Neve na Serra da Estrela (com vídeo)

Uma redução de até 10 graus nos termómetros, com a chuva e neve a regressarem, está a marcar a meteologia em Portugal, e na região da Serra da Estrela.

Um manto de neve cobre a Torre, desde ontem, 9 de maio, descendo até aos 1400 metros de altitude. Registo de temperaturas negativas.

 

 

Carregal do Sal.Espaço DINA vai ser inaugurado

O Espaço DINA, criado no Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria, de Carregal do Sal, vai ser inaugurado a 18 de maio, às 15horas.

A data, criteriosamente escolhida por ser esse o Dia Internacional dos Museus, marca uma nova página na instituição museológica que, desta forma homenageia, uma filha da terra que elevou o nome do seu Concelho e de Portugal – DINA.

A cerimónia conta com a presença da Diretora Regional da Cultura do Centro e familiares mais próximos da cantora carregalense.

Por motivos que se prendem com a salvaguarda e segurança de todos perante a situação pandémica global, a cerimónia será transmitida em direto no facebook da Câmara Municipal em https://www.facebook.com/CMCarregal.

Acompanhe a cerimónia! No dia 18 de maio, às 15h, assista à inauguração do novo espaço do Museu Municipal de Carregal do Sal – Espaço DINA!

CDU apresenta candidatos em Mangualde

A Coordenadora de Viseu da CDU, no quadro de preparação das Eleições Autárquicas 2021, vem, por este meio, informar o vosso órgão de comunicação de que procederá à apresentação pública dos primeiros candidatos aos órgãos municipais do concelho de Mangualde.
Câmara Municipal – Sara Bogarim, 63 anos, Professora, Membro da Comissão Concelhia de Mangualde do PCP
Assembleia Municipal – Fernando Campos, 66 anos, Empresário, Membro Eleito da Assembleia Municipal de Mangualde pela CDU e Membro da Direcção da Organização Regional de Viseu do PCP
O Acto Público de apresentação terá lugar no próximo dia 15 de Maio, sábado, pelas 16h, no Largo Doutor Couto (Junto à Câmara Municipal), contará com a participação de Miguel Martins, membro da Comissão Executiva do Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes” e de Alfredo Campos, membro da Direcção da Confederação Nacional de Agricultura.

Pastelaria Central de Nelas renova imagem e aposta na modernidade

Situada no Edifício Central em Nelas (Avenida João XXIII), a Pasteleria, que tem também serviço de restaurante, decidiu remodelar o seu espaço, com mobiliário mais moderno, atrativo e cómodo. 

A aposta da gerência, a cargo de Joana Mendes, passa por ter um menu  muito diversificado, assente na “gastronomia tradicional portuguesa”, como referiu ao nosso jornal.

“A nossa especialidade de referência é o hambúrguer no pão do caco e realço também, todas as terças feiras, leitão assado“, revela-nos.

Os outros pratos fixos no menu são : Kebab de carne de frango, no prato ou pão pita,bitoque, alheiras e bifinhos com cogumelos.

O prato do dia, que muda todos os dias,  tem um preço “justo” de 4,5€, muito atrativo.

This slideshow requires JavaScript.

CONTACTOS:

232949159

Página Facebook:

https://www.facebook.com/Pastelaria-Central-Nelas-156066488404351

Artigo publicitário

Canas de Senhorim: Germina um Movimento independente rumo às Autárquicas

Este fim de semana, muitos Canenses decidiram iniciar, recorrendo à poderosa ferramenta chamada IMAGEM, a promoção, lançamento da semente, de um Movimento independente, que poderá, entre outras intervenções cívicas, ser a base de uma candidatura à junta de freguesia de Canas de Senhorim, nas próximas autárquicas.

Surpreendeu muitos, ou talvez não. Figuras de várias quadrantes da sociedade Canense, decidiram desde ontem, 8 de maio, publicar nas suas páginas nas redes sociais a sua fotografia, com camisa branca. Simplesmente isto. Mudar a foto de perfil no Facebook, para uma pose, digamos que mais institucional, e todos com a referida indumentária branca. A cor da paz, portanto, a chancelar uma eventual candidatura autárquica, que muitos dos seus amigos e seguidores não deixaram de comentar, exultando a mesma.

