“A vida sem poesia não vale a pena”

Num estilo “ousado” de fazer
poesia, como Ana Madureira o classificou, tive o grande prazer de assistir
ontem ao evento de apresentação da segunda obra literária de Acácio Pinto. O
sobejamente conhecido deputado do PS, eleito pelo círculo de Viseu, desde
sempre ligado à área educativa e colaborador ocasional do nosso jornal,
apresentou na Fundação Lapa do Lobo, com o auditório Maria José Cunha
praticamente cheio, as suas ESSÊNCIAS, com prefácio de Francisco Assis.

O evento foi profundo e intimista, com a
“desleitura” da obra poética, por parte de Ana Madureira, a encantar
os presentes, interpretando o alcance das várias inspirações do poeta, que
neste livro viaja pelos 4 elementos fundamentais da nossa existência : ar,
terra, fogo e água, demonstrando de forma eloquente que “a vida sem poesia
não vale a pena”, como foi sublinhado por Ana Madureira. Momentos altos do
evento foram as declamações do autor e também do presidente da Fundação Lapa do
Lobo, Carlos Cunha Torres, que foi ainda presenteado com uma composição
dedicada à Fundação que dirige, por parte da Banda Filarmónica de Cabanas de
Viriato. Este tributo abriu com grande musicalidade a cerimónia. O livro
editado pelas Edições Esgotadas, já irá para a sua segunda edição, pois a
primeira está esgotada e tem um preço de capa de 9 euros.

Na edição imprensa do CENTRO NOTICIAS
nelas/carregal a reportagem completa de um evento que contou com a presença de
diversos autarcas, nomeadamente dos presidentes da Câmara de Nelas, Borges da
Silva e Carregal, Rogério Abrantes.

José Miguel Silva