CDS/PP Nelas – NOTA DE IMPRENSA


O
atual presidente da Câmara Municipal de Nelas, Borges da Silva, não demorou
mais de dois meses do seu mandato e no exercício de funções para aplicar a
velha máxima. “Bem prega o frei Tomas…”
Há sua boa maneira folclórica,
com notas de imprensa, com insultos, denunciou que algumas faturas, do anterior
executivo, e segundo o seu entendimento, as despesas nelas constantes eram
ilegais e irregulares, 
Pois bem, a meu pedido, acabou de me informar, que entregou os
serviços jurídicos/advocacia a um advogado fora da Comarca de Nelas, sem
qualquer procedimento concursal, conforme determina o estipulado no CCP.

Afirmando
que entregou os processos judiciais e certamente outros serviços jurídicos,
aquele ilustre avogado, pela confiança que nele deposita.
Será que a confiança está
prevista no Código de Contratos Públicos, como questão preferencial? Ou que
essa mesma confiança substitui o concurso prévio? Ou será condição para não
escolher advogados da Comarca de Nelas. Ainda última pergunta, na Comarca de
Nelas, não existem colegas do Presidente da Câmara com excelentes dados de bons
profissionais? Certamente, na sua profissão de advogado, já litigou com eles
sabe muito bem que sim!
Por mera coincidência, este senhor advogado, foi o mesmo
causídico que patrocinou o então “Jornal Correio de Nelas” num
processo-crime, contra o Dr. Zé Correia, ex-presidente da Câmara Socialista, o
saudoso Padre Costa e eu próprio. Também, só por mera coincidência, foi o
representante do Partido Socialista na Assembleia de Apuramento Geral das
eleições Autárquicas de 29 de setembro de 2013.
Também
só por mera coincidência, foi o advogado indicado por Borges da Silva, enquanto
vice-presidente da Câmara do PSD no mandato autárquico 2005/2009, para coordenar
os serviços jurídicos do Município de Nelas.
Será
oportuno que o atual presidente da câmara municipal de Nelas, informe as
populações do nosso concelho, quanto foi liquidado pela autarquia, no mandato
2005/2009, àquele senhor advogado e quanto tempo prestou serviço, nesse mesmo
mandato?
Nada
me move pessoalmente contra o senhor advogado, muito menos contra o seu
profissionalismo, mas entendo que as leis  são transversais a todos os
cidadãos/fornecedores.

diz o Povo com a sua velha sabedoria popular: “Não devemos cuspir para
o ar.”
 Nelas,
16 de janeiro de 2014
O Presidente da Comissão Politica Concelhia do CDS/PP

13 comentários a "CDS/PP Nelas – NOTA DE IMPRENSA"

  1. Pergunto: caso não se venha a detectar nenhuma anomalia no inquérito mandado efectuar pelo Sr. Presidente, não deverá ser ele a arcar com os custos? Ou vamos andar a brincar aos advogados e a Câmara a pagar?

  2. Uma simples pergunta: QUEM É O SENHOR ADVOGADO que se fala?

  3. Exatamente aquele que era advogado do "Correia de Nelas" quando queriam prender ao autarcas do Partido Socialista de Nelas e em 1995 e aquém foi pago 40.000,00€ em pouco mais de um ano pela Câmara municipal de Nelas, por indicação de Borges da Silva

  4. E depois ainda acusa o anterior escritório de Advogados de levar 150€ á hora….. e depois são os outros que tinham lá a mama para os boys! ao menos os boys trabalhavam com avenças inferiores ao ordenado mínimo nacional e que dispensou alegando reequilíbrio financeiro…Vamos ver qual a factura a pagar a este novo casuístico!

  5. ainda não se conformou que perdeu as eleições, o povo sábio (como ele e a sua presidente diziam) sabe o que quer e não o quiz senhor Marques, limite-se a exercer o seu fraco poder em sede de reunião de câmara, respeitando o regimento e não fazendo aquelas fitasd e derespeito a que nos habituou no anterior mandato.

  6. Eu explico qual o procedimento do anterior executivo na contrataçao do anterior advogado:
    -Escritorio local com disponibilidade para empregar o cunhado do Osvaldo

  7. Borges da Silva só quer ver os ciscos nos olhos dos outros

  8. Tudo bons rapazes simplesmente sujo as moscas são outras

  9. Obrigado ao CDS-PP, e em particular ao Dr. Manuel Marques. Continue a fazer a oposição que tem feito contra estes "democratas abelhudos", criados e feitos para a política cor-de-rosa. Espero que esse Borges da Silva e seu séquito, sem qualquer ideia, sem qualquer ideal e sem qualquer ideologia, que utilizam a ofensa para atingirem os seus fins de presunção, em suma o maquievelismo provinciano e saloio. E começem a aprender os defensores destas "magnânimas mentes" que o processo político (rua quer no seu espaço físico, quer no seu cyberespaço) também pertence a quem tem ideias e é desse pluralismo de ideias e é o processo político que influencia a arena política (instituições), que se faz o tempero democrático, a Democracia. Parece que o Borges da Silva interpretou mal ou a sua leitura de O Princípe de Maquiavel foi incompleta, esta doutrina diz-nos que o Princípe tem de ser frio, a autoridade suprema estar muito longe da sociedade, mas saber filtrar os seus anseios e não procurar aliados para destruir antigos aliados e não cuscovelhar sobre a vida de fulano tal. Borges da Silva, em breve, receberás a visita da autoridade policial em tua casa, vais provar o fel que destes a outros. Também cá estarei para descontruir o discurso do novo regime.

    • É por discursos destes que Portugal não anda para a frente. Acima dos interesses colectivos estão sempre as "guerrinhas" pessoais. A defesa dos superiores interesses colectivos deveriam sobrepor-se a tudo isto, mas infelizmente temos o contrário

      A nós povo que só vemos isto de longe, basta-nos a arma do voto. O VOTO é dado a quem o povo quer e não a quem o quer de qualquer maneira

      Degladiem-se uns aos outros que nós cá estaremos

      Uma coisa parece certa. Aquilo por lá deve ter mel..

  10. Xico ninguem, toma lá os comprimidos.

  11. Uma perguntinha aos putativos cibernautas defensores do novo regime que aqui pululam, e obviamente aos teorizadores do dito regime: Os senhores por acaso conseguem conviver com a diferença de opinião, ou à boa maneira maoísta querem destruir quem pensa diferente e tem outra opinião. Almejam alcançar um regime totalitário de pensamento único? Triste desiderato. Respeitem a diferença de opinião, desde que cobnstrutiva, mesmo que não vos agrade e combatam os "politiqueiros" do ex-regime em sede própria e onde julguem apropriado, mas não confundam Juno com a nuvem. Fica a recomendação.

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies