Deslocalização da Loureiro & Filhos para Canas de Senhorim : Câmara de Carregal do Sal rejeita “chantagem” da empresa

Publicação do PS na sua página no Facebook, sobre a alegada ida da empresa de metalurgia de Beijós para as antigas instalações dos Fornos Elétricos, em Canas de Senhorim.

O protocolo para cedência de um lote de terreno (0,5€/m2), foi anunciado pelo edil de Nelas, sem a autarquia ter ainda adquirido os Fornos Elétricos – a negociação foi concluída com a Caixa Geral de Depósitos, mas terá que ser discutida e aprovada em reunião de Câmara, para se proceder à respetiva escritura : 

A PROPÓSITO DA IDA DA LOUREIRO & FILHOS PARA CANAS DE SENHORIM

A empresa Loureiro e Filhos sedeada em Beijós, contactou a Câmara Municipal de Carregal do Sal com a intenção de adquirir um lote de terreno do Parque Industrial de Sampaio em Oliveirinha, com cerca de 5000 m2, para instalação de uma área coberta de 1500 m2, propondo-se criar dois postos de trabalho, com um investimento previsto de cerca de 200 000 € (duzentos mil euros). Iniciadas as conversações e definidas as condições de aquisição (iguais à proporcionadas a outras empresas – 3 €/m2), a empresa Loureiro e Filhos em jeito de ameaça e chantagem, propôs-se pagar o preço de 0,50€/m2 ou sairia do concelho.

Os terrenos do Parque Industrial são pertença do município que, para os infraestruturar, investiu centenas de milhares de euros. Tal património deve ser gerido com todo o rigor e igualdade entre as empresas, analisando bem as propostas de instalação quer pela credibilidade dos proponentes quer pela valorização e mais-valias (leia-se postos de trabalho) que trazem ao concelho. A credibilidade da empresa, nunca foi posta em dúvida, já as mais valias (dois postos de trabalho!)…

O curioso da questão (ou talvez não!) é o teor do protocolo supostamente firmado com a Câmara Municipal de Nelas (lote de 10 000 m2 para construção de um pavilhão industrial com 1600 m2 de área coberta, criação de 20 postos de trabalho diretos e indiretos, num investimento estimado de 1 000 000 € (um milhão de euros)).

A leitura dos factos é um direito de cada cidadão. A do PSD de Carregal do Sal é a de esbanjamento do património municipal. A postura do PS de Carregal do Sal é inequívoca. Valorizar o património com RIGOR e CONFIANÇA, não cedendo a chantagens nem desbaratando o que é de todos nós.