Lusovini nos banquetes da cimeira Luso-Moçambicana

         

      
       Os vinhos Pedra Cancela, do Dão, o espumante Aplauso, da Bairrada, e os vinhos do Porto da Andresen serão as bebidas com que o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho irá receber os seus convidados, amanhã e quinta-feira, na Cimeira entre Moçambique e Portugal que se realiza em Maputo. Uma oferta da Mozamvini, a empresa moçambicana da distribuidora de vinhos portugueses Lusovini.




A Cimeira entre Portugal e Moçambique, que se iniciará hoje à noite em Maputo, irá ter espumante da Bairrada, vinhos branco e tinto do Dão e Vinho do Porto a alegrar alguns dos seus momentos mais importantes. A distribuidora de vinhos portugueses Lusovini, através da sua empresa moçambicana Mozamvini, irá oferecê-los para dois dos mais importantes eventos em que estará presente o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.
Nesta cimeira que se realizará sob o signo das parcerias de investimento entre os dois países, um dos momentos chave será o encontro a sós entre o Presidente Moçambique, Armando Guebuza, e o primeiro-ministro português, que se deverá realizar amanhã, quarta-feira. Na quinta-feira, dia 27, Pedro Passos Coelho oferecerá um jantar em honra de Armando Guebuza, no qual os vinhos serão os seguintes: espumante Aplauso (Bairrada); vinho branco Pedra Cancela, Malvazia/Encruzado (Dão); vinho tinto Pedra Cancela, Touriga Nacional (Dão); e, à sobremesa, Porto Andresen LBV.
Já amanhã, dia 26, os vinhos branco e tinto Pedra Cancela serão as bebidas com que o primeiro-ministro português dará uma receção em honra da Comunidade Portuguesa residente em Moçambique. Será um bom início para uma cimeira que tem na assinatura de 16 adendas e memorandos, destinados a fazer crescer as relações económicas entre os dois países, o seu principal objetivo.
A Lusovini internacionalizou-se há quatro anos para Angola e há dois para Moçambique e Brasil – tendo também boa parte dos seus mercados no Norte da Europa, Estados Unidos e Ásia. Representa mais de 70 marcas de vinho em todo o mundo, das quais quase cinquenta são feitas em parceria com alguns dos mais reputados enólogos e produtores nacionais. Estas parcerias constituem, aliás, o ADN da empresa: juntar o “know-how” do seu aparelho comercial ao “know-how” de quem faz os vinhos, pondo-os a conceber e a afinar marcas em conjunto.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies