marques.
Alexandre Borges, vice presidente da Câmara, esclareceu ao nosso jornal que o que foi pedido foi um “contributo/patrocínio para os referidos eventos”, não se especificando o que era pretendido. “O nosso entendimento é que a ANCOSE pretendia um apoio financeiro e não sendo o evento realizado no concelho a pretensão era indeferida”, explicou-nos. “Nada nos move contra a Associação, antes pelo contrário : estive pessoalmente presente na inauguração da loja que abriram em Nelas, onde desejei os maiores sucessos para aquele espaço”.

4 comentários a "Manuel Marques dirige carta aos associados da Ancose de Nelas em que acusa a Câmara de ter sido a única a não apoiar os concursos que promoveu"

  1. Olha este artista a queixar se, de ser perseguido pelo atual executivo da camara.
    Quando foi ele o maior coveiro de algumas associações ..
    Falem com o sr. Cavaca e perguntem a ele o que esse senhor e a sua comandita le fizeram. .
    Isso sim é que é perseguição a uma pessoa. . Tenham vergonha

    • Concordo. Desmesurada vitimização. Como é possivel esquecerem o que fizeram.????? Se alguma dúvida houvesse em quem votar, depois disto, há já uma certeza. Branco, nulo, abstenção, em qualquer um que se apresente, menos aqui. Em politica tem de haver, no mínimo, MEMÓRIA

  2. A vitimização continua.
    E já em campanha já tenta arrebanhar (nunca o termo foi tão bem apropriado) votos, tambem neste sector. Tiro o chapeu em reconhecimento da sua incansavel pertinácia. Temos Candidato, sim senhor, cheio de vontade (só falta saber por que partido).

    Revisão da matéria dada relativamente à campanha: Defensor da classe operária da CMN. Defensor dos empreiteiros do regime. Defensor das populações onde fecharam escolas. Defensor da situação financeira deixada na CMN.

    A seguir com atenção os próximos alvos. Os descontentes do PS, os desiludidos do voto, os não admitidos nos Aquinos, os Canenses, Os bombeiros, etc (onde houver um potencial eleitor estará lá).

    Faz-te fino Borges, porque quando deres conta, tens o Império a arder já às portas da cidade

  3. Se houvesse memória não seria o actual presidente de camara o sr. borges da silva.
    E esse não foi vítima e vitimizado?
    Com comunicados semanais.
    Haja memória!
    E se guarde bem a memória para o dia de votar.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies