Cunha Torres e família abriram as portas das suas “Casas do Lupo”

Cunha Torres e a família abriram
as portas das suas “Casas do Lupo”, um projecto que nada tem a ver com a
Fundação Lapa do Lobo pois a exploração turística é feita de uma forma
integrada por uma única entidade, a “Casas do Lupo – Gestão Turística, Lda.”.
Muitas individualidades politicas
e não só, estiveram neste evento onde o charme simples e o bom acolhimento como
é apanágio das nossas gentes estiveram presentes. Borges da Silva, Alexandre
Borges, Sofia Relvas, Artur Jorge e António Borges representaram o município de
Nelas, quando ao do Carregal estiveram Rogério Abrantes, José Dias Batista, Ana
Cristina Borges e Carlos Gomes. As juntas de freguesia foram representadas por
Carlos Inácio e José Amaral a da Lapa do Lobo e Luís Pinheiro a de Canas de
Senhorim. Salomão Fonseca, Vasco Jorge, Acácio Pinto, Adriano Ramos e muitas
outras individualidades assistiram aos discursos onde a abrir Cunha Torres tal
como já tinha referido ao nosso jornal “              a
região da Beira Alta fornece mais um turismo de nicho do que de massas”,
lembrou que “não somos um hotel nem vamos entrar em competição, somos um
projecto turístico” até porque “a ideia é que as pessoas se sintam mais em casa
que num hotel”. Para finalizar reforçou a ideia que “a Fundação Lapa do Lobo e
as Casas do Lupo apenas têm em comum os promotores, são projectos distintos” e agradeceu
a presença de todos e ”uma palavra para a equipa do projecto de arquitectura
que estiveram na recuperação de 4 casas; João Guimarães, António Gomes (casas) e
Pedro Batalha (jardins envolventes)” bem como de toda a equipa que acompanha
neste projecto.
Rogério Abrantes, presidente do
Carregal: “Sabemos que a Fundação é uma situação aparte da Casas do Lupo mas
tudo temos que agradecer ao Dr. Cunha Torres e família”, “Eu não posso esquecer
o que a Fundação Lapa do Lobo tem feito pelo concelho do Carregal do Sal e aqui
publicamente agradeço”, tudo iremos fazer para que nestes quartos algumas
noites serão passadas por pessoas do nosso concelho.” Foram as frases mais
marcantes do seu discurso.
O deputado Acácio Pinto referiu
que “isto é um projecto revelantíssimo que representa a nossa genuína maneira
de viver” assim sendo “é de louvar a iniciativa e o gesto de altruísmo do Dr.
Cunha Torres” e que “estarei sempre disponível para levar bem longe este
projecto”.
Por sua vez e para terminar,
Borges da Silva da câmara de Nelas confidenciou que “eu constatei a paixão
colocada neste projecto”, “é sinalizar a importância deste projecto com a presença
do presidente da Câmara” até porque “este projecto contribui para a
sustentabilidade económica e o emprego” e “criar emprego que é a fertilidade da
economia local”. “Este é um projecto que pode ligar muito bem com o das Caldas
da Felgueira” e estamos empenhados em ligar os projectos das termas com
projectos como este.” Porque “estamos dispostos a valorizar o menos que temos
com o mais que os privados nos dão”. “A vossa excelência e a nossa bondade vão
andar de mãos dadas”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies