Ministério Público deduziu acusação a dois arguidos pela autoria do grande incêndio na Serra do Caramulo

O fogo que desvastou uma grande área florestal em Agosto de 2013, provocou 4 vitimas mortais, entra as quais os jovens Bombeiros de Carretal, Cátia e Bernardo
O Ministério Público acusou dois arguidos dos crimes de homicídio qualificado, incêndio florestal e ofensa à integridade física, imputando-lhes a autoria dos incêndios que, em agosto de 2013, provocaram quatro mortos, vários feridos e elevador prejuízos na serra do Caramulo.
Numa nota da Procuradoria-Geral da República (PGR) pode ler-se que o Ministério Público da comarca de Vouzela “deduziu acusação contra dois arguidos pela autoria dos incêndios de agosto de 2013, na serra do Caramulo, que provocaram quatro vítimas mortais, grande número de feridos e elevados prejuízos materiais”.
“Os arguidos foram acusados dos crimes de incêndio florestal, homicídio qualificado e ofensa à integridade física qualificada”, consta na mesma nota.
Segundo a PGR, “os arguidos estão em prisão preventiva, tendo o Ministério Público requerido que continuem, até julgamento, sujeitos a esta medida de coação”.
A PGR acrescenta que, a pedido do Ministério Público, o julgamento será realizado por um tribunal de júri.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies