Projetos de enoturismo do Dão abrem as suas portas durante a Feira do Vinho

Com o enoturismo a ganhar cada vez mais força em Portugal, a região do Dão não quer ficar atrás e promoveu, no âmbito da 23ª Feira de Vinho do Dão, que irá decorrer em Nelas, entre os dias 5 e 7 de Setembro, acções de promoção de alguns dos seus melhores enoturismos.
Assim, serão visitadas diversas unidades de enoturismo, umas com estadia e outras sem, mas todas elas reveladoras do melhor que existe ou se anda a fazer por terras do Dão. São elas a Casa da Ínsua e a Quinta do Medronheiro (produtores de vinho com estadia), Casa de Santar, Paço dos Cunhas de Santar e Quinta de Cabriz (estes dois últimos com restaurantes de boa cozinha de autor e regional, respectivamente).
CASA DA ÍNSUA
A Casa da Ínsua, em Penalva do Castelo, é um belo edifício solarengo de estilo barroco. Convertido num hotel de charme estrelas, permite a quem o visita uma excelente estadia mas também a oportunidade de provar os bons vinhos que ali se produzem.
Os primeiros vinhos foram produzidos em 1852, para consumo da casa e venda directa na adega. Na vinha de 30 hectares existem castas nacionais e internacionais, entre elas a Arinto, Malvasia Fina, Semillon e Encruzado (brancas), Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Tinta Roriz, Alfrocheiro e Jaen (tintas). Todas elas são utilizadas para vinhos DOC, tendo as castas de origem francesa sido introduzidas por Luís de Albuquerque no século XVIII. A Casa da Ínsua tem 38 alojamentos, um restaurante de sabores regionais com apresentação cuidada, uma loja, museu, queijaria, fábrica de compotas e adega que podem ser visitados. Promove também diversas actividades, como workshops de queijo e confecção de compotas, e ainda apanha de fruta e de produtos hortícolas.  
QUINTA DO MEDRONHEIRO
Antiga exploração agrícola e pecuária, a Quinta do Medronheiro é uma propriedade com 37 hectares, situada apenas a 6 quilómetros do centro de Viseu. Ao longo dos anos, várias casas foram sendo recuperadas, algumas de caseiros e funcionários da quinta, outras para abrigo dos animais domésticos, sendo na sua totalidade construções em pedra, tal como era apanágio da região. Adquirida em 2001 pela família Oliveira, e depois de vários anos de árduo trabalho, a Quinta do Medronheiro renasceu. Não só as casas foram recuperadas, como os caminhos melhorados, a vinha reestruturada e aumentada, uma moderna adega e um salão de eventos foram construídos. Há, também, um forno onde se realizam workshops de pão e uma piscina ecológica. No total, a quinta dispõe de 12 quartos, duas suites e um apartamento, com uma decoração muito contemporânea, todos eles com nomes de árvores.
CASA DE SANTAR
O Solar do século XVII e XVIII, pertencente à Condessa de Santar e sua família, é rodeado por jardins de sebes, buxos e labirintos de flores. Seguem-se as adegas, enquadradas no conjunto arquitectónico da propriedade. Construída em granito e decorada com azulejos históricos, abriga tradição com a mais modernas e avançadas tecnologias. Na continuação da adega, seguem-se as afamadas vinhas da propriedade entre pinhais e soutos verdejantes. A gama de vinhos inclui brancos, tintos e um colheita tardia que, no final da visita, podem ser degustados na sala de provas da varanda. A adega é gerida através da parceria com a Dão Sul. Depois da visita e das provas de vinho, podem-se adquirir os vinhos na loja.
PAÇO DOS CUNHAS DE SANTAR
A vila de Santar é um património histórico da região do Dão. É aqui que se situa o Paço dos cunhas de Santar, uma propriedade do início do século XVII adquirida e recuperada pela Dão Sul, de forma a manter as raízes históricas do vinho vivas. Hoje, é um destino de charme, com um restaurante modernamente decorado e liderado pelo Chef Luis Almeida, loja e espaço multiusos. Das vinhas que se encontram em modo de produção biológico, saem os vinhos tintos e brancos Vinha do Contador, duas referências de topo da região do Dão, bem marcados pelas características envolventes.
QUINTA DE CABRIZ
Em Carregal do Sal, entre o Dão e o Mondego, a Quinta de Cabriz afirma-se como o pólo do desenvolvimento vinícola da região do Dão, com os seus 38 hectares de vinhas onde se produzem os melhores vinhos. Um vasto complexo vitivinícola que conjuga de forma harmoniosa os vinhos de qualidade e o enoturismo, disponibilizando salas para eventos sociais, culturais e empresariais, loja de vinhos e restaurante onde se pode saborear o melhor dos vinhos com a gastronomia da região do Dão.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies