Câmara aprova empréstimo a contrair pela Associação de Municípios do Planalto Beirão

– Novo financiamento destina-se a liquidar as dívidas de curto prazo

Foi um assunto que mereceu uma análise detalhada na reunião de Câmara do passado dia 27 de Junho. A Associação de Municípios do Planalto Beirão, que gere a recolha e tratamento do lixo de vários concelhos da região, entre os quais Nelas, está a construir uma nova central de separação do lixo, situação exigida legalmente. Com esta nova central, todo o lixo orgânico que possa ser aproveitado, por exemplo para espaços verdes, será entregue às Câmaras na proporção do lixo que entregam. Esta central servirá de justificação para o empréstimo de 6,7 milhões de euros, que a Associação ira contrair, cujo destino será a liquidação das suas dívidas de curto prazo. De acordo com a informação prestada aos municípios, as receitas que esta nova central irá gerar, permitirão que o empréstimo venha a ser pago. Para que esta operação financeira seja aprovada, os seus associados, ou seja, as autarquias, tinham que o aprovar em reunião de Câmara. Foi isto que aconteceu em Nelas, tendo o executivo informado que a aprovação do financiamento não irá causar qualquer responsabilidade à autarquia, não entrando sequer para o cálculo do limite do endividamento, assim como não se irá repercutir em quaisquer aumentos de taxas ou tarifas para o município. Adelino Amaral, vereador do PS, colocou algumas reticências a esta proposta, falando de uma “situação patrimonial muito complicada da Associação”, que tem actualmente “um passivo de 86 milhões de euros”. A proposta acabou por ser aprovada pelo executivo.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies