Alexandre Borges assegura que o Agrupamento de Canas não está em risco e acusa a Junta de Canas de não estar preocupada com as escolas que vão encerrar

   

    A omissão e o silêncio são muitas vezes interpretados como uma anuência e um reconhecimento de razão ao interlocutor, expressa no adágio popular do “quem cala consente”. Dada a importância do assunto das Escolas EB1 das Freguesias da Aguieira, Canas de Senhorim (Póvoa de Santo António e Vale de Madeiros) e Lapa do Lobo, que o Governo PSD/CDS manifestou intenção de encerrar, e porque é importante não esquecermos o passado e não adulterar o presente impõe-se que se diga algo sobre o assunto e sobre mais um comunicado emitido pela Junta de Freguesia de Canas de Senhorim.

   Diz a Junta que está desde o primeiro dia contra o encerramento das Escolas. Aquilo que eu vejo é, até pela missiva enviada pela Junta a todos os vereadores, já noite nae véspera da última reunião de Câmara, que a preocupação é unicamente pela manutenção do Agrupamento, Agrupamento esse que não está em risco de encerrar, e não pelo não encerramento de Escolas. Leia-se atentamente a carta e é evidente para todos que a preocupação da Junta de Canas de Senhorim é com o número de alunos do Agrupamento de Canas e não se as Escolas da Aguieira e Lapa, mas também as de Póvoa de Santo António e Vale de Madeiros fecham ou não. Sobre isso nem uma linha. O que a Junta de Canas pretende é que Carvalhal Redondo integre o Agrupamento de Canas de Senhorim. Ora o atual Secretário da Junta de Freguesia de Canas de Senhorim, que é simultaneamente Subdiretor do Agrupamento, e que teve todas as benesses que quis do anterior executivo durante 8 anos, nunca tratou de zelar pelo que diz agora indispensável (fugindo à verdade), e acusa agora outros da sua inação. Enquanto partilhava o poder da Câmara de Nelas nunca se lhe ouviu defender publicamente o que agora exige. Os Agrupamentos foram criados em 2008 quando a sua Câmara estava em funções e, nessa altura, nem uma linha escreveu contra a Carta Educativa que a Assembleia Municipal, da qual fazia parte, e que determinou a inclusão de Carvalhal Redondo no Agrupamento de Nelas. Será que faltou como era seu hábito? Será que as populações de Canas de Senhorim gostariam que alguém decidisse o futuro das suas escolas e crianças sem que a Junta de Freguesia de Canas fosse consultada? Julgo que não. Ora é isso mesmo que a Junta de Canas pretende fazer com Carvalhal Redondo. Aprovou até uma moção onde decide o futuro das crianças de Carvalhal Redondo. A Junta de Canas acha-se no direito de decidir sobre o futuro das crianças de Carvalhal Redondo. Chama a isto o povo fazer filhos em mulher alheia e é obviamente uma falta de respeito pelos poderes democraticamente eleitos e pelas próprias funções dos membros da Junta de Canas de Senhorim.  
    Sobre as acusações que a Junta faz à Câmara (direta ou veladamente), nomeadamente de “ofuscação da verdade”, era conveniente que mostrassem documentos que sustentam tudo o que diz relativamente ao risco de encerramento do Agrupamento e da falsidade da vontade do Sr. Presidente da Junta de Carvalhal (já agora tem um executivo e não apenas um Presidente, como em Canas de Senhorim se pode ver muito bem pelo protagonismo que o Sr. Secretário tem). Nunca veremos tais documentos porque eles não existem. Achará igualmente a Junta que a inclusão de pontos na ordem de trabalhos é feita sem regras e em cima da hora? As acusações são falsas e de tal ordem mas, aqui, não a envergonham. Talvez se lerem a moção de iniciativa do Executivo e aprovada por unanimidade (http://josemiguelsilvajornalista.blogspot.pt/2014/07/mocao-aprovada-por-unanimidade-em.htm), fiquem com uma ideia mais próxima da realidade e não tentem enganar os seus eleitores. 
   O Sr. Secretário da Junta e Subdiretor do Agrupamento, que antes marcava manifestações com a facilidade de quem estala um dedo, ainda não o fez para lutar pelo não encerramento das Escolas porquê? Por que razão não se juntou ele e o Executivo da Junta de Freguesia de Canas, aos seus colegas das Juntas Aguieira e Lapa do Lobo e aos populares que lutam pelo contra encerramento das escolas? Precisam de convite ou conhecimento? Um convite de quem, sendo as manifestações que o organizadas pelo povo? Mais estranho ainda porque o Sr. Diretor do Agrupamento – Professor Cunha, que partilha a mesma sala do Sr. Subdiretor, compareceu nas manifestações. Terá sido ele convidado? E será que quem informou a Junta que “A Câmara, Dr. Alexandre Borges, Sr. Aires dos Santos, Sr. Minhoto e companhia” estiveram na manifestação, não o informou que o Sr. Diretor do Agrupamento lá esteve? Considerará o Sr. Subdiretor vergonhosa a presença do Sr. Diretor nesta manifestação? E os populares terão sido convidados? Eu próprio estive presente nas manifestações, com todo o Executivo Camarário e um Vereador da oposição e não precisámos de convite para tal. Tive conhecimento que dia 14 pelas 18h30, nas rotundas de Canas de Senhorim está programada mais uma marcha de protesto e seria bom que o Executivo da Junta de Canas de Senhorim estivesse todo presente. Que apareça trajado informalmente se assim quiser. Escusam de trajar de polos cor-de-laranja ou cor-de-rosa. Use a sua reconhecida capacidade de mobilizar e junte-se ao protesto contra o encerramento das Escolas (pelo menos aos da nossa Freguesia)
    Ainda sobre a manutenção do Agrupamento de Canas de Senhorim, reafirmo que este não está em causa e que, caso o Governo o venha a propor, este será defendido a todo custo pela Câmara Municipal. E caso isso fosse verdade, que repito NÃO É, não deixava de ser estranho que o Vice-Presidente do PSD de Nelas (que acumula com Secretário da Junta de Canas e Subdiretor do Agrupamento) acusasse não o seu Governo mas sim a Câmara de Nelas, que é pela sua manutenção e reforço.
   Também é estranho que ao longo destes anos, enquanto em Nelas foi construído um Centro Escolar o agora Secretário da Junta (e anterior Presidente) tenha sido contra a sua construção e, ao mesmo tempo, não tenha tratado de melhorar as condições das Escolas da Feira, Fojo e de Vale de Madeiros. Caso o Governo PSD encerre as Escolas como foi anunciado, teremos fruto dessa opção/inação do Executivo, que o Subdiretor apoiou e queria reeleger, dois problemas em vez de um. O primeiro, e que agora importa lutar para impedir, que é o encerramento das Escolas e um segundo, caso a luta seja inconsequente, que tem a ver com a falta de capacidade e condições para acolher os alunos dessas Escolas. Também por esta razão deveriam ter pudor em emitir comunicados grosseiros e cheios de inverdades como também fazem no caso da saúde. 
Diz a Junta de Freguesia que tem vergonha das manifestações populares que se organizaram para defender as Escolas. Pois eu digo que muito me admira porque vergonha é coisa que, pelos atos que vislumbro, me parece que não abunda. Não terá a Junta vergonha de usar o nome do MRCCS por conveniência e apoiar o Todos Juntos pelo Concelho de Nelas? Não terá a Junta vergonha de se ter calado durante 8 anos permitindo o atrofio da Freguesia? Não terá o “líder” do MRCCS vergonha de ir a Nelas, na apresentação da candidatura dos “Todos Juntos pelo Concelho de Nelas” falar, como Vice-presidente do PSD  em nome deste partido e dizer “não estão habituados a ver-me nestas confusões, mas sou militante do PSD há mais de uma década” e “metam no saco alguns ódios antigos que se criaram – este concelho é pequeno e todos somos poucos para os defendermos” e ainda “eu estou há 8 anos a defender o interesse de todos e do concelho de Nelas, que também é o meu concelho – tenho estado com a coligação desde o primeiro dia, embora até aqui tendo-me apresentado pouco, agora vou dar a cara de forma permanente” e com isto enganar deliberadamente os seus eleitores desrespeitando-os e aos seus desejos? Se não tem devia. Chega de vampirizar Canas de Senhorim e as suas localidades (http://josemiguelsilvajornalista.blogspot.pt/2013/09/o-ambiente-sera-nossa-prioridade-se.html?q=Luis+pinheiro+este+%C3%A9+o+meu+concelho). 
Talvez estranhem que a Câmara esteja em Canas a lutar contra o encerramento de escolas e pelo desenvolvimento da Freguesia. Não estranhem é também para isso que o Executivo cá está. Longe vão os tempos em que Canas não tinha representação no executivo e tudo era feito na sombra e quem perdia era a Freguesia. Na sombra e no silêncio porque, como todos sabemos, manifestações e lutas nos últimos 8 anos nem vê-las.
   Na Segunda-Feira, dia 14 pelas 18h30, irá haver uma outra manifestação de iniciativa popular para lutar contra o encerramento das Escolas e, consequentemente, pelo desenvolvimento e não desertificação das Localidades e Freguesias. É importante que todos, sem exceção se possam mobilizar e compareçam para lutar pelo progresso da sua terra. O Executivo Camarário lá estará (como esteve na anterior) em solidariedade e para simbolicamente demonstrar que está contra o encerramento, sem vergonhas de qualquer espécie e sem necessitar de convite. Espero que todos os que amam a sua terra o demonstrem.
Canas de Senhorim, 11 de Julho de 2014
Alexandre Borges
Vice-Presidente da Câmara Municipal de Nelas

