Em nota que fez chegar à nossa redação, o Vereador do CDS/PP e candidato a presidente da Câmara, condiciona a aprovação da Conta de Gerência de 2016, a esta condição :
“Distribuição criteriosa do Saldo da Conta de Gerência do ano de 2016, no valor de 206.311,85€ por todas as associações do concelho.Deverão os subsídios a pagar e atribuir, serem acompanhados com a respetiva Cabimentação Orçamental e Fundos Disponíveis, a elaborar pelos Serviços de Contabilidade da Autarquia”.
MAIL enviado ao Presidente da Câmara :
Quinta Feira 15-06, 02:17
Gabinete de apoio à Presidência CMN (gap@cm-nelas.pt)
Reencaminhou esta mensagem a 15-06-2017 02:17
Exmo. Senhor
Presidente da Câmara Municipal de
Nelas
Resulta dos documentos enviados, que sustentam a Ordem de Trabalhos da reunião Extraordinária a realizar no dia 20.06.2017, uma Proposta de Deliberação do pagamento de subsidios e de outros apoios a atribuir às associações do nosso concelho.Dos considerandos da mesma Proposta de Deliberação, na sua alínea c) expressa vossa excelência o seguinte: “A existência de subsidios já deliberados e a necessidade de atribuição de novos apoios, durante o corrente exercicio orçamental e a sua compatibilizção com a capacidade de despesa gerada com o saldo da Gerência do ano de 2016.”

Extrai-se deste parágrafo que o atual presidente da câmara, pretende pagar subsidios já deliberados e atribuir outros, usando para ambos os casos, o Saldo da Conta de Gerência de 2016.

Todos nós sabemos que vossa excelência depauperou as finanças da autarquia, chegando ao lastimoso facto de não ter verbas para a aquisição de uma botija de gás.

Sem dinheiro! Pretende o presidente da Câmara atribuir mais subsídios, enganando os representantes da associações, que lhes “pagará no prazo de 90 dias, de acordo com as disponibilidades financeiras das autarquia”, escrito por vossa excelência, senhor presidente!

O conteúdo da parte final, do parágrafo anterior, é bem demonstrativo do estado em que chegaram as finanças da autarquia.

O presidente da câmara pretende tão só e apenas fazer mais um malabarismo, deliberando subsidios sem saber quando os pagará, por não ter dinheiro!

Só que, o orçamento municipal está completamente “rapado”,! para fazer esta artimanha, deita agora mão, vossa excelência ao Saldo de Gerência de 2016.

Considerando que, sou um homem de palavra e de verdade, assumo o que anteriormente afirmei.

Pese embora, a ruinosa gestão a que vossa excelência levou a nossa autarquia, para que os interesses das nossas associações não fossem prejudicados, sempre lhe disse que votaria favoravelmente as contas de Gerência, desde que o Saldo de Gerência fosse tão só e apenas distribuído equitativamente por todas as associações em atividade no nosso concelho.

Nestes termos, deverá vossa excelência determinar que os Serviços elaborem uma lista de subsídios a atribuir e o pagamento dos já atribuídos, distribuindo criteriosamente o Saldo da Conta de Gerência do ano de 2016, no valor de 206.311,85€ por todas as associações do concelho.

Deverão os subsídios a pagar e atribuir, serem acompanhados com a respetiva Cabimentação Orçamental e Fundos Disponíveis, a elaborar pelos Serviços de Contabilidade da Autarquia, para que não aconteça o que até hoje sucedeu, em que vossa excelência apresentou propostas de deliberação de subsídios, sem Cabimentação e Fundos Disponíveis, que foram aprovados, bem o sabendo que é de todo ilegal.

Advirto vossa excelência de que se o pedido não for cumprido, sou obrigado a votar contra a aprovação dos Documentos de Prestação de Contas do ano de 2016.

O Vereador do CDS-PP

Manuel Marques