Repartições de finanças de Nelas e Carregal vão mesmo encerrar

– Executivos camarários de Carregal do Sal e Nelas
aprovam moção conjunta de oposição ao anunciado encerramento
A Câmara Municipal de Carregal do Sal aprovou uma moção
de oposição ao encerramento da Repartição/Serviço de Finanças de Carregal do
Sal. A decisão foi tomada por unanimidade na reunião ordinária do executivo. Os
fundamentos assentam no facto de tal situação traduzir um “revés e uma
discriminação inapropriada na qualificação dos territórios, nomeadamente numa
época de dificuldades, onde os serviços de proximidade são cada vez mais
chamados a intervir.”. Para além disso, o Concelho não dispõe de uma rede de
transportes capaz de responder às necessidades básicas que colmatem a
deslocação dos munícipes afetados. Acrescem, ainda, os custos económicos e
sociais considerados incomportáveis para as respetivas comunidades.
Na sequência desta tomada de posição, o autarca
carregalense convidou os autarcas dos concelhos de Castro Daire, Vila Nova de
Paiva, Sátão, Penalva do Castelo, Nelas, Santa Comba Dão e Mortágua, para uma
reunião que teve lugar no dia 17 de dezembro que visou uma tomada de posição
concertada. Apesar de nem todos estarem persentes, a moção foi previamente
remetida aos respetivos presidentes de Câmara para análise, apreciação e
deliberação.
Da citada reunião resultou a aprovação de uma moção
conjunta, aprovada pelas respetivas Câmaras e Assembleias Municipais.
Sob a designação “OPOSIÇÃO AO ENCERRAMENTO DOS SERVIÇOS
DE FINANÇAS: EM NOME DA COESÃO TERRITORIAL E DO BEM-ESTAR DOS MUNICÍPES”, a
moção reveste o teor de protesto pelo facto de os concelhos do interior,
nomeadamente os da Região onde se inserem, não poderem continuar a carregar “o
fardo pesado da interioridade, situação que poderá ser agravada com o
encerramento de serviços de capital importância para o bem-estar das
populações, para a coesão territorial e para o tecido económico e social, com
reflexos graves na qualidade de vida das respetivas populações.”
Neste contexto, as Câmaras Municipais de Carregal do
Sal, Castro Daire, Vila Nova de Paiva,
Sátão, Penalva do Castelo, Nelas, Santa Comba Dão e Mortágua
deliberaram, unanimemente:
         
“a) Manifestar, em nome das
populações que representam, junto do Governo, da Assembleia da República, do
Presidente da República, dos Grupos Parlamentares com assento na Assembleia da
República, as suas naturais e legítimas preocupações relativamente ao anunciado
encerramento dos Serviços de Finanças;
b) Manifestar, em consonância com
a prossecução de políticas de proximidade e de coesão municipal e
supramunicipal, a sua oposição ao encerramento destes Serviços por se
manifestar muito lesivo dos interesses legítimos das populações;
c) Corroborar e apoiar,
incondicionalmente, as diligências de autarcas de outros municípios no que
concerne a idênticas tomadas de posição.”