Autarquia presta homenagem pública ao Escanção na Feira do Vinho

No âmbito da 23ª Feira de Vinhos do Dão, que irá decorrer na Praça do Município de Nelas, entre os dias 5 e 7 de Setembro, a Câmara Municipal irá prestar uma merecida homenagem ao Escanção. A vila de Nelas é o único local do país – e que se saiba, no mundo – que tem uma estátua dedicada à figura do escanção, o profissional encarregue de sugerir vinhos (entre outras bebidas) e do seu serviço. Adicionalmente, cuida da compra, armazenamento e rotação dos mesmos na cave, além de elaborar cartas de vinho em restaurantes.
Situada no Largo General José de Tavares, em Nelas, a estátua foi encomendada ao escultor Domingos Soares Branco pelo então Presidente da Junta de Turismo das Caldas de Felgueiras, Eurico de Amaral, que desde sempre reconheceu na figura do escanção o profissional por excelência para promover o vinho da sua região, o Dão.
Inaugurada no ano de 1966, a estátua foi inspirada na figura do escanção Fernando Ferramentas, que na época trabalhava no Hotel Aviz, em Lisboa, onde Eurico de Amaral ia almoçar algumas vezes. Daí nasceu uma boa amizade e a certeza de que a figura do escanção era fundamental para sugerir e vender bons vinhos. «Já nessa época o meu pai tinha a noção da importância que o escanção tinha na restauração. Logicamente, percebeu que a promoção do vinho da região do Dão teria de passar por estes profissionais», afirmou o filho do então Presidente da Junta de Turismo, também ele de nome Eurico de Amaral e actual proprietário da Quinta da Fata, em Nelas. «A estátua foi uma forma de prestar a justa homenagem pelo que os escanções fizeram pelo vinho do Dão», rematou.  
A cerimónia está marcada para as 9h do dia 6 de Setembro (Sábado), no Largo Tavares, e terá a presença de Eurico Amaral (que ainda hoje tem na sua posse a prova de autor da estátua do escanção que o escultor ofereceu a seu pai), da Vereadora da Câmara Municipal de Nelas, Sofia Relvas; e do Presidente da Associação dos Escanções de Portugal, Rodolfo Tristão, entre outras personalidades e escanções convidados.
Sobre o escultor Domingos Soares Branco (1925 – 2013)
Nascido em Lisboa, entra em 1944 para a Escola de Belas Artes de Lisboa tendo como mestres Simões de Almeida (sobrinho) e Leopoldo de Almeida, vindo a concluir o curso de escultura em 1953. Inicia uma carreira docente na mesma escola em 58, terminando esse percurso em 1996 como professor jubilado. Em 1951 obteve o 2º Prémio de Escultura Soares dos Reis do SNI. Escultor com uma vasta obra espalhada por todo o país, produzindo numerosas peças de estatuária, bustos, relevos esculpidos para fachadas de edifícios e medalhística. Em Mafra a Oficina-Museu Soares Branco aberta ao público em 1991, surge como uma homenagem à sua obra.  Sob encomenta do então Presidente da Junta de Turismo das Caldas de Felgueiras, é o autor da estátua dedicada ao Escanção, em Nelas, inspirada na figura do escanção Fernando Ferramentas, que trabalhava então no Hotel Aviz, em Lisboa.

2 comentários a "Autarquia presta homenagem pública ao Escanção na Feira do Vinho"

  1. Para quando uma homenagem para aqueles que tudo perderam com a insolvência da cooperativa de Nelas?
    Sem eles não haverá vinho, logo também não haverá escanções!
    Lamento que quem arduamente trabalha a terra, seja tão desprezado.

  2. Concordo

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies