Selo oficial para Linho de Várzea de Calde

Ontem, 31 de Janeiro, o Vereador da Cultura da CM de Viseu, Jorge Sobrado, e a artista Cristina Rodrigues marcaram presença no Museu de Várzea de Calde para apresentar o selo oficial daquele Linho.

O selo, com assinatura da artista plástica, é uma marca distintiva da autenticidade do linho artesanalmente produzido naquela aldeia de Viseu, através da Cooperativa e Grupo Etnográfico. A apresentação do selo antecederá um workshop onde o linho será rei.

Este é um momento que dá início a um ano onde as atividades e experiências naturais do Museu de Várzea de Calde serão peça fundamental durante a receção da Europeade e da assunção de Viseu enquanto “Cidade Europeia do Folclore”.

A artista Cristina Rodrigues volta assim à casa do linho depois de ter andado a mostrar “O Sudário” ao mundo. A sua instalação de 45 metros tem como matéria prima o linho de Várzea de Calde.