“Adelino Amaral comportou-se, nestes últimos 4 anos, como um verdadeiro Presidente da Câmara”

– José Junqueiro, presidente da Federação Distrital do PS, marcou presença o lançamento da candidatura de Adelino Amaral, lançando duras críticas à coligação PSD/CDS-PP
– Auditório do multiusos foi pequeno para acolher as largas centenas de apoiantes da candidatura “um concelho sem medo”
Uma sala completamente cheia, um programa áudio visual a revelar um cuidado profissional, e um conjunto de oradores de nomeada, foram os dados mais marcantes da apresentação da candidatura de Adelino Amaral, como candidato do PS às próximas autárquicas, que aconteceu no passado dia 10. Entre os apoiantes de Amaral, contavam-se algumas personalidade de relevo da sociedade Nelense, oriundas de outros quadrantes políticos, como Maria José Larcher, Jorge Alves e Alberto Ferreira Sampaio. O evento iniciou-se com a apresentação de um vídeo, onde o candidato do partido faz um périplo pelo concelho, com o registo de diversos depoimentos de apoiantes do PS, um pouco por todo o concelho, abrangendo alguns dos candidatos às diversas listas. Um traço comum aos eloquentes elogios feitos ao candidato, foi o ênfase para a competência, e principalmente a honestidade, como características que podem fazer com que Adelino Amaral constitua “uma nova esperança para o concelho”, como sublinhou o seu mandatário, o ex vereador Jorge Branquinho, que aproveitou ainda para aludir ao lema desta campanha socialista “um concelho sem medo”, afirmando que “devido ao carácter e princípios de Adelino Amaral, movendo-se pelo bem comum, não haverá lugar para o medo e todas as pessoas serão tratadas de forma equitativa”, tudo isto assente numa acção “discreta e não arrogante”, baseada na “integridade e gestão rigorosa dos dinheiros públicos”. O mandatário de Adelino Amaral lançou ainda um repto a todos os presentes, no sentido de se “mobilizarem em torno desta candidatura, criando um forte movimento de apoio”.
João Cruz afirma que a candidatura da ATS par o lar e centro de dia de Senhorim “está a correr bem”

Uma das novidades desta sessão, foi trazida pelo director do centro regional da segurança social de Viseu, o também dirigente socialista, João Cruz, que ao enfatizar a “sensibilidade social de Adelino Amaral”, adiantou que “o projecto do lar e centro de dia de Senhorim, cujo principal mentor é Adelino Amaral, ao que sei está a correr bem”, numa alusão à candidatura ao QREN. Armando Carvalho, candidato a presidente da Assembleia Municipal, centrou o seu discurso, no tema da perseguição, exortando que “se denuncie publicamente o clima de perseguição que se vive no concelho, onde se escolhem a dedo os que se vão ajudar”. Já o líder da federação distrital, José Junqueiro, fez a intervenção mais crítica da noite, em relação ao actual executivo, enaltecendo as virtudes e sublinhando as virtudes de Adelino Amaral, nomeadamente ao afirmar que este “não vem pedir um cheque em branco ao concelho, porque durante os últimos 4 anos comportou-se como um verdadeiro presidente da Câmara, ao ter contribuído decisivamente para algumas conquistas para Nelas, como sejam, o plano de saúde para os ex trabalhadores da ENU, os caminhos rurais, a questão do IC12, em que fez questão de ir falar com o secretário de estado, entre outras pequenas vitórias”. Junqueiro acusou ao mesmo tempo a coligação PSD/CDS-PP de em 4 anos “não ter feito no concelho uma única obra de vulto”. Por último, o candidato Adelino Amaral, projectou em traços gerais, algumas das principais áreas do projecto do PS para o concelho, aproveitando para destacar aquela que é no seu entender, uma situação financeira “ruinosa” a que se vive actualmente no município, onde o passivo “ascende a cerca de 10 milhões de euros”. Na entrevista que nos concedeu, nesta edição, o candidato do PS, desenvolve as principais áreas do seu programa.
Festa convívio na Quinta da Picota reuniu cerca de 500 pessoas
Muita música e animação trazida pelo rancho de Vale de Madeiros, e a presença de meio milhar de pessoas, foram as notas dominantes de mais um convívio organizado pela Comissão Política Concelhia do PS, na Quinta da Picota, em Vale de Madeiros, onde não faltou também a tradicional sardinhada e o porco no espeto. Este encontro contou com a participação de Acácio Pinto, actual governador civil, que trouxe um mensagem mobilizadora da federação distrital do partido. Adelino Amaral, líder concelhio do partido e candidato a presidente da Câmara, adiantou algumas das apostas que irão constar no seu programa eleitoral, nomeadamente “o desenvolvimento do turismo e dos recursos hídricos, abrangendo o termalismo”. O candidato socialista congratulou-se pela juventude que aderiu às suas listas, onde “cerca de 60% dos candidatos têm uma idade inferior à minha”, e agendou para Agosto a apresentação do programa eleitoral e das equipas candidatas nas freguesias, definindo como objectivo central uma “vitória nas autárquicas, porque somos a aposta na mudança”. Amaral deu conta que, mesmo que o partido venha a ser derrotado, “vamos assumir os lugares para os quais fomos eleitos – não vamos virar as costas”, considerando “anti-democrático” aqueles que só assumem os lugares se ganharem. O líder do PS acusou ainda a coligação PSD/CDS-PP de “na altura em que deviam estar a fazer o balanço da obra feita, continuam a fazer promessas, em vez de apresentar obras”, enumerando os casos do “saneamento básico, da rede viária, dos centros educativos e das zonas industriais”. Adelino Amaral, considerou mesmo uma “falácia”o estudo apresentado recentemente pela autarquia, que tem por objectivo resolver os problemas do saneamento no concelho.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies