Escola Primária da Lapa do Lobo muda de instalações

O edifício histórico da Lapa do
Lobo, onde várias gerações de lapenses aprenderam a ler e escrever vai deixar
de ser escola primária.  Após vários anos
em que foram solicitadas, por encarregados de educação e/ou professores,
pequenas obras no edifício da escola primária, mas ás quais as autoridades
responsáveis pouco atenderam, deixando o edifício deteriorar-se ano após ano,
eis que surgiu a decisão de mudar o local onde vai funcionar a escola primária.
A razão invocada foi a falta de condições do atual edifício.  A decisão foi comunicada aos encarregados de
educação, das crianças que frequentaram a escola primária neste ano lectivo,
numa reunião no passado dia 19 de junho, pelo Presidente da Câmara Municipal,
pelo Presidente do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim e pelo
Presidente da Junta de Freguesia da Lapa do Lobo. A escola primária passará a
funcionar, já a partir do próximo ano lectivo (embora provisoriamente, segundo
afirmações dos responsáveis), no mesmo edifício onde está o jardim de infância
da Lapa do Lobo, ficando o jardim nas suas atuais instalações, isto é, no rés
do chão do edifício, e a escola primária deverá ocupar todo o piso superior,
onde atualmente se realiza a catequese e as danças de salão da Fundação Lapa do
Lobo.  Alguns encarregados de educação
questionaram os responsáveis sobre as questões de segurança e comodidade do edifício
onde pretendem instalar a escola primária, como os acessos ao recreio e ao piso
inferior, a falta de condições do recreio, a falta de aquecimento, a falta de
janelas, etc. Foi prometido ter em atenção todas as questões referidas pelos
encarregados de educação e comunicado que irão decorrer obras para que as
crianças tenham as melhores condições no novo espaço. O atual edifício da
escola primária, também irá sofrer obras de recuperação, mas isto não significa
que lá voltarão a estar crianças a aprender a ler e escrever. O estado de espírito
da maioria dos presentes foi, “vamos estar atentos e ver o que vai
suceder”, porque houve explicações que não convenceram e muitas contradições.
Um dos aspetos mais criticado foi a “ameaça” mencionada por um dos
elementos responsáveis, e retirada após questionado se essa era uma decisão do
DREC, de que “se não for assim a escola na Lapa deixa de existir”. As
informações descritas foram obtidas junto de alguns encarregados de educação
que estiveram presentes na referida reunião.
Marco Costa

21 comentários a "Escola Primária da Lapa do Lobo muda de instalações"

  1. António Rosa | 23 Junho, 2014 às 13:46 |

    Para já, com os dados disponíveis, como Lapense e estudante naquelas instalações, atendendo ao elevado valor histórico do edificio, afirmo que não concordo com a venda da velha escola a particulares sejam eles quem forem.
    Desde já deixo uma sugestão: Museu da história da Lapa e de Grandes Lapenses

    • candido polonio | 23 Junho, 2014 às 16:19 |

      Não concordo com a venda , nem em dar outros fins aquele edificio, defendo que se façam as obras necessárias e que os alunos voltem a ter aulas naquele Edificio.
      Muito mal será que sejam feitas obras naquele espaço e lhe venham dar outros destinos que não sejam os escolares, como para já ai se consta.

    • O sr antónio rosa e o sr candido polonio têm razão. A escola nunca deve ser vendida. A ideia do museu é uma boa ideia

    • Eu também concordo. Os dois que comprem, restaurem e ofereçam à população. É tão facil falar e fazer com o dinheiro dos outros. Parece que os dois sabem o que é isso

    • Concordo com a opinião e com a sugestão do senhor Rosa. E pelo que se ouve na rua ninguem aceita a venda da nossa escola primária.

    • Na nossa escola já estudaram os meus avós os meus pais e eu própria. Se a escola fechar por falta de alunos resigno-me a este sinal dos tempos. Agora como habitante da Lapa não concordo que a nossa querida Escola seja vendida. Concordo que ela continue sendo património da nossa terra e que lhe seja dada uma ocupação que dignifique a Lapa e as nossas gentes. A ideia do António Rosa é boa e quanto ao dinheiro para a restauração há-de arranjar-se. Assim a Junta trabalhe e tenha imaginação.

    • Vender nunca
      Parabens ao Rosa e ao Polónio por darem a cara por esta causa

  2. Já vais ver onde ela vai parar!

  3. Se a junta da Lapa vender ou deixar vender o edifício da velha escola melhor será mudar de terra.
    Ainda não chegámos ao Folhadal, onde parece que deixaram instalar a sede de uma casa de um clube de futebol.

  4. Afinal parece que já não vão mudar para o JI. Vai fechar e vão para Canas, juntamente com a Aguieira, V. Madeiros e Póvoa. No total são menos de 30 alunos nestas escolas. E adultos são 4 professores, e mais 10 entre auxiliares e POC´s, São quase tantos adultos como crianças. Eu tb queria que o meu filho tivesse tanta atenção.

  5. e Canas já tem condições para receber estes alunos, parece-me que não, pois os que já lá estudam, para almoçarem tem de se descolar a pé e a chuva da Escola da antiga Feira para a outra escola

    • ESTE COMENTADOR TEM TODA A RAZÃO
      Mas caro amigo a anterior gerência da CMN só tevo olhinhos para os jovens de nelas e arredores. Para os de Canas borrifou-se. Mas engraçado, mesmo tendo as crianças de canas sido prejudicadas. a verdade é que o povo de Canas mesmo assim deu a vitória eleitoral….à gerência que prejudicou as crianças de Canas.
      FANTÁSTICO.

    • Olhe q não. Estas crianças são prejudicadas por quem as quer numa escola sem condições fisicas e educativas. Nas escolas de Senhorim e de Moreira os Pais aceitaram que os seu filhos fossem para o CE, apesar da distancia ser maior das que agora fecham. Os Pais destas crianças deviam ter pensado nisso. Canas tem condições e quanto ao almoço pedem à CMN o transporte.
      Este encerramento prova é que a camara não tem poder para negociar. LP e IP conseguiram manter as escolas activas (e não abertas) até agora.

    • o povo de Canas foi enganado de forma infantil, não há centro escolar porque o ex-presidente da junta e a junta, tudo fizeram e chegaram mesmo a conseguir que a câmara eliminasse a obra do seu plano de contas

  6. E a seguir vai a Escola Secundária de Canas para Nelas.
    O reinado laranja/azul deixa uma bela herança na região sul do Concelho

    São factos

    Mas eles azul/laranja não ficam preocupados
    porque na hora dos votos os votos estão garantidos
    como se tem visto até esta data

    Quanto mais nos batem, mais gostamos deles

    • Os azuis e laranja conseguiram manter TODOS os serviços e Agrupamentos abertos. Os rosas estão a deixar fechar tudo. A seguir vêm os Postos médicos de Carvalhal e Santar, as finanças. O que é preciso e festa…

  7. Pois…pois é o que dá só pensar na propaganda politica pessoal de Borges da Silva

    • a derrota caiu-te na fraqueza e está dificil ultrapassar essa derrota nunca imaginada

  8. mero "empurrar com a barriga para a frente" foi o que fez o anterior executivo no caso das escolas, bem como habilidades com matriculas faz de conta, ASSIM CONSEGUIRAM que não se fizesse o centro escolar de Canas, porque o fecho das escolas era inevitável, aliás, Nelas preveniu-se criou o centro escolar a tempo e horas, a população do sul do concelho enganada pelos seus eleitos foi no engôdo.

    • A sul do concelho a aposta foi em muros e murinhos feitos sobretudo por um certo empreiteiro
      O regime deve ter saudades

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies