Borges da Silva enumera diversas situações de “abandono” por parte do anterior executivo

O presidente da Câmara de Nelas elencou na
reunião da passada Quarta Feira, algumas situações que encontrou na autarquia,
classificando-as de “abandono”e falta de cuidado na sua manutenção, o
que considerou “vergonhoso”. Entre elas a Quinta da Cerca, o edificio
da EDP (pertencente à autarquia) e o estado dos estaleiros municipais, com
silvas em redor da vedação : “mais parecia um ecoponto”, denunciou
Borges da Silva. “Chegar à Câmara e ter que pedir tinta para pintar o meu
gabinete é bem elucidativo do que encontrei”, revelou a título de exemplo,
para rematar que o executivo liderado por Isaura Pedro, deixou a Câmara a
“pedir” e num estado “vergonhoso em termos financeiros,
funcionais e um clima de terror”, isto em larga medida devido a “um
autarca iluminado que chegou aqui e pensou que a Câmara era dele”,
praticando a “gestão da loucura” e por isso deveriam “pedir
desculpa” aos munícipes, pois assumiram “compromissos como se fossem
ficar 20 anos no poder”.