Encontramos desde empresários do setor da restauração, a músicos, engenheiros, bombeiros, aposentados da banca, figuras proeminentes do Movimento pela Restauração do Concelho de Canas, de todas as idades, profissões e com grande intervenção cívica, na cultura, no desporto, no associativismo. Têm grande visibilidade, mas não são mediáticos através da política. Se há, para já, um elo que os une, é que vêm da sociedade civil, sem passado político, pelo menos na larga maioria dos casos. Se se vier a concretizar esta candidatura, é para muitos já considerada uma  lufada de ar fresco. Um destes Canenses, por nós contactado, apenas nos referiu serem “independentes” e estar para “breve” o anúncio do Movimento e dos seus membros. Esperamos assim, em breve, ter novidades.

José Miguel Silva

CONTEÚDO com opinião

 

Davide Elias é o mandatário para a Juventude da candidatura do PSD em Carregal do Sal

Músico (guitarrrista) na Banda Carregalense, Sonhos Rotos, o Bioquímico Davide Elias aceitou o convite para ser mandatário da candidatura autárquica do PSD, em Carregal do Sal, que tem como cabeças de lista, Luís Fidalgo (Câmara Municipal) e Vasco Jorge (Assembleia Municipal).

Em declarações ao nosso jornal, este jovem Carregalense, explica o que o motivou a aceitar o desafio: “Para além de ser impossível dizer não a uma lista de pessoas tão competentes e apaixonadas pelo nosso concelho, acredito que estava na altura de passar do “falar” ao “fazer”. Sendo jovem, sei que o concelho tem muito para nos oferecer e espero contribuir para atingir este potencial”.

Covid-19.Beira Alta tem cinco concelhos nos sete com maior incidência

Arganil é o município de Portugal que regista maior incidência de infeções pelo Sars-Cov2, na avaliação feita pelo Governo, na passada quinta-feira, 6 de maio.

Logo a seguir, e integrando um conjunto de seis municípios, temos, por ordem de incidência, Cabeceiras de Basto, Lamego, Oliveira do Hospital, Resende, Tábua e Odemira.

Todos estes concelho estão com nível de novos casos acumulados acima de 240 por 100 mil habitantes.

O autarca de Arganil já espera “um passo atrás no desconfinamento na próxima semana”, como referiu à TSF.

Movecho produz com impressora 3D a “Estrela da Europa”

“A Star for Europe” do artista Leonel Moura em parceria com a Movecho, está em exibição a partir de hoje na Alfandega do Porto. Com 2 metros de altura e um peso de 100 kg, a Estrela da Europa foi produzida pela Movecho com recurso a impressão 3D num composto especial de PLA biodegradável.
A obra baseia-se nas estrelas presentes na bandeira da União Europeia e foi produzida no âmbito da Cimeira Social da Presidência Portuguesa.
A Estrela da Europa, é resposta da Movecho ao desafio lançado pelo artista, enaltecendo: a manufatura aditiva, a construção sustentável e a cooperação entre arte e indústria.

Desapareceu ontem, 7 de maio, e reside em Santa Comba Dão

Encontra-se desaparecido, desde as 18h30 do dia 07 de maio, o Sr. Joaquim Borges Ferreira, de 81 anos de idade, residente em Fontainhas – Santa Comba Dão.
Na altura do desaparecimento envergava boina escura, casaco escuro e calças de ganga azuis.
Pede-se a quem tenha informações sobre o seu paradeiro que entre em contacto com o Posto Territorial da GNR de Santa Comba Dão, através do número 232 880 250.

Viseu.”Capitão de Abril” morre aos 75 anos

A família do Coronel Arnaldo Carvalhais da Silveira Costeira comunica o seu falecimento, aos 75 anos de idade, ocorrido ao início da manhã deste sábado, 8 de Maio de 2021. O desenlace decorreu após um longo combate a um quadro de doença prolongada, que se agravou ao longo da última semana, tendo partido de forma serena na sua residência, rodeado dos seus familiares mais próximos.

Nascido em Lamego a 20 de abril de 1946, coronel do Exército Português na reforma, Arnaldo Carvalhais Costeira foi Capitão do Movimento das Forças Armadas, contribuindo decisivamente aos comandos da força militar, que saiu na madrugada de 25 de Abril de 1974, do Regimento de Infantaria 14 de Viseu. Da sua participação nesse momento marcante da história recente de Portugal, escreveu e publicou o livro “Eu, Capitão de Abril me confesso” onde deixa perpetuada a descrição dos acontecimentos que antecederam o movimento dos capitães, todos os detalhes das operações no terreno e importantes testemunhos dos meses que se seguiram ao derrube do regime. Foi ainda Comandante do Regimento de Infantaria 14 de 1993 a 1996.

Foi condecorado, por S. Exa. o Senhor Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em 26 de fevereiro último, com a Ordem da Liberdade – grau de Grande-Oficial, que considerou “uma justiça ainda não cabalmente prestada” aos capitães de abril.

Espírita convicto, dedicou-se integralmente à direção da Associação Social Cultural Espiritualista de Viseu (ASCE Viseu, IPSS), importante instituição particular de solidariedade social da região, sendo um dos seus cofundadores e à qual presidia desde a sua criação, em 1977, onde desenvolveu profícua atividade social e de divulgação de mensagem espiritualizante.

Conforme a sua vontade, o corpo será velado, a partir das 15h, nas instalações da sede da ASCE, onde serão prestadas as últimas homenagens, salvaguardadas e cumpridas todas as normas impostas pelo combate à COVID-19.

O funeral será domingo, pelas 15h, no cemitério de Pindo e está reservado à família e amigos próximos por causa da pandemia.

Balanço operações GNR: 317 detidos em flagrante delito

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 30 de abril e 6 de maio, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais: 

1.    Detenções317 detidos em flagrante delito, destacando-se:

·         103 por condução sob o efeito do álcool;

·         97 por condução sem habilitação legal;

·         18 por tráfico de estupefacientes;

·         16 por desobediência;

·         5 por violência doméstica;

·         4 por furto.

 

2.    Apreensões:

·         167,9 doses de haxixe;

·         103 comprimidos de anfetaminas;

·         73,3 doses de heroína;

·         37,8 doses de liamba;

·         12 doses de cocaína;

·         8 veículos. 

 

3.    Trânsito:

Fiscalização8 536 infrações detetadas, destacando-se:

·         5 370 excessos de velocidade;

·         688 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·         355 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;

·         354 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·         348 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·         345 por falta de seguro de responsabilidade civil;

·         338 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·         268 relacionadas com tacógrafos.

Videovigilância para a prevenção de Incêndios vai arrancar em Nelas,Carregal do Sal e Mangualde

Ontem, 7 de maio, no âmbito da primeira fase de implementação do Sistema Integrado de Videovigilância para a Prevenção de Incêndios Florestais na Região de Viseu Dão Lafões e Coimbra, a Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões realizou uma visita aos dois Centros de Gestão e Controle e a uma das três Torres de Acompanhamento Remoto (TAR) já instaladas no território. 

Este sistema, que representa um investimento global de mais de 3,7 milhões de euros, prevê a instalação de trinta e sete (TAR), dezassete das quais em Viseu Dão Lafões, proporcionando uma cobertura de 85% do território afeto à CIM.

Na Região Viseu Dão Lafões já se encontram em operação os dois Centros de Gestão e Controlo agora visitados, estando um localizado no Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Viseu e o outro no Comando Territorial da GNR de Viseu. Estando prevista a instalação de mais dezasseis Centros de Monotorização Remota, com a seguinte distribuição: catorze nos municípios que integram a CIM; um no edifício sede da CIM; e outro no veículo de comando afeto ao CDOS Viseu.

Desde abril, encontram-se em funcionamento as três primeiras TAR (localizadas nos concelhos de Tondela, Viseu e Vouzela), sendo expectável o início da operação de mais três até ao final do mês de agosto ( nos concelhos de Carregal do Sal, Mangualde, Nelas). Assim, durante o próximo período crítico de incêndios rurais estarão ao serviço um total de seis TAR, em todo o território.

De referir que este sistema conta com uma rede de comunicações dedicada, via rádio, e garante a interoperabilidade com os Sistemas de Acompanhamento e Apoio à Decisão já instalados e em operação em outras regiões.

De acordo com o Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogério Mota Abrantes, “Este projeto que agora inicia a sua operação, irá contribuir, já este verão, para a deteção precoce de incêndios florestais e para uma melhor definição das estratégias de combate e apoio à decisão. Estando plenamente alinhado com as políticas de proteção civil e de defesa da floresta contra incêndios rurais, que a CIM preconiza para o território, esta ferramenta afirma-se como uma mais-valia para a proteção das populações e um investimento com um impacto direto na economia ligada à fileira florestal.” 

