“As músicas que os vinhos Dão” celebra a tradição nas bodas de prata da Feira do Vinho

António Leal na encenação, Sandra Leal nos textos, a magnífica escola ContraCanto, sediada na Lapa do Lobo, e Anabela como protagonista, proporcionaram ontem mais um magistral espetáculo musical, dedicado ao vinho do Dão e com alusão às bodas de prata do seu principal evento – A Feira de Nelas. Uma produção só possível graças ao apoio da Fundação Lapa do Lobo, com o seu presidente, Carlos Cunha Torres, a assistir de forma entusiástica na primeira fila.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma festa,uma celebração, um momento épico, com muita cor, magia e musicalidade, foi o que pudemos ontem presenciar pelas 22h, na Praça do Município em Nelas. Milhares de pessoas, numa noite quente de Verão, puderam desfrutar do musical “As músicas que os Vinhos Dão” . Inserido na comemoração  dos 25 anos da Feira do Vinho do Dão é um momento ímpar,numa simbiose de música, arte cénica, religiosidade, com muita tradição e fé (com uma pequena procissão ao som de Avé Maria). A tradição, a arte de bem receber, a atmosfera das tabernas , foram aliás os tema principais das músicas escolhidas e dos cenários – desde o hino da Feira até aos fados de Amália Rodrigues :

Refrão do hino da Feira do Vinho do Dão :

“Em Nelas, há tradição

Em Nelas, Feira do Vinho do Dão

Onde se conta a história

Onde o vinho é união

Onde se sente a glória

Desta região

Em Nelas, somos o Dão”

Amália Rodrigues :

Numa casa portuguesa fica bem

Pão e vinho sobre a mesa

E se à porta humildemente bate alguém

Senta-se à mesa co’a gente

Quatro paredes caiadas

Um cheirinho à alecrim

Um cacho de uvas doiradas

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies