Politécnico de Viseu é o segundo melhor do país

IPV em destaque no prestigiado Scimago Institutions Rankings

O prestigiado Scimago Institutions Ranking (SIR) publicou recentemente o seu estudo anual que coloca o Instituto Politécnico de Viseu (IPV) em lugar de grande destaque.

O ranking, desenvolvido pelo Scimago Research Group (grupo de investigação que se dedica à análise e à avaliação da informação mantida em grandes bases de dados científicas), tem por objetivo avaliar o desempenho ao nível da investigação, inovação e impacto social das instituições de ensino superior e outras instituições de investigação de todo o mundo, tomando como referência, designadamente, as publicações científicas das instituições e o número de citações recebidas na base de dados da Scopus (a maior base de dados de resumos e citações da literatura peer-reviewed: revistas científicas, livros e anais de conferências).

O estudo avaliou 5 147 instituições à escala global das quais 2 894 são instituições de ensino superior. Destas, a Universidade de Harvard (Estados Unidos da América) surge como líder mundial.

Em relação às primeiras 25 instituições de ensino superior portuguesas que integram o estudo (sendo de referir que Portugal tem 14 universidades e 15 politécnicos públicos e um número significativo de instituições privadas), o IPV surge como 2ª instituição politécnica e em 11º lugar, considerando o conjunto das instituições, ultrapassando os restantes politécnicos e várias universidades, conforme se pode verificar de seguida:

1 (200)

Universidade de Lisboa

2 (205)

Universidade do Porto

3 (340)

Universidade Nova de Lisboa

4 (357)

Universidade do Minho

5 (386)

Universidade de Coimbra

6 (388)

Universidade de Aveiro

7 (542)

Instituto Politécnico de Bragança

8 (543)

Universidade da Madeira

9 (567)

Universidade Católica Portuguesa

10 (571)

Universidade da Beira Interior

11 (589)

Instituto Politécnico de Viseu

12 (589)

Instituto Politécnico do Porto

13 (593)

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

14 (596)

Instituto Politécnico de Coimbra

15 (598)

Universidade dos Acores

16 (603)

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

17 (611)

Universidade do Algarve

18 (617)

Instituto Politécnico de Lisboa

19 (626)

Universidade de Évora

20 (629)

Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário

21 (637)

Instituto Politécnico de Leiria

22 (643)

Universidade Fernando Pessoa

23 (644)

ISCTE Instituto Universitário de Lisboa

24 (657)

Instituto Politécnico de Setúbal

25 (657)

Instituto Superior de Psicologia Aplicada

Obs. Os números entre parêntesis correspondem ao posicionamento internacional.

Para o presidente do IPV, engenheiro Fernando Sebastião, “este resultado demonstra cabalmente a evolução qualitativa que a instituição tem revelado ao longo dos últimos anos, fruto do trabalho e empenho de toda a comunidade académica do nosso Instituto na prossecução das grandes linhas estratégicas institucionais, que privilegiam a qualificação do seu corpo docente, a criação de condições para a prática da investigação científica de qualidade e o reforço de ligação com as empresas e instituições da região”. Realçou, ainda, que “o IPV detém mais de 1 000 protocolos ativos firmados com inúmeras empresas e instituições públicas e privadas da região”.

Ao concluir, Fernando Sebastião informou que “o corpo docente do IPV é constituído atualmente por 220 professores doutorados (61% dos docentes) e tem outros 50 em fase de conclusão de doutoramento. Dentro de cerca de um ano, o Instituto poderá contar com cerca de 70% do seu corp

Este slideshow necessita de JavaScript.

o docente doutorado”.

Mais informação em:

http://www.scimagoir.com/rankings.php?setor=Higher%20educ.&country=PRT

* Artigo redigido ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Viseu, 12 de julho de 2016

Joaquim Amaral | Comunicação e Relações Públicas IPV

jamaral@pres.ipv.pt

Museu do Traje expõe mobiliário desenhado por alunos do IPV

Alunos do segundo ano da licenciatura em Tecnologia e Design de Mobiliário da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu do IPV projetaram e instalaram o sistema de mobiliário expositivo que serve de apoio à mostra intitulada “Xi-Coração”, que está patente ao público no Museu do Traje até 15 de setembro de 2016.

A “Little Dresses for Africa”, Organização Não Governamental (ONG) que apoia crianças carenciadas, propôs o tema de inspiração, sendo este desenvolvido com conceitos e palavras-chave, tais como: humanidade, cidadania, esperança, criança, carinho. Esta foi a motivação para os trabalhos académicos que se apresentam nesta exposição – uma abordagem expressiva no contexto social que explora a dimensão social do Design.

A solução expositiva recebe cerca de cem peças de vestuário criadas pelos alunos de Design de Moda da Universidade da Beira Interior, produzidas a partir dos pressupostos estabelecidos pela ONG “Little Dresses for Africa”, cujo nome institucional parte de uma das ações que executa e que consiste em produzir pequenos vestidos com material reciclado, dando a estes uma segunda vida. Os vestidos por sua vez são doados a orfanatos em África.

Os alunos da ESTGV foram confrontados com a problemática que o mobiliário expositivo impõe e desenvolveram propostas condizentes com o público esperado na exposição, bem como planearam um projeto sustentável, modular e transportável, com materiais reciclados de baixo custo, em harmonia com os conceitos de sustentabilidade e responsabilidade social inerentes aos princípios da ONG “Little Dresses for Africa”.

De acordo com a docente responsável pela ideia e pela unidade curricular de Design de Produto (LTDMOB-IPV), Rafaela Norogrando, a abordagem consistiu em mobilizar os alunos para o “contacto com os processos de design por todas as suas metodologias: pesquisa, criação, desenvolvimentos…”.

A equipa de trabalho foi formada pelos alunos Ana Rios, André Tomás, Daniel Costa, David Costa, Diogo Martins, Eduardo Lima, Nuno Ferreira, Pedro Morais, Rafaela Santos e Vitor Alves, que foram orientados pelos docentes Rafaela Norogrando (UBI/IPV) e Marcelo Oliveira (IPV).

Mais informação nos links:

Exposição Xi-Coração

http://littledressproject.wix.com/xi-coracao

ONG Little Dresses for Africa

http://www.littledressesforafrica.org/blog/

Museu do Traje

http://www.museudotraje.pt/pt-PT/expo/expo1/ContentDetail.aspx?id=341

* Artigo redigido ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Viseu, 12 de julho de 2016

Marcelo Oliveira | Docente ESTGV/IPV

jqomarcelo@demad.estv.ipv.pt