Manifestação hoje na Lapa do Lobo a favor da manutenção da escola básica

  Foi hoje de manhã, com a presença da TVI, SIC e RTP, que os autarcas de Nelas e Lapa do Lobo, estiveram lado a lado com dezenas de populares que prostestaram contra o encerramento da sua escola centenária. Borges da Silva, presidente da Câmara, acabou por prestar algumas declarações à repórter da estação televisiva e reuniu com a população na escola. Presentes também o vice presidente, Alexandre Borges e o presidente da Junta de Freguesia, Carlos Inácio.

Fotos : António Inácio Marques

9 comentários em “Manifestação hoje na Lapa do Lobo a favor da manutenção da escola básica”

  1. Anonymous15 de Setembro de 2014 às 11:21
    Muita gente deve estar grata, pois a guerra Canas – Nelas………..
    Pelo visto vai manter-se a custa e deixar degradar os equipamentos, quem paga —> é o povo

  2. Dívida pública quando saiu Sócrates=90% do PIB
    Dívida pública neste momento com Passos/portas=135% do PIB

    Quem está colocando o País na banca-rota????

    Acorda para a vida. Essa do Sócrates já está estafada

  3. Explique lá então porque é que foi José Sócrates e o seu ministro das finanças que solicitaram a intervenção externa, ainda no seu governo.

    1. "Economia/Política
      09:45
      Sábado: Investigados alegados rendimentos não declarados de Passos Coelho
      PAULO ZACARIAS GOMES
      [email protected]
      09:45
      Alegadas denúncias remontam a 1995-1999. Passos terá, segundo a revista, recebido cinco mil euros por mês da Tecnoforma quando era deputado em exclusividade. Lei proíbe acumulação de rendimentos.
      O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DIAP) estará a investigar alegados pagamentos não declarados a Pedro Passos Coelho, no valor de cerca de 150 mil euros, que terão sido recebidos entre 1995 e 1999 quando o actual primeiro-ministro era deputado em exclusividade de funções.
      De acordo com a edição desta semana da revista Sábado, a procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, recebeu este ano uma denúncia com informações de alegados pagamentos do grupo Tecnoforma a Passos Coelho, cinco mil euros por mês, que não terão sido declarados ao fisco.
      A revista refere que este alegado pagamento não declarado viola a lei e o estatuto do deputado, que proíbe os deputados em exclusividade de “acumular outros rendimentos no Estado e empresas ou associações públicas ou privadas”.
      Os pagamentos terão acontecido, segundo a Sábado, quando Passos Coelho era presidente do Centro Português para a Cooperação, ONG da Tecnoforma para obter financiamento comunitário para projectos de formação e cooperação.
      As autoridades já terão pedido à empresa a entrega dos "livros selados" da contabilidade.
      Fonte da Procuradoria-Geral da República disse entretanto ao Económico que "a matéria relacionada com a Tecnoforma encontra-se (como, de resto, foi oportunamente confirmado por esta Procuradoria-Geral da República) em investigação e está em segredo de justiça" e que "tal inquérito não corre, até à data, contra pessoa determinada".
      O Económico contactou ainda o gabinete do primeiro-ministro, mas até ao momento não foi possível obter uma reacção."

Os comentários estão encerrados.