Assembleia Municipal aprovou taxa mínima de IMI (0,3%) para vigorar em 2018

Foi mais uma sessão conturbada da Assembleia Municipal de Nelas, em que a discussão e votação da redução da taxa de IMI para o mínimo legalmente permitido (0,3%), dos atuais 0,45%, para os prédios urbanos, foi o prato forte.
Realizou-se ontem uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Nelas, para discutir e votar o abaixamento da taxa de IMI no concelho. Depois da aprovação pela Câmara Municipal, com os votos a favor de Borges da Silva (proponente), Sofia Relvas, Adelino Amaral e Manuel Marques, a proposta foi também aprovada na AM, com os votos a favor da bancada do PS e de todos os presidentes de Junta (12 votos), tendo-se registado a abstenção da bancada do PSD/CDS (7 votos). Depois de Borges da Silva ter defendido a proposta, com o impacto na economia local : “vamos entregar cerca de 570 mil euros por ano ao munícipes”, os líderes das bancadas do PSD e CDS, sustentaram que esta é uma medida “eleitoralista” e deveria ser discutida e votada “somente no próximo mandato autárquico”. Rui Costa e José António Pereira, abandonaram mesmo a sessão antes da votação, como forma de protesto.