Centro Cultural encheu para ouvir o desempenho dos alunos do CMADD em Concerto de Ano Novo

O auditório do Centro Cultural de Carregal do Sal
apresentou-se lotado para apreciar o desempenho dos cerca de 100 alunos do
Conservatório de Musica e Artes do Dão.
Foi no Concerto de Ano Novo que anualmente é realizado
por aquela entidade em jeito de boas-vindas ao ano civil que iniciou e em que
se apresentam novos alunos.
Carregal do Sal foi o local escolhido para a
realização do evento em que se apresentou, em estreia, um aluno residente do
Concelho – Diogo.
Conduzidos pelos maestros Mário Cruz e Pedro Pacheco,
os jovens brindaram o público – constituído maioritariamente por familiares e
amigos – com um concerto soberbo garantido pela Orquestra de Cordas e pela Orquestra
de Sopro e apresentado pelo Maestro Mário Cruz.
A abertura e a transição entre os concertos das duas
principais orquestras em palco foi garantida por dois quintetos – o primeiro de
percussão e o segundo de sopro.
Antes da última interpretação musical dos alunos do
CMADD, houve ainda tempo para as intervenções de circunstância. Primeiro a usar
a palavra, Paulo Gomes, diretor do CMADD, sublinhou a qualidade dos músicos em
palco e dos respetivos professores referindo-se ao projeto em causa como uma mais-valia
para a região e para os jovens. Um trabalho só possível pelo envolvimento de
outras entidades entre as quais destacou o Agrupamento de Escolas de Carregal
do Sal e a Câmara Municipal de Carregal do Sal.
           
Depois foi o edil carregalense, Rogério Mota Abrantes, que agradeceu e
parabenizou todas as pessoas envolvidas, muito particularmente os alunos, pelo
magnífico Concerto de Ano Novo. Um dos muitos eventos realizados pelo CMADD
que, sublinhou, importa reconhecer e, por isso, o Centro Cultural de Carregal
do Sal estará sempre de portas abertas para acolher realizações protagonizadas
pelo Conservatório deixando um “até breve” ao CMADD. Usando as palavras do
Maestro que apresentou o Concerto desejou a todos um Bom Ano fazendo votos para
que “o melhor de 2013 seja o pior de 2014”.