Movimento anuncia recandidatura à Junta de Canas

– Movimento admite que “personalidade concelhia” de Canas é neste momento uma “tarefa difícil”
– Comunicado à população do passado dia 8, reafirma aproximação com o actual executivo camarário, advertindo, no entanto, que os “orçamentos municipais são ainda reveladores de níveis de marginalidade e exclusão significativos para com Canas”.

Dissiparam-se todas as dúvidas que persistiam sobre a recandidatura do M.R.C.C.S. à Junta de Canas de Senhorim. Embora com alterações na sua constituição, que “a seu tempo serão divulgadas”, o Movimento vai apresentar-se a votos na próxima eleição autárquica, tendo a decisão sido comunicada à população no passado dia 8, numa mensagem que abordou ainda outros temas da actualidade, como a continuação da luta Canense. Esta candidatura junta-se assim à independente Ana Mafalda Lopes, que já garantiu
Um assunto “ingrato e espinhoso” é como o M.R.C.C.S. classifica a situação da reivindicação da elevação de Canas a concelho. O actual líder do movimento, Luís Pinheiro, faz notar que “parece pouco razoável, e para alguns incompreensível ou inadmissível, o esforço que tem sido feito em algumas convergências políticas com a Câmara de Nelas, traçando-se um caminho de confiança mútua e trabalhando-se na reconstrução e requalificação da nossa terra”, numa clara alusão à aproximação com o executivo PSD/CDS-PP e as críticas que este relacionamento tem gerado nalguns quadrantes Canenses, a começar pelos seus pares na Junta de Freguesia. O Movimento sublinha que “ainda há muito a fazer”, mas aproveita esta oportunidade para elencar grande parte do volume de obras, que “tocam todos os pontos da freguesia”, embora lembre que alguns “não respeitam as opções constantes no caderno de encargos acordado com a freguesia”. O Movimento acusa ainda alguns de quererem “o regresso à luta radical, a que nos opomos”, fazendo apenas a “política da terra queimada”. De entre as obras e intervenções principais levadas a cabo na freguesia, o M.R.C.C.S. destaca a fase final do processo de disponibilização de terrenos no parque industrial da Ribeirinha, o apoio a todas as Associações locais, a continuidade da Rua Fonte da Cruz, a requalificação do Largo e Capela de Santa Bárbara, a nova sede do Rossio, passeio em frente ao posto médico, arranjo exterior e iluminação da igreja, construção na nova ETAR da Urgeiriça, protocolos com os Bombeiros (ampliação do quartel) e Centro Paroquial (ampliação do lar e centro de dia) e construção de diversos passeios, um pouco por toda a freguesia. Ainda assim, o Movimento lembra algumas obras “estruturantes”, que ainda estão por concretizar, como sejam a Casa da Cultura e o novo Parque Escolar da freguesia, admitindo que mesmo com o que já foi feito, “está ainda longe de ser minimizado o fosse que separa Canas da sede do concelho, com os orçamento municipais a revelarem ainda níveis de marginalidade e exclusão significativos”. O comunicado enaltece ainda a atitude do seu líder, Luís Pinheiro, por “não ter participado em qualquer lista para a Câmara Municipal, numa clara demonstração de que não se vendeu, ao contrário do que se passou com outros no passado”.

1 comentário a "Movimento anuncia recandidatura à Junta de Canas"

  1. Parabéns @efeneto porque divulga, já o jornalista autor esmera-se por ensinar a ler o comunicado do LP, por tentar ensinar a ler intervém e nesse sentido podia fazia um trabalho de jornalista, que era confirmar, esclarecer e investigar, o chorrilho de mentiras e imprecisões constantes no comunicado supostamente em nome do MRCCS.

    Senhor jornalista, não se interroga como é contra natura um Movimento de Restauração do Concelho de Canas, estar com a Cãmara da qual se quer separar?
    como pode tomar este comunicado como sendo do MRCCS? Como pode um MRCCS que na restauração do Concelho também cabe desenvolvimento, defender a execução de metros de passeios em detrimento de investimento em Parque Industrial, acessos às ICs, descontaminação de Zona habitacional com radão em pleno centro de Canas, Centro Educativo de Canas,etc.

    Entende mesmo que este comunicado é do MRCCS?

    bom, está tudo dito

    Cumprimentos

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies