Presidente da Câmara nega qualquer promoção e assegura,se reeleito “rever a situação profissional” dos funcionários