CPCJ De Carregal apresenta novo logótipo

 Insucesso e abandono/escolar; correlação entre a criança, a
família e a escola – um processo partilhado; contributos para uma infância e
adolescência feliz… Estas e outras ideias chaves foram deixadas no 5.º Encontro
da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Carregal do Sal, realizado
ontem no auditório do Centro Cultural de Carregal do Sal.

A sessão de abertura contou com a intervenção de
representantes de várias entidades que integram a Comissão e foi presidida pelo
autarca carregalense. Ao dar as boas-vindas, Rogério Mota Abrantes reforçou a
importância do encontro como uma iniciativa que promove “a reflexão sobre o
supremo interesse da criança, à luz dos novos desafios que a família, que a
escola e que a sociedade nos colocam.” Fez votos para que o encontro “seja
profícuo e promova a cooperação entre as entidades, instituições públicas e
particulares, entre as famílias e os próprios cidadãos de forma a uma melhor
consciencialização e sensibilização para a necessidade de uma infância feliz.”
Seguiu-se a intervenção da Presidente da CPCJ, Ana Binhara
que agradeceu a sempre pronta colaboração da Câmara na organização do evento.
Ana Binhara explicou depois a escolha da temática “A Criança, a Família e a
Educação no Séc. XXI” e sublinhou o envolvimento de todos os parceiros.
O presidente da FAPEECS- Federação das Associações de Pais e
Encarregados de Educação de Carregal do Sal, António Batista saudou a CPCJ pela
escolha feliz do tema pois o mais importante “é fazer as crianças felizes”.
A intervenção seguinte coube ao diretor do Agrupamento de
Escolas de Carregal do Sal. Hermínio Marques assumiu a importância destes
encontros como contributos essenciais para a consciencialização e
responsabilização da comunidade no processo de desenvolvimento da criança e
jovem e terminou dirigindo-se aos jovens presentes “Façam o favor de serem
felizes”.
Convidada de honra para a sessão de abertura do Encontro,
Conceição Santos, da DGESTE (Direção Geral de Estabelecimentos Escolares) do
Centro, em representação do Ministério da Educação e Ciência, agradeceu o
“honroso convite” para participar no 5.º Encontro da CPCJ de Carregal do Sal;
parabenizou a organização do evento e sublinhou o facto de a CPCJ de Carregal
do Sal ter, pelo primeiro ano, uma representante da educação a tempo inteiro.
Os trabalhos começaram então sob a moderação do
Vice-presidente e vereador da educação da Câmara Municipal, José Sousa Batista,
a quem coube apresentar as convidadas para o painel que se seguiu.
“O papel do representante do Ministério da Educação e
Ciência na CPCJ” foi abordado por Conceição Santos que se debruçou sobre a
importância dos estabelecimentos de ensino como entidades de 1.ª linha na
promoção e defesa dos direitos da Criança. A oradora referiu-se à relação
Escola/Família; Escola / CPCJ e ao papel e funções da representante do
Ministério da Educação nas Comissões. Conceição Santos sublinhou algumas dessas
ações: dinamização de ações de formação e sensibilização; promover a educação,
interiorização e concretização dos direitos da criança; fomentar a articulação
e cooperação e promover a educação para a cidadania.
Convidada para o painel, Helena Romão foi a interveniente
que se seguiu. Professora no Agrupamento de Escolas, a convidada abordou a
temática “Escola e Família, Que Diálogo?”. Desde logo, Helena Romão que “o
sucesso económico e social do país, no futuro, depende do sucesso de cada
criança na escola, hoje”, pelo que “cada criança necessita de ser bem educada e
preparada com rigor e exigência.” Referindo-se a alguns estudos, a oradora
vincou “a existência de uma relação direta entre a Participação Parental e o
Sucesso Escolar e os óbvios benefícios do Envolvimento Parental nas Escolas”
concluindo que “quanto mais envolvidos estiverem os pais na educação das crianças
maior será o seu sucesso escolar.” Mas este é um processo de todos aludindo ao
provérbio africano que diz “ É preciso uma aldeia inteira para educar uma
criança.”
Helena Romão afirmou que assiste-se a uma mudança de
paradigma fortemente apoiado pela OCDE que reforça a existência de novas
crenças e representações sobre Famílias que seguem no caminho da evolução dos
modelos de participação com diferentes objetivos e formas de envolvimento
parental. A propósito referiu-se ao Empowerment dos Pais apresentando os quatro
M’s de um guia para a promoção do sucesso a partir da relação Pais/Escola
assentes na postura Modelar; Motivar a criança; Monitorizar o desempenho da
criança e Manter o contacto com a Escola.
Antes de terminar, abordou as inovações nas práticas das
Escolas salientando a compreensão pelos horários dos pais; a criação de centros
de recurso e espaços de decisão expressão e o clima relacional positivo.
Seguiu-se um espaço de debate aproveitado por alguns
presentes para a colocação de questões às convidadas.
Depois, foram apresentados os trabalhos realizados por
alunos da turma PIEF do Agrupamento de Escolas em modo filme/rap e enquanto os
próprios terminavam um grafiti em pleno palco que ostentaram no fim da
respetiva exibição.
Momento alto do encontro foi também a apresentação, em
powerpoint, das propostas apresentadas para o novo logotipo da Comissão, em que
participaram os alunos do 9.º A, B e C e do 11.º artes. O vencedor foi revelado
no final tendo o Presidente da Câmara Municipal, Rogério Abrantes, e a
representante da educação na CPCJ, Carla Neves, procedido à entrega de um vale
de compras no valor de 35 €uros para aquisição de material escolar à aluna
Patrícia Salvador da Silva.
Foram então chamados os professores e alunos que colaboraram
e participaram no Encontro, para receberam das mãos da Vereadora da Ação
Social, Ana Cristina Borges, um certificado de participação e uma entrada na
Piscina Municipal, tarefa em que foi auxiliada pela representante da educação
na CPCJ, Carla Neves.
Também os alunos e professores da turma PIEF e dos CEF de
Fotografia, Pastelaria/panificação e Restauração/Bar foram convidados a subir
ao palco para receberem as respetivas lembranças, entregues pelo presidente da
edilidade e pela presidente da CPCJ, tendo os dois últimos preparado um
lanchinho e garantido o serviço do mesmo no final do Encontro, no átrio do
Centro Cultural. Um momento de degustação em que foi apresentado um bolo com o
novo logótipo da CPCJ de Carregal do Sal.
Antes do encerramento oficial, a presidente da CPCJ, Ana
Binhara sublinhou, uma vez mais a entrega, o empenho e a colaboração das
diversas entidades envolvidas, incluindo a Câmara Municipal e enalteceu a
qualidade das intervenções das palestrantes.
A Vereadora Ana Cristina Borges agraciou então as oradoras
convidadas com algumas lembranças da Câmara Municipal e no encerramento do 5.º
Encontro da CPCJ felicitou a organização pela escolha da temática (pertinente e
atual) reforçando o envolvimento das diversas entidades, incluindo a Rede
Social. Ana Cristina Borges fez votos para que o Encontro tenha correspondido
às expetativas dos presentes e sido profícuo. Terminou com palavras de
incentivo à organização para que continue a desenvolver a sua ação com a mesma
entrega, dedicação e empenhamento que tem demonstrado, desde a primeira hora.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies