Pedro Alves é o novo líder da distrital de Viseu do PSD. Artur Jorge eleito vogal

Pedro Alves, deputado do PSD na Assembleia da República, foi eleito ontem presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Viseu. O candidato único, ex Chefe de Gabinete de Isaura Pedro na Câmara de Nelas, substitui Mota Faria, que passa a liderar a Mesa de Assembleia de Militantes, de onde sai Fernando Ruas.

Pedro Alves, deu destaque, na nova estrutura, aos jovens autarcas do PSD que estão a cumprir o primeiro mandato e que se vão recandidatar. Para as vice-presidências chamou Carlos Silva, presidente da Câmara de Sernancelhe, a representar o norte do distrito, e Rui Ladeira, autarca de Vouzela, para fazer o equilíbrio necessário a sul. Artur Jorge Ferreira, atual Vereador na Câmara de Nelas foi eleito vogal.

Para secretário distrital, lugar que ocupava na atual estrutura, Pedro Alves trouxe Luís Simões, professor no IPV, que foi vereador do ambiente de Fernando Ruas durante um mandato.

Viseu também coloca um vereador, João Paulo Gouveia. Mantêm-se Adriano Azevedo, antigo autarca de São Pedro do Sul, e Lima Costa, deputado de São João da Pesqueira. A surpresa maior é a inclusão na lista do médico Luís Nunes, diretor de cardiologia no hospital de Viseu.

Quem não continua na distrital é Francisco Lopes. O presidente da Câmara de Lamego “caiu em desgraça” junto dos dirigentes distritais. Vai ser substituído por António Rossado, presidente da Junta de Lamego.

“Acabou-se o tempo de trabalhar na sombra e com a proteção dos líderes. Agora vai ter que dar o ‘corpo às balas’ e mostrar o que vale”, referem antigos e atuais dirigentes do partido no distrito.

Na carta que enviou aos militantes, disse “estar convicto de reunir as condições e a disponibilidade necessárias para ajudar o partido a alcançar os objetivos políticos e eleitorais que ambicionamos”. Promete dar continuidade a “uma estrutura aberta e inclusiva, sem receios de assumir quem somos e o que queremos”.