16 comentários a "Alexandre Borges assegura que o Agrupamento de Canas não está em risco e acusa a Junta de Canas de não estar preocupada com as escolas que vão encerrar"

  1. "(pelo menos aos da nossa Freguesia"). Com um simples comentário, do que lhe vai na alma, cai por terra todo o raciocínio do global. Pois…

    • O que cai por terra é o seu comentário. O Alexandre é de Canas e não deixou de o ser e daí o "a nossa Freguesia".

  2. Aí está a verdade, a junta de Canas está interessada em manter apenas o seu Agrupamento…se a escola de Aguieira fecha ou não é igual para eles, desde que depois Carvalhal passe para o Agrupamento de Canas… enfim. Como pai, e Carvalhense não quero que os meus filhos vão para Canas, não é Canas que manda nos nossos filhos. Espero que percebam isso de uma vez por todas.

  3. FALAR VERDADE
    Quem acabou com a Freguesia da Aguieira?———————————-Foi o GOVERNO PSD/CDS
    Quem juntou a Aguieira à Freguesia de Carvalhal Redondo?————-Foi o GOVERNO PSD/CDS
    Quem fechou a escola primária da Aguieira?———————————–Foi o GOVERNO PSD/CDS
    Quem com estas decisões práticamente arruinou/arruina
    o Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim?————————Foi/é o GOVERNO PSD/CDS

    A actual gerência da Câmara NADA tem a ver com estas decisões
    tomadas pelo GOVERNO PSD/CDS, O MESMO, (mesmíssimo) GOVERNO da JUNTA DE CANAS
    ~
    RESUMINDO:
    O ACTUAL cenário que Canas vive tem um único responsável
    O GOVERNO DO PSD/CDS, O MESMO GOVERNO DA JUNTA DE CANAS

    Mas eis senão quando se tenta um golpe de magia que é tentar passar
    para a actual liderança da CMN a responsabilidade pela inversão da situação, criada
    pelos partidos da Junta e governo PSD/CDS…no fundo no fundo
    pretendendo colocar um povo contra uma câmara (esta Câmara, porque contra a anterior
    nada vezes nada)

    Se a Câmara pretender cumprir as ordens dimanadas pelo governo
    apenas terá que dizer: CUMPRA-SE A LEI, (e se cumprir a lei estará comportando-se
    como deve ser. Cumprindo a lei, como todos os organismos do Estado devem fazer)

    Seja qual for a decisão que a Câmara tome
    uma coisa para já é certa: Os mais altos representantes da CMN estiveram
    junto com os manifestantes, no terreno, lutando contra as decisões deste Governo
    PSD/CDS, o governo da Junta.
    E a junta esteve no terreno? lutando contra o seu Governo ???????????????

    Não esteve, mas se for preciso estará numa manife contra a CMN
    (dentro da velha tradição de que só protestam contra a CMN
    quando lá está o PS)

    A junta de Canas está numa situação dificil. Compreende-se que ninguem
    gostaria de estar no lugar deles
    -pelo que se diz por aí não lutaram por um centro escolar
    -agora verificam que o seu Governo lhes espatifa o Agrupamento de Escolas
    -e ainda que apesar de um governo, um presidente e uma maioria, o seu/deles
    GOVERNO nunca os colocou como Concelho

    NOTA: o Povo esclarecido já viu e reviu este filme
    O governo PSD/cds, tem prejudicado Canas
    (mas manifes contra, vamos ali já voltamos)

    Tudo o resto é música de violino

  4. Torna-se cada vez mais evidente que a Junta vive numa realidade virtual

  5. a câmara (anterior) não acautelou o acolhimento dos alunos construindo o centro escolar de Canas, deixou-se mandar pelo ex-presidente da junta de Canas por manifesta falta de personalidade e também por interesse, porque não suportava a comparticipação que tinha que dar à obra. Agora a solução é simples e óbvia: AS ESCOLAS DEVEM PERMANECER ABERTAS ATÉ À CONSTRUÇÃO DO CENTRO ESCOLAR DE CANAS, no interesse dos alunos que devem ter iguais condições de ensino.

  6. Um simples comentário:
    Algumas personagens do nosso Concelho de Nelas perderam a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão abruptamente dissolvidos. A prática de vida tem como única direção olhar para o próprio umbigo. Não há princípios que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida e posta em causa. Já ninguém se respeita, o Homem, no sentido global da palavra, tornou-se uma coisa, a coisificação humana. Não há nenhuma solidariedade entre os seres humanos. Ninguém acredita na honestidade dos homens que servem a vida pública. O desprezo pelas ideias são abandonados a uma rotina descrente, aumentado cada dia que passa. Podemos mesmo afirmar que vivemos todos ao acaso, é uma "bagunça", salve-se que puder. O insulto invadiu as nossas mentes, somos todos tratados como um inimigo.
    No entanto, a intriga politica alastra, o ódio aumenta, o concelho vive disto.
    Posto isto vamos dignificar a politica e o ser humano, o concelho de Nelas merece.

  7. olha para o que digo, não olhes para o que faço ou fiz, caro anónimo de 15 de Julho de 2014 às 15:47

    o texto do Alexandre Borges descreve factos veridicos e, é muito dificil ou impossivel responder, vamos esperar que continue a utilizar este modelo no esclarecimento das populações.

  8. Deve explicar tambem como quer destruir os Bombeiros de Nelas

  9. Pois…Pois é por isso que aos políticos, cada vez mais, ninguém lhe reconhece valor.
    E isso é notório no elevado numero de abstencionistas

  10. Facto verídico é o vencimento que ele aufere, quando foi prometido que desempenhava as funções gratuitamente.

  11. ah ah caro anónimo de 17 de Julho de 2014 às 15:37, como o anónimo de 16 de Julho de 2014 às 00:08 refere:"…é muito dificil ou impossivel responder…" É MESMO, daí que V. Exa quer ir mais longe que o governo Psd e não reduzir o salário mas cortá-lo na totalidade

  12. O senhor comentador das 20:32, do dia 17 de julho, anda muito distraído ou o fanatismo partidário cega-o.
    Neste caso aplica-se o velho adágio " mais cego é aquele que não quer ver, do que aquele que não vê.

    • mais uma "inreação",~factos são factos e resta recorrer ao adágio
      parabéns pelo adágio, muito embora não tenha qualquer relação com o comentário sobre otema.

  13. Odio visceral entre Alexandre Borges e Luis Pinheiro.
    Uma guerra fratricida, só que o Alex vai sair a perder!
    Alexandre Borges vai ter que nascer para demonstrar que fez alguma coisa pela freguesia de Canas de Senhorim.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies