Câmara de Nelas isenta AQUINOS de IMT e IMI durante 5 anos e concede um subsídio mínimo de 250 euros por cada trabalhador contratado

     

        Carlos, António e Jorge Aquino, celebraram ontem com a Câmara Municipal de Nelas o protocolo que enquadra as suas obrigações e os benefícios que a autarquia liderada por Borges da Silva lhes concedeu para a instalação daquele que se prevê seja um dos maiores investimentos no concelho nos últimos anos e o que mais postos de trabalho poderá vir a criar. O investimento poderá ir até 6 milhões de euros e a previsão é que sejam criados nos próximos 3 anos, 450 postos de trabalho diretos e 150 indiretos, de que resultará uma massa salarial de cerca de 7 milhões de euros/ano, quando for atingido o pico no número de contratações. 
De entre todas as condições estabelecidas no protocolo, de que iremos dando conta nesta edição digital, destacamos a isenção do IMT e IMI ao fabricante de sofás e colchões, durante 5 anos (embora tendo em conta o plano de reestruturação financeira a que a autarquia está obrigada, ou seja, tendo que obter todas as autorizações necessárias), assim como a concessão de um único subsídio, no valor mínimo de 250 euros, por cada trabalhador que a empresa venha a contratar, pelo período mínimo de 3 anos, sendo que terá que existir a criação líquida de 200 postos de trabalho nesses mesmos 3 anos para ser concedido o referido susídio, podendo a autarquia ir fazendo alguns adiantamentos de acordo com o ritmo de contratação dos trabalhadores. 
        Estes incentivos serão objeto de regulamento especifico que a autarquia irá aprovar e fazer entrar em vigor até ao final de 2014.

11 comentários a "Câmara de Nelas isenta AQUINOS de IMT e IMI durante 5 anos e concede um subsídio mínimo de 250 euros por cada trabalhador contratado"

  1. Afinal quem contactou os AQUINOS foi a Camara Municipal de Nelas ou a AICEP.
    Por ser o secretario de Estado a homologar o protocolo seria o Governo?
    Por isso, não entendemos o embandeirar em arco de Borges da Silva
    E o 250,00 euros por cada posto de trabalho criado é só para as pessoas de nelas ou da região?

  2. O valor do subsídio de 250 euros está mencionado no protocolo que será "por cada posto de trabalho a criar", podendo, no meu entendimento, esta especificação ser feita no regulamento, pois é referido "no âmbito do regulamento de apoio a iniciativas empresariais de elevado interesse municipal a aprovar e entrar em vigor até final de 2014".

  3. Subsídio MÍNIMO como consta no protocolo.

  4. Isto sim, é dinheiro bem empregue para o qual me orgulho de contribuir com os meus impostos!
    Não para associações de interesse duvidoso, muros, portões, meios fios e porcos no espeto, PORRA PÁ, ARRE QUE JÁ CHEGAVA DISTO!

    • CONCORDO. TEM TODA A RAZÃO.

      O Concelho tem que andar para a frente movido por boas politicas e não por politicas politiqueiras
      à lá cedro.

      Não há lugar para velhos do Restelo saudosistas dos lugarzinhos

    • Cresce Pacheco e muda o disco. Pores um comentário e comentares o teu próprio comentário já não se usa. Os cedros são os cedros, e a Aquinos é a Aquinos. Aprende a viver com a crítica honesta. Nos cedros não concordei, e continuo a não concordar, e julgo que o futuro virá realmente a mostrar o real motivo pelo qual foram abatidos (é só ler com atenção a opinião do Adelino e perceber-se no fim do seu comentário de que falou demais. ora leiam outra vez…). Nesta questão da Aquinos, o meu aplauso. Simples. Percebe o que é a cidadania? Saber viver com as regras básicas da democracia? Cumprimentos democráticos. NELAS XXI.

  5. Só não percebo é onde vão buscar os 700 milhões de massa salarial… 700 milhões500 trabalhadores = 1.4 milhões/ano. Era bom era… de qualquer maneira excelente noticia para o concelho, acho que merecem todos os apoios.

  6. Vai dormir menino, vai…. que o papa levanta-se cedo para ir para a feira de febres vender o ouro!

  7. Não vai nada para a feira de febres em Cantanhede, vai dar o biberon ao menino.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies