Na Comemoração do Dia do Ambiente a AZU denuncia atrasos na recuperação ambiental das Minas de Urânio

No âmbito da Comemoração do Dia do Ambiente , a AZU , Associação Ambiental,  levou a efeito um Roteiro das Minas de Urânio, no dia 14 de junho. Para o efeito foram convidados os Autarcas dos Concelhos envolvidos, tendo únicamente a CM de Nelas assinalado a sua presença,  registando-se uma postura de alheamento relativamente aos restantes Municipios.
O objetivo deste roteiro , para além de dar a conhecer a realidade das minas de urânio dos Concelhos de Nelas, Mangualde e Tábua, foi chamar mais uma vez a atenção para as minas ainda não recuperadas ambientalmente e urgência da intervenção, a qual tem sido sucessivamente adiada, como exemplos das Minas de Mondego Sul e Quinta do Bispo, que só verão essa obra efetuada em 2015/2020.
É necessário seguir os bons exemplos, congratulando-se a AZU com o que foi feito nas Minas da  Urgeiriça (Nelas) ou na Cunha Baixa(Mangualde).
Estas minas foram recuperadas, de forma a minimizar os problemas causados pela radioatividade na saúde, fauna, flora e ambiente. São um exemplo a seguir.
No entanto, a  realidade das minas de Urânio em Portugal ainda está longe de ser resolvida, apesar do trabalho já efetuado pela EDM-Empresa de desenvolvimento Mineiro, ainda dezenas de Minas no Território Nacional esperam intervenção.
As Minas de Mondego Sul, na Freguesia de Ázere, Concelho de Tábua, e sitas à barragem da Aguieira, uma das visitadas no Roteiro, é um exemplo emblemático destas últimas.

1 comentário a "Na Comemoração do Dia do Ambiente a AZU denuncia atrasos na recuperação ambiental das Minas de Urânio"

  1. O s favores pagam-se caros… já se calou com os esgotos da Borgstena

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies