Escola Primária da Lapa do Lobo muda de instalações

O edifício histórico da Lapa do
Lobo, onde várias gerações de lapenses aprenderam a ler e escrever vai deixar
de ser escola primária.  Após vários anos
em que foram solicitadas, por encarregados de educação e/ou professores,
pequenas obras no edifício da escola primária, mas ás quais as autoridades
responsáveis pouco atenderam, deixando o edifício deteriorar-se ano após ano,
eis que surgiu a decisão de mudar o local onde vai funcionar a escola primária.
A razão invocada foi a falta de condições do atual edifício.  A decisão foi comunicada aos encarregados de
educação, das crianças que frequentaram a escola primária neste ano lectivo,
numa reunião no passado dia 19 de junho, pelo Presidente da Câmara Municipal,
pelo Presidente do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim e pelo
Presidente da Junta de Freguesia da Lapa do Lobo. A escola primária passará a
funcionar, já a partir do próximo ano lectivo (embora provisoriamente, segundo
afirmações dos responsáveis), no mesmo edifício onde está o jardim de infância
da Lapa do Lobo, ficando o jardim nas suas atuais instalações, isto é, no rés
do chão do edifício, e a escola primária deverá ocupar todo o piso superior,
onde atualmente se realiza a catequese e as danças de salão da Fundação Lapa do
Lobo.  Alguns encarregados de educação
questionaram os responsáveis sobre as questões de segurança e comodidade do edifício
onde pretendem instalar a escola primária, como os acessos ao recreio e ao piso
inferior, a falta de condições do recreio, a falta de aquecimento, a falta de
janelas, etc. Foi prometido ter em atenção todas as questões referidas pelos
encarregados de educação e comunicado que irão decorrer obras para que as
crianças tenham as melhores condições no novo espaço. O atual edifício da
escola primária, também irá sofrer obras de recuperação, mas isto não significa
que lá voltarão a estar crianças a aprender a ler e escrever. O estado de espírito
da maioria dos presentes foi, “vamos estar atentos e ver o que vai
suceder”, porque houve explicações que não convenceram e muitas contradições.
Um dos aspetos mais criticado foi a “ameaça” mencionada por um dos
elementos responsáveis, e retirada após questionado se essa era uma decisão do
DREC, de que “se não for assim a escola na Lapa deixa de existir”. As
informações descritas foram obtidas junto de alguns encarregados de educação
que estiveram presentes na referida reunião.
Marco Costa

21 comentários em “Escola Primária da Lapa do Lobo muda de instalações”

  1. Para já, com os dados disponíveis, como Lapense e estudante naquelas instalações, atendendo ao elevado valor histórico do edificio, afirmo que não concordo com a venda da velha escola a particulares sejam eles quem forem.
    Desde já deixo uma sugestão: Museu da história da Lapa e de Grandes Lapenses

    1. Não concordo com a venda , nem em dar outros fins aquele edificio, defendo que se façam as obras necessárias e que os alunos voltem a ter aulas naquele Edificio.
      Muito mal será que sejam feitas obras naquele espaço e lhe venham dar outros destinos que não sejam os escolares, como para já ai se consta.

    2. O sr antónio rosa e o sr candido polonio têm razão. A escola nunca deve ser vendida. A ideia do museu é uma boa ideia

    3. Eu também concordo. Os dois que comprem, restaurem e ofereçam à população. É tão facil falar e fazer com o dinheiro dos outros. Parece que os dois sabem o que é isso

    4. Concordo com a opinião e com a sugestão do senhor Rosa. E pelo que se ouve na rua ninguem aceita a venda da nossa escola primária.

    5. Na nossa escola já estudaram os meus avós os meus pais e eu própria. Se a escola fechar por falta de alunos resigno-me a este sinal dos tempos. Agora como habitante da Lapa não concordo que a nossa querida Escola seja vendida. Concordo que ela continue sendo património da nossa terra e que lhe seja dada uma ocupação que dignifique a Lapa e as nossas gentes. A ideia do António Rosa é boa e quanto ao dinheiro para a restauração há-de arranjar-se. Assim a Junta trabalhe e tenha imaginação.

  2. Se a junta da Lapa vender ou deixar vender o edifício da velha escola melhor será mudar de terra.
    Ainda não chegámos ao Folhadal, onde parece que deixaram instalar a sede de uma casa de um clube de futebol.

  3. Afinal parece que já não vão mudar para o JI. Vai fechar e vão para Canas, juntamente com a Aguieira, V. Madeiros e Póvoa. No total são menos de 30 alunos nestas escolas. E adultos são 4 professores, e mais 10 entre auxiliares e POC´s, São quase tantos adultos como crianças. Eu tb queria que o meu filho tivesse tanta atenção.

  4. e Canas já tem condições para receber estes alunos, parece-me que não, pois os que já lá estudam, para almoçarem tem de se descolar a pé e a chuva da Escola da antiga Feira para a outra escola

    1. ESTE COMENTADOR TEM TODA A RAZÃO
      Mas caro amigo a anterior gerência da CMN só tevo olhinhos para os jovens de nelas e arredores. Para os de Canas borrifou-se. Mas engraçado, mesmo tendo as crianças de canas sido prejudicadas. a verdade é que o povo de Canas mesmo assim deu a vitória eleitoral….à gerência que prejudicou as crianças de Canas.
      FANTÁSTICO.

    2. Olhe q não. Estas crianças são prejudicadas por quem as quer numa escola sem condições fisicas e educativas. Nas escolas de Senhorim e de Moreira os Pais aceitaram que os seu filhos fossem para o CE, apesar da distancia ser maior das que agora fecham. Os Pais destas crianças deviam ter pensado nisso. Canas tem condições e quanto ao almoço pedem à CMN o transporte.
      Este encerramento prova é que a camara não tem poder para negociar. LP e IP conseguiram manter as escolas activas (e não abertas) até agora.

    3. o povo de Canas foi enganado de forma infantil, não há centro escolar porque o ex-presidente da junta e a junta, tudo fizeram e chegaram mesmo a conseguir que a câmara eliminasse a obra do seu plano de contas

  5. E a seguir vai a Escola Secundária de Canas para Nelas.
    O reinado laranja/azul deixa uma bela herança na região sul do Concelho

    São factos

    Mas eles azul/laranja não ficam preocupados
    porque na hora dos votos os votos estão garantidos
    como se tem visto até esta data

    Quanto mais nos batem, mais gostamos deles

    1. Os azuis e laranja conseguiram manter TODOS os serviços e Agrupamentos abertos. Os rosas estão a deixar fechar tudo. A seguir vêm os Postos médicos de Carvalhal e Santar, as finanças. O que é preciso e festa…

  6. Pois…pois é o que dá só pensar na propaganda politica pessoal de Borges da Silva

    1. a derrota caiu-te na fraqueza e está dificil ultrapassar essa derrota nunca imaginada

  7. mero "empurrar com a barriga para a frente" foi o que fez o anterior executivo no caso das escolas, bem como habilidades com matriculas faz de conta, ASSIM CONSEGUIRAM que não se fizesse o centro escolar de Canas, porque o fecho das escolas era inevitável, aliás, Nelas preveniu-se criou o centro escolar a tempo e horas, a população do sul do concelho enganada pelos seus eleitos foi no engôdo.

    1. A sul do concelho a aposta foi em muros e murinhos feitos sobretudo por um certo empreiteiro
      O regime deve ter saudades

Os comentários estão encerrados.