Referiu, ainda, o Presidente da CIM Viseu Dão Lafões ”que este projeto está alinhado, estrategicamente, com outros projetos que têm sido desenvolvidos pela CIM, como seja, a titulo de exemplo, a plataforma de emergência e proteção civil intermunicipal, assim como, também, a criação do Gabinete técnico Florestal Intermunicipal e das brigadas de sapadores florestais e, ainda, mais recentemente, o desenvolvimento do projeto europeu LIFE, “Landscape Fire”, com uma componente forte de silvo pastorícia e de capacitação dos agentes de proteção civil do território.”

A visita contou com a presença do Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogério Mota Abrantes; dos Vice-Presidentes da CIM Viseu Dão Lafões, Elísio Oliveira e Paulo Almeida; do Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil de Viseu, Vítor Figueiredo; do Vice-Presidente da CM Viseu, João Paulo Gouveia; e do Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho.

 

Patinter é a melhor empresa transportadora para trabalhar

A empresa Mangualdende PATINTER, foi reconhecida no maior estudo de employer branding, que teve como base os 150 maiores empregadores portugueses – a Randstad Employer Brand Research (REBR) analisa anualmente as principais tendências do mercado de trabalho, dando a conhecer as empresas e sectores mais atractivos para trabalhar em 34 países, incluindo Portugal.

Distinção «reforça a estratégia de recursos humanos da Patinter»
Este ano, a vencedora no sector dos transportes foi precisamente a Patinter, que alcançou o primeiro lugar na categoria em que opera. O resultado é agora conhecido após a realização de um inquérito online, realizado em território português durante o mês de Janeiro, que abrangeu mais de 5 mil pessoas com idades entre os 18 e os 64 anos. Os questionários aplicados à amostra foram divididos em três blocos, com a finalidade de analisar preferências, entre as quais:

Factores mais relevantes na decisão de emprego; Reconhecimento das empresas e selecção de quais as preferenciais para trabalhar;

Percepção das empresas que conhece como entidades empregadoras.
Os dados divulgados pela entidade responsável pelo estudo revelam que o salário e os benefícios atractivos (71%) continuam a ser, expectavelmente e sem surpresas, o principal critério de motivação para quem procura emprego, seguindo–se factores como a conciliação entre a vida pessoal e profissional (66%), a estabilidade profissional (66%), o bom ambiente de trabalho (65%) e, ainda, a progressão na carreira.

«Este reconhecimento reforça a estratégia de recursos humanos da Patinter, que visa a satisfação e o compromisso dos colaboradores e, consequentemente,a captação e retenção na empresa dos melhores talentos na área dos transportes», vincou a empresa

in Revista Cargo

Habitação Social: PS Nelas tem dúvidas sobre a estratégia do Presidente da Câmara

No passado dia 28 de Abril de 2021, propôs o Senhor Presidente da Câmara a aquisição de um edifício em bruto, sito à Quinta do Pomar, localizado nas traseiras do antigo quartel dos Bombeiros Voluntários de Nelas, para a edificação de habitação social.
A referida aquisição seria realizada por um montante de 200.000€, dos quais 90.000€ seriam referentes ao valor do terreno e 110.000€ do edificado.
Politicamente esta tomada de decisão, gera-nos, algumas dúvidas:
– Sendo a Câmara Municipal, dona de vários terrenos, no concelho, nomeadamente na Vila de Nelas, porque não realizar tal investimento naquilo que já é seu?
– Será que não é importante uma autarquia poupar 200.000€?
– Segundo a Carta de princípios dos candidatos do PS às autárquicas de 2017, era referido no ponto 2 o seguinte ”Fortalecer a democracia local através do estímulo à participação dos cidadãos na vida das comunidades, nas decisões da autarquia e nos processos de monitorização e avaliação das iniciativas, planos e programas do Município.”, assim sendo:
– Porque é que a população envolvente do referido edifício não foi auscultada?
– Porque razão não foi pedido nenhum parecer à Junta de Freguesia de Nelas?
– Será que sendo uma parte da urbanização pertença da autarquia, não merecia a mesma, mais que a passagem bianual de uma capinadeira?
Porque é que infraestruturas de reduzido investimento, mas de enorme simbolismo para a população tais, como, um parque infantil, um parque para terceira idade, a construção de passeios condignos, um melhoramento da iluminação e uma arborização não são realizados?
– Sendo o tema da habitação social, algo tão estruturante para uma sociedade, não seria importante um consenso o mais alargado possível sobre o mesmo? Em vez de uma decisão de um individuo imposta a um todo?
– Será que como dizia o filosofo alemão Hegel “A história repete-se sempre pelo menos duas vezes”?
– Gostaríamos ainda de perceber, a urgência desta tomada de decisão, recordamos que em regra como diz o nosso povo e bem “A pressa é inimiga da perfeição “, existe porventura algum prazo a cumprir que obrigue a tal?
– Tem porventura a autarquia a obrigação de resolver problemas imobiliários de privados? Que para culminar ainda vão realizar mais valias com a referida venda?
– Não irá porventura o Município de Nelas com esta decisão, abrir um precedente de consequências, imprevisíveis?
Somos e seremos sempre a favor do investimento, somos e seremos sempre a favor de uma existência condigna de todos os nossos concidadãos, mas também somos e seremos sempre responsáveis pelas nossas atitudes, independentemente da impopularidade das mesmas, somos e seremos sempres defensores de uma politica responsável em termos financeiros, somos e seremos, sempre defensores de um novo tempo na politica em que impere o realização sobre a promessa, por ultimo somos e seremos sempre, perante os militantes, simpatizantes e povo do concelho de Nelas, defensores dos valores politico, ideológicos, do Partido Socialista, Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
O PS precisa de todos e é por todos que queremos aqui estar
O Presidente da Comissão Política Concelhia
Pedro Manuel Marques Borges
Pode ser uma imagem de rosa e texto que diz "R SOCIALI A P TID O T CONCEL HABITACAO SOCIAL Estratégias Dúvidas"

Câmara de Nelas pretende investir 9 milhões em habitação

São 121 famílias, que constituem pelo menos 281 pessoas, a viver em casa sem condições, 15 pelo menos nas suas habitações em várias localidades do Concelho, 27 em núcleos precários e 28 com carências várias de alojamento condigno. A esta realidade acresce a necessidade de construção ou reabilitação de pelo menos 50 habitações, numa fase inicial, para fixar e atrair jovens casais, com idades entre os 20 e os 34 anos preferencialmente.

Para resolver o problema, a Câmara de Nelas vai discutir e votar na próxima reunião de Câmara da próxima quarta feira, a Estratégia Local de Habitação gizada pelo Executivo e pelo Presidente da Câmara Municipal.

Prevê-se um investimento de quase 9 milhões de euros nos próximos quatro anos com o apoio estatal do “1º Direito” – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação (Decreto Lei 37/2018, de 4 de Junho e Portaria 230/2018 de 17 de Agosto), bem como no acesso ao Programa de Habitação a Custos Controlados.

A ideia destes Programas é, nos 50 anos do 25 de Abril – em 2024 – não ter ninguém em Portugal, a viver em habitação que não seja digna. A Câmara de Nelas já fez o seu diagnóstico e tem tudo pronto para submeter a candidatura, assim a mesma seja aprovada em reunião de Câmara e na Assembleia Municipal a realizar logo de seguida.

A par destes Projetos e Candidatura, a Câmara de Nelas vai começar em breve as obras de requalificação de todas as 47 habitações sociais já existentes (Figueira Velha, Bairro Dr, Augusto Rosado, Póvoa de Luzianes, Fiais e Canas de Senhorim), no âmbito de uma Candidatura de eficiência energética aprovada no Centro 2020, no valor de 450,000€.

A Câmara, no âmbito da Estratégia Local de Habitação e Construção de Habitação a Custos Controlados, vem adquirindo já terrenos junto à conhecida Quinta dos Bigote (e ao arruamento que dá acesso ao Novo Quartel  dos Bombeiros de Nelas) para resolução do problema de habitação indigna dos núcleos precários, negociando terrenos junto ao Bairro de Santa Luzia para construção de apartamentos não destinados a residentes em núcleos precários ou acampamentos e disponibilizando ainda imóveis seus para reabilitação para esse fim (por exemplo no antigo Edifício da EDP, no Folhadal junto à Igreja da Sra. da Tosse e em Vila Ruiva).

Celebrou ainda o Presidente da Câmara um contrato promessa de compra e venda com a empresa proprietária de um Lote de terreno no Pomar em Nelas, com um edifício em construção (parada há mais de 20 anos), destinada á sua conclusão para acabamento de 11 apartamentos, a ceder no âmbito da Estratégia Local de Habitação com venda ou arrendamento a preços controlados (conforme Portaria 65/2019, de 19 de fevereiro e pelos valores de referência aí fixados e que no caso de Nelas para um T2 pode situar-se o preço entre os 50 e os 60 mil euros) a jovens casais que se queiram fixar ou instalar no Concelho de Nelas, podendo constituir esses parte das 50 habitações que se pretendem construir destinadas a este fim nos próximos 4 anos. Do contrato consta, não só que o prédio não se destina a famílias atualmente residentes em núcleos precários ou acampamentos, como que o mesmo contrato ficará sem efeito se o Estado não vier a apoiar a compra e o acabamento do prédio para o referido fim. A Câmara não pagou qualquer quantia a titulo de sinal ou preço (estabelecido em 200 mil euros por avaliação efetuada pelos Serviços Técnicos da Câmara), e não será obrigada a pagar qualquer indemnização se o contrato ficar sem efeito, estando tal no mesmo contrato expressamente previsto.

A Estratégia e os Projetos e Ações estão em curso, havendo já noticias de uma comparticipação estatal que pode chegar aos 100% no PRR (Plano de Recuperação e Resiliência). Por isso mesmo seria imperdoável a Câmara de Nelas perder esta oportunidade para resolver o problema destas famílias e destas pessoas e promover um futuro com mais habitação, mais dignidade e conforto na habitação e mais jovens com casa para a comprar ou arrendar a preços acessíveis no nosso Concelho.

O “TRABALHO DE CASA”, para resolver um problema de décadas e que constitui um dos principais desafios e prioridades dos próximos 4 anos para o progresso, desenvolvimento e modernização do Município e bem-estar das suas populações e famílias, ESTÁ FEITO!

Nota de Imprensa da CM de Nelas

Corte de água em Canas de Senhorim e Lapa do Lobo

Dr. José Borges da Silva, Presidente da Câmara Municipal de Nelas, TORNA PÚBLICO que o abastecimento de água pública vai estar condicionado, com eventuais cortes no abastecimento, nas freguesias de Canas de Senhorim e Lapa do Lobo devido à necessidade de intervenção do reservatório de Urgeiriça/Canas de Senhorim para operações de manutenção a partir das 21h30min até às 24h00 min do dia 10 de maio de 2021.

Para constar e para os devidos efeitos se publica o presente EDITAL e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares públicos do costume.

Paços do Concelho, 07 de maio de 2021

O Presidente de Câmara,

Dr. José Borges da Silva

 

Feira de Nelas inaugura espaço requalificado e vedado

Hoje, 8 de maio, a Feira Mensal de Nelas está a realizar-se no espaço requalificado e vedado para o efeito, no mesmo local em Nelas.
Depois de décadas de reclamações e pedidos para que este mercado mensal se realizasse num recinto fechado, mais afastado dos blocos habitacionais e permitindo melhor mobilidade e acessibilidades, é já neste mês de Maio que tal se inicia.
A Câmara organizou o espaço por produtos em venda e levou em consideração o período de pandemia que se atravessa, reduzindo o Presidente da Câmara (ao abrigo da legislação COVID) a taxa por metro quadrado de ocupação de 42 cêntimos para 16 cêntimos, valor em linha com o praticado nas feiras dos Municípios dos Concelhos vizinhos neste momento.
No espaço e na envolvente que inclui também um Parque de Autocaravanas (ainda em fase de conclusão de construção), em especial nos acessos, foram investidos mais de 200 mil euros.
A Câmara contactou os mais de 90 feirantes que aqui exercem a sua atividade e com eles consensualizou a mudança e os ajustamentos que houve necessidade de fazer, agradecendo a todos a compreensão e cooperação tidas neste processo.
O novo espaço, para além da realização da Feira Mensal, constitui-se num funcional recinto multiusos para outros eventos, como outras feiras e exposições ou espetáculos.
Câmara Municipal de Nelas