Fernando Pinto apresenta-se aos eleitores de Carvalhal Redondo e afirma que “o atual executivo nem sequer iniciou uma única obra do que prometeu”

Teve lugar no
passado dia 14, a inauguração da sede de candidatura do PS situada na Rua
Direita, no coração de Carvalhal Redondo. Adelino Amaral foi o primeiro orador
da noite  e enalteceu “o apoio
massivo dos Carvalhenses, que contaram e contarão sempre com a atenção do PS,
em particular face ao abandono a que foram sujeitos em termos de apoios e obras
nos últimos 8 anos mas especialmente nos últimos 4”.
Borges da Silva,
distribui aos presentes uma cópia das promessas eleitorais da Presidente da
Câmara e da Coligação PSD/CDS e considerou “vergonhoso que nada do que foi
prometido se tivesse realizado apesar de todo o dinheiro do município dos
próximos 20 anos ter sido comprometido”. “Ampliação e
infraestruturação industrial, IC12 e IC37, restruturação da Feira do Vinho do
Dão, Museu do Vinho do Dão, Centros Educativos de Canas e Senhorim,
Requalificação das Caldas da Felgueira, Pólo de Atracção Turística nas margens
do Rio Dão, requalificação do Cine Teatro de Nelas, Casa da Cultura de Canas,
Conselho municipal de Juventude, ampliação do pavilhão gimnodesportivo,
construção de um campo nº3, 22 fogos de habitação social, centro de dia de
Agueira, Carvalhal e Senhorim, construção da rede de agua e saneamento,
incluindo ETARs, ampliação e requalificação da rede viária municipal, entre
outras, foram as promessas que serviram para enganar os eleitores á 4 anos e
que não foram concretizadas ou sequer, na sua quase totalidade,
iniciadas”, elencou o candidato Socialista.
Borges da Silva
pediu o apoio e confiança maciça no partido socialista porque “só dessa
forma teria a força desse argumento para exigir a um próximo governo do PS o
apoio para as obras e anseios de Carvalhal Redondo e Aguieira, como seja a
concretização dos Centros de Dia, e a restauração da Freguesia da Aguieira, no
âmbito da revisão da reforma administrativa das freguesias que o PS se propõe
levar a efeito chegando ao governo”. Acrescentou ainda que um voto na
actual Presidente “é permitir o exercício do poder autárquico pelo seu
vice presidente que é quem verdadeiramente manda na Câmara sem qualquer
legitimidade e é passar um cheque em branco a quem nada fez em Carvalhal nos
últimos 4 anos, incluindo o Centro de Dia que nem sequer consta do plano de
obras junto ao orçamento municipal, e que nem sequer tem que prestar contas nas
próximas eleições de 2017 porque não se pode recandidatar”.
Fernando Pinto,
visivelmente satisfeito,distribuiu também o rol das promessas eleitorais feita
há 4 anos pelo actual presidente da junta de Carvalhal “em que nem uma foi
concretizada ou sequer iniciada : centro de dia e lar de idosos, rede de
saneamento e água das freguesias, telhado no edifício social, rotunda na
Avenida Vasco da Gama, variante da Vasco da Gama com a estrada de Algerás,
variante norte à estrada Moreira Santar, alcatroamento de várias ruas, arranjo
de caminhos fazendeiros, construção de estaleiro e sanitários no cemitério,
criação de uma biblioteca e de um espaço internet, compra de terreno para
parque de merendas, entre muitas outras promessas que não foram
cumpridas”. A única iniciativa visível da Junta foi “a aquisição de
um automóvel quando para o mesmo efeito poderia ter-se adquirido uma carrinha
para o serviço de transporte de trabalhadores e também do presidente”.
Agradeceu o convite que lhe foi feito por Borges da Silva e que todos poderiam
esperar dele aquilo que ele sempre foi “um trabalhador dedicado às
populações, com mais energia, à semelhança daquilo que sempre fez nas
associações e instituições em que interveio”.
O evento acabou
em clima de confraternização com dezenas de 
pessoas a passarem pela sede de candidatura e pela rua fronteira.

3 comentários a "Fernando Pinto apresenta-se aos eleitores de Carvalhal Redondo e afirma que “o atual executivo nem sequer iniciou uma única obra do que prometeu”"

  1. EH, EH, PIADISTAS "DEZENAS DE PESSOAS A PASSAREM??? PELA SEDE…". VÊ-SE BEM… NA FOTOGRAFIA… AS DEZENAS. SÓ SE FORAM MESMO PASSANDO POR LÁ. BRINCALHÕES.
    MAS O HUMOR CONTINUA "Borges da Silva, distribui aos presentes uma cópia das promessas eleitorais da Presidente da Câmara e da Coligação PSD/CDS e considerou "vergonhoso que nada do que foi prometido se tivesse realizado apesar de todo o dinheiro do município dos próximos 20 anos ter sido comprometido". OPA, MAS NÃO É ESTE O HOMEM QUE TAMBÉM FEZ MUITAS DESTAS PROMESSAS QUE ELE FALA EM 2005?
    A AMNÉSIA É LIXADA..

  2. Alexandre, como é possível estar ao lado do Adelino?

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies