Dia Municipal da Igualdade assinalado em Oliveira do Hospital

O Município de Oliveira do Hospital está, durante esta semana, a assinalar o Dia Municipal para a Igualdade, celebrado todos os anos, a 21 de junho. A inauguração da exposição fotográfica “A Mão-de-Obra Feminina na 2.ª Guerra Mundial”, na segunda-feira, foi o primeiro momento desta semana dedicada à Igualdade que decorre até à próxima sexta-feira, dia 24 de junho.

Considerado o “momento um” das comemorações, depois de no sábado ter decorrido, durante as Marchas Populares a sessão fotográfica de rua “a_braços pela Igualdade”, a exposição na Casa da Cultura foi seguida por uma sessão de “Poesia Dita” com a participação de vários declamadores do concelho que se associaram a este momento. Acompanham as fotografias um conjunto de livros relacionados com diversidade da temática.

Na sessão de abertura – onde estiveram presentes os vereadores da Educação e Cultura, Graça Silva e da Juventude, Nuno Ribeiro; e a Conselheira Municipal para a Igualdade, Teresa Serra – o vice-presidente e vereador da Ação Social, José Francisco Rolo incidiu na importância da sensibilização da população para o tema da igualdade de género.

“Celebramos particularmente a igualdade de género, um tema que não é fácil e não é fácil colocar as pessoas a dar a cara. Se fosse, não era preciso criarmos projetos e equipas porque isto estava interiorizado e integrado nas nossas vivências quotidianas, institucionais e comportamentais”, referiu o vereador que destaca o papel que o Município de Oliveira do Hospital tem desempenhado, através do projeto “Igualdade Local: Cidadania Responsável”. O Município de Oliveira do Hospital “quer ter uma agenda em termos cívicos, atualizada, integradora e inclusiva que a todos contemple de forma igual, tinha de integrar os valores da Igualdade de Género”, como acrescentou José Francisco Rolo para quem não restam dúvidas que “se todos os Municípios fizessem aquilo que se faz em Oliveira do Hospital com certeza iríamos criar uma sociedade mais inclusiva, mais justa”.

É sob a égide de três conceitos – “Respeito. Tolerância. Proteção” – que este ano é assinalada a Semana e o Dia Municipal para a Igualdade que pretende alertar a comunidade para as questões da violência doméstica e violência no namoro, e sensibilizar para as igualdades e desigualdades bem como para a vida partilhada e paritária, na esfera pública e privada.

Depois de um debate na rádio local, uma largada de balões e visionamento de filmes relacionados com a temática, na próxima sexta-dia, 24 de junho, na Casa da Cultura, a partir das 15H00 decorrerá uma sessão de lançamento do Plano Municipal 2016/2018 que visa também a recolha de contributos seguindo-se um período de debate com vários convidados. A anteceder este momento será exibido o documentário “Igual entre Iguais” com análise comentada e será feito o balanço da implementação do Plano Municipal para a Igualdade (2013/2015).

A promoção da Igualdade entre mulheres e homens é fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e mais democrática, tendo o Município de Oliveira do Hospital constituído uma equipa paritária de mulheres e homens para trabalhar no projeto “Igualdade Local: Cidadania Responsável”, na perspetiva da sensibilização da população para a questão da Igualdade entre os géneros, e para a necessidade de esbater desigualdades, combater preconceitos, desconstruir estereótipos e promover a igualdade de oportunidades. Nesse âmbito têm sido realizadas várias iniciativas, entre as quais: criação do Dia Municipal para a Igualdade e da figura de Conselheira Municipal para a Igualdade; disponibilização de uma linha de apoio jurídico e apoio social para as vítimas de violência doméstica (238 605 260); celebração de protocolo com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), e implementação do Plano Municipal para a Igualdade (PMI), um instrumento de trabalho em prol da luta contra a violência de género, promovendo uma cultura de cidadania para a Igualdade de